Jardim Celeste

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jardim Celeste
Bairro de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Área 2,5 km²
Fundação 1950
Habitantes 35.000
Distrito Sacomã
Subprefeitura Subprefeitura do Ipiranga
Região Administrativa Sudeste

Jardim Celeste é um bairro situado na zona sudeste da cidade de São Paulo, no distrito do Sacomã. É considerado um bairro de classe média com densidade demográfica média.[1] Com característica predominantemente residencial, o bairro é tranquilo e arborizado.

Sua única via de acesso é a Rua Angelo Bertini através da Avenida do Cursino (uma das principais avenidas da zona sudeste da cidade).

Estão situados no bairro Jardim Celeste o 83° Departamento de Polícia Civil, a Unidade Básica de Saúde Jardim São Savério, uma EMEI, uma EMEF, a Paróquia Nossa Senhora Mãe de Jesus da Igreja Católica, além de vários condomínios residenciais. O bairro conta, ainda, com comercio local: padarias, mercados, farmácias, papelarias, hortifruti, pet shop, posto de gasolina, etc.

Próximo ao Jardim Celeste encontra-se o Parque Estadual Fontes do Ipiranga, onde estão o Zoo Safari, o Jardim Zoológico, o Jardim Botânico, o Parque de ciência e tecnologia da USP e o Observatório de São Paulo.

O bairro conta com três linhas de ônibus e uma derivação, todas operadas pela ViaSul Transportes Urbanos à serviço da SPTrans e também uma noturna:

  • 5036/10 - Jd. Celeste / Terminal Sacomã
  • 4718/10 - Jd. Celeste / Metrô Santa Cruz
  • 5108/10 - Jd. Celeste / Terminal Pq. D. Pedro II
    • 5108/21 - Jd. Celeste / Metrô Alto do Ipiranga
  • N535-10 Terminal Sacomã x Jardim Celeste

As duas primeiras linhas partem da Praça Palmares (Avenida Alberto Fontana x Rua Atílio Selva), e usualmente são compostas por veículos padron ou Piso Baixo. A terceira e sua derivação partem da Avenida Brasília e são normalmente compostas por veículos articulados e superarticulados (esses últimos equipados com ar-condicionado e serviço de WiFi).

Pela Avenida do Cursino circulam, também, outras linhas intermunicipais que ligam as cidades de Diadema e São Bernardo do Campo às principais linhas de metrô.

O bairro tem fácil acesso às Rodovias Anchieta e dos Imigrantes, que interligam a Capital com as cidades do ABCD e ao litoral sul do Estado de São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

O bairro Jardim Celeste foi criado por um grupo de sócios, entre os anos 1950 e 1960. Um dos sócios que provavelmente entrou com maior capital se chamava Armando de Moura Bittencourt. Na ocasião, Armando não queria participar desta sociedade, pois tinha outros planos de investimento. Entretanto os demais sócios, para convencê-lo a comprar as terras e lotear o bairro, sugeriram que o novo local deveria ser chamado Jardim Celeste, em homenagem a filha dele, Maria de Lourdes Celeste Bittencourt. Armando concordou e então montaram o loteamento.

O mais interessante é que naquela época era muito comum existirem os famosos "contratos de gaveta", ou seja, comprava-se um terreno ou uma casa e não se registrava a escritura em cartório, guardando esses papeis na gaveta.

Depois de alguns anos da comercialização do Jardim Celeste, Armando faleceu. Então sua esposa Ophelia A. Bittencourt assumiu os trâmites e registros até o ano de 1995, quando acabou falecendo. E até os dias atuais Celeste ainda é chamada para autorizar o acerto em cartório de terrenos que ainda não foram lavrados desde aquela época.

Bairros Limítrofes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.