Jardim Botânico (Curitiba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jardim Botânico
Subprefeitura Matriz
Área 2,77 km²
População 6.153 hab.
Densidade 22,20 hab/km²
Bairros Limítrofes Capão da Imbuia, Centro, Cristo Rei, Jardim das Américas, Prado Velho e Rebouças.
Principais Vias Avenida Presidente Affonso Camargo
Avenida Prefeito Omar Sabbag
Avenida Comendador Franco (Avenida das Torres)
Avenida Dr. Dario Lopes dos Santos
Avenida Prefeito Maurício Fruet
Avenida Professor Lothário Meissner
Rua Engenheiros Rebouças
Rua Brasílio Itiberê
Rua Sant’ana
Rua Engenheiro Ostoja Roguski
Viaduto Capanema
Rodovia Régis Bittencourt
Pontos de referência Jardim Botânico de Curitiba
Rodoferroviária de Curitiba
Espaço Cultural Franz Krajcberg
Praça Itália
Estádio Vila Capanema
Centro de Eventos da FIEP
Palácio Hyogo
Hospital da Polícia Militar
Campus Jardim Botânico da UFPR
Velódromo do Jardim Botânico

Jardim Botânico é um bairro da cidade brasileira de Curitiba, Paraná, pertencente à subprefeitura da Matriz. Sua principal atração é o Jardim Botânico de Curitiba, além de um dos campus da Universidade Federal do Paraná.

Delimitação[editar | editar código-fonte]

A área total do bairro corresponde a 0,64% da área correspondente a cidade de Curitiba e dista 2.897m do marco zero da cidade. Conforme o Decreto 774/1975: Ponto inicial na confluência da Av. Comendador Franco e Rua Chile. Segue pela Rua Chile, Rio Belém, Av. Sete de Setembro, Rua Ubaldino do Amaral, Estrada de Ferro Curitiba – Paranaguá, Marginal.[1] Faz divisa com os bairros Capão da Imbuia, Centro, Cristo Rei, Jardim das Américas, Prado Velho e Rebouças.

História[editar | editar código-fonte]

O bairro Jardim Botânico já possuiu a denominação de Capanema ("mato ruim" na língua Tupi). Essa denominação era uma homenagem ao antigo dono de grande parte da área pertencente ao bairro, pois, ainda no século XIX, a região pertencia a Guilherme Schüch, figura histórica na política brasileira, conhecido como o Barão de Capanema. Respeitado cientista e amante da natureza, o barão cultivava em sua chácara um belíssimo horto com pomares e plantas exóticas, considerado na época da visita do Imperador D. Pedro II a Curitiba em 1880 como um dos melhores que possuía o Império. A mudança de nome para Jardim Botânico foi decidido em um plebiscito popular ocorrido em 1992, fazendo referência ao Jardim Botânico de Curitiba[2][3][4]. Em 1947, foi construído para a Copa do Mundo de 1950, o Estádio Durival Britto e Silva. Por causa da antiga denominação do bairro, o estádio, a época casa do Clube Atlético Ferroviário (atual Paraná Clube), ficou também conhecido como Vila Capanema.

Imagens do bairro[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Dados do Bairro» (PDF). IPPUC. Consultado em 17 de maio de 2011 
  2. «Histórico» (PDF). IPPUC. Consultado em 17 de maio de 2011 
  3. «Jardim Botânico». Tha. Consultado em 17 de maio de 2011 
  4. «Jardim Botânico». RedeCeape. Consultado em 18 de maio de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]