Jardim Guanabara (Goiânia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jardim Guanabara
—  Bairro do Brasil  —
Rua, no Jardim Guanabara, em 2012.
Rua, no Jardim Guanabara, em 2012.
Unidade federativa  Goiás
Região administrativa Norte
Município Goiânia
Criado em 1953
Área
 - Total 3,67 km²
População (2010)
 - Total 27 144
    • Densidade 6 312,71 hab./km2 
Limites Santa Genoveva, Vale dos Sonhos, Asa Branca, Residencial Guanabara
Fonte: Não disponível

Jardim Guanabara é um bairro da cidade brasileira de Goiânia, no estado de Goiás.[1] Subdividido em quatro partes, é o bairro mais populoso da região norte da metrópole.

Juntamente com o bairro Santa Genoveva, abriga o Aeroporto Internacional Santa Genoveva.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira etapa do Jardim Guanabara, que compreende a maior parte da extensão do bairro nos dias de hoje, foi regularizado pela prefeitura de Goiânia em fevereiro de 1953. O primeiro núcleo de desenvolvimento da região se deu ao lado esquerdo da Avenida Vera Cruz e, com um batalhão militar próximo, foram as primeiras unidades existentes na região.[2]

Com os anos, outras três etapas do bairro foram concluídas.[2]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

É predominante residencial, mas ocorreu uma grande expansão do comércio local para atender as demandas específicas da população do bairro. No bairro há a presença de algumas instalações públicas ligadas à área de segurança e de saúde.[3]

Grandes empresas se instalaram recentemente na região do Jardim Guanabara, como o depósito do Supermercado Bretas, o depósito das lojas Novo Mundo, o laboratório Cifarma. O bairro conta também com uma agência do Banco Itaú, Banco Santander, Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. Outro grande fator que irá desenvolver bastante a região é a construção da Barragem do João Leite, que foi criada para abastecer Goiânia e a região metropolitana. É nele que se localiza o Aeroporto Internacional Santa Genoveva, juntamente com o bairro Santa Genoveva.[4]

O bairro que possui o maior parque de indústrias moveleiras da capital, lá se encontra desde móveis rústicos aos mais sofisticados. Além de possuir fornecedores de diversos tipos de madeiras. Também possui casas de culturas a quais oferecem atividades como balé, música clássica e popular além de proporcionar atividades terapêuticas à pessoas de meia idade. Também possui um Juizado Especial, o qual atende as mais variadas demandas e um posto de saúde público.[5] Em contrapartida, o bairro está entre os mais violentos da capital em números absolutos[6] em diversos anos.[7]

Segundo dados do censo do IBGE em 2010, é o quarto bairro mais populoso do município, contando uma aglomeração de cerca de 27 144 habitantes.[8]

Referências

  1. «Jovem é assassinado com dois tiros no Jardim Guanabara, em Goiânia». G1. Consultado em 4 de maio de 2012. 
  2. a b Cardoso, Lucimar Crispim Vaz. (abril 2012). "Análise socioespacial do Jardim Guanabara". Visitado em 29 de novembro de 2016.
  3. «Saiba tudo sobre Goiânia - JD. GUANABARA». Goiás de Norte a Sul. Consultado em 11 de junho de 2016. 
  4. «Passageiros reclamam do acesso ao novo terminal do aeroporto de Goiânia». G1. 21 de maio de 2016. Consultado em 11 de junho de 2016. 
  5. «Centro de Saúde Jardim Guanabara». TeleListas.net. Consultado em 4 de maio de 2012. 
  6. «Capital supera ano mais violento de sua história». A Redação. Consultado em 4 de maio de 2012. 
  7. Fernandes, Ketllyn (8 de janeiro de 2014). «Com o dezembro mais violento da capital, nº de homicídios em Goiás teve alta de 6%». Jornal Opção. Consultado em 11 de junho de 2016. 
  8. «3.5.2 - Relação dos quinze bairros mais populosos do município por Censo Demográfico - Goiânia - 1991/2000/2010» (PDF). Prefeitura de Goiânia. Consultado em 11 de junho de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre bairros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.