Jardim do Torel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jardim do Torel
Jardim do Torel 03.JPG
Localização Rua Júlio de Andrade, Santo António, Lisboa
País Portugal Portugal
Inauguração ca. 1930
Administração Câmara Municipal de Lisboa

O Jardim do Torel é um jardim situado na Rua Júlio de Andrade, em Lisboa, na freguesia de Santo António.

Situação[editar | editar código-fonte]

O jardim do Torel está situado junto ao Campo dos Mártires da Pátria, na encosta virada para a Avenida da Liberdade, no denominado sítio do Torel, espaço ocupado por um conjunto de palacetes construído ao gosto revivalista do século XIX.

Tem duas entradas, a principal pela Rua de Júlio de Andrade, perto do Elevador do Lavra, e uma outra, mais abaixo, na Rua do Telhal[1][2][3].

História[editar | editar código-fonte]

O nome tem a sua origem numa família, provavelmente de origem holandesa, que habitou o local.

Em 1886, Manuel de Castro Guimarães mandou edificar um palacete com um jardim na encosta, com projeto de José Luís Monteiro.

O palacete foi vendido ao Estado em 1927, para alojar a Polícia de Investigação Criminal, tendo o jardim sido cedido à Câmara Municipal de Lisboa a troco da construção de uma extensão do palacete para utilização por aquela polícia[1][2][3].

Descrição e utilizações[editar | editar código-fonte]

Vista do miradouro do Torel, onde se pode observar o arco da Rua Augusta, a estátua de D. Pedro IV, no Rossio, e o Elevador de Santa Justa.

O jardim é, mercê da localização no topo da colina de Santana, um miradouro com vistas para a Baixa, o Rio Tejo e a Sétima Colina.

Possui vários pequenos lagos e uma estátua de Viana da Mota[1][2][3]. O Torel tem muita sombra, pouca concorrência e uma vista aberta sobre toda a zona antiga de Lisboa. [4]

Desde 2014 o jardim transforma-se em praia urbana (com mergulhores de biquini na fonte maior e areia espalhada pelo chão) no mês de Agosto. [5]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • «Jardins de Lisboa: o Jardim do Torel», in ABC Portugal. Lisboa: Contraponto Edições, n.º 4, maio de 1988, p. 17
  • Portugal. Comissão de Coordenação da Região de Lisboa e Vale do Tejo. Jardins e Miradouros de Lisboa: Roteiro dos Principais Espaços Verdes e Miradouros de Lisboa. Lisboa: Comissão de Coordenação da Região de Lisboa e Vale do Tejo, 1998. ISBN 972-9163-48-0
  • Santana, Francisco (dir.); Sucena, Eduardo (dir.) (1994). Dicionário da História de Lisboa. Sacavém: Carlos Quintas & Associados - Consultores. ISBN 972-96030-0-6 

Referências

  1. a b c Xardím do Torel na página do Centro Galego de Lisboa.
  2. a b c Cf. secção «Bibliografia».
  3. a b c Santana 1994, pp. 923-925 s. v. «Sítio do Torel.
  4. Revista GPS n.º 27 (3 a 9 de Setembro de 2015). Meter na cesta e trincar depois.
  5. Revista GPS n.º 27 (3 a 9 de Setembro de 2015). Meter na cesta e trincar depois.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre espaços verdes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.