Jason Robards

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jason Robards
Jason Robards

Jason Robards
Nome completo Jason Nelson Robards Jr.
Nascimento 26 de Julho de 1922
Chicago,  Illinois
 Estados Unidos
Nacionalidade Povo dos Estados Unidos norte-americano
Morte 26 de Dezembro de 2000
(78 anos)
Bridgeport,  Connecticut
 Estados Unidos
Ocupação Ator
Atividade 1951 - 2000
Cônjuge Eleanor Pittman (1948 - 1958)
Rachel Taylor (1959 - 1961)
Lauren Bacall (1961 - 1969)
Lois O'Connor (1970 - 2000)
Oscares da Academia
Melhor Ator Coadjuvante
1977 - All the President's Men
1978 - Júlia
Emmys
Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme
1988 - Inherit the Wind
Tonys
Melhor Ator em Peça
1959 - The Disenchanted
Festival de Cannes
Melhor Ator
1962 - Long Day's Journey into Night
Prémios National Board of Review
Melhor Ator
1962 - Long Day's Journey into Night
Melhor Ator Coadjuvante
1977 - All the President's Men

Jason Nelson Robards Jr. (Chicago, 26 de julho de 1922Bridgeport, 26 de dezembro de 2000) foi um ator estadunidense de teatro, cinema e televisão.

Tornou-se famoso e respeitado pelos personagens de obras do dramaturgo Eugene O'Neill que interpretou regularmente no decorrer de sua carreira.

Jason Robards participou da segunda guerra mundial, tendo sido um dos sobreviventes do ataque japonês a Pearl Harbor, em 7 de dezembro de 1941, razão pela qual recebeu a Navy Cross, a segunda mais alta condecoração da Marinha dos Estados Unidos da América. Foi casado com a atriz Lauren Bacall, de 1961 a 1969.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Recebeu dois Oscar na categoria de melhor ator coadjuvante, por Todos os homens do presidente, de 1976, e por Julia, de 1977, pela interpretação do escritor Dashiell Hammett, tendo ainda sido indicado por Melvin e Howard, de 1980.

Recebeu uma indicação ao Globo de Ouro na categoria de melhor ator - comédia / musical por Mil Palhaços, de 1965, e teve três indicações na categoria de melhor ator coadjuvante por Todos os homens do presidente; Julia; e Melvin e Howard. Foi ainda indicado ao Globo de Ouro de melhor ator - minissérie /filme para televisão por Sakharov, de 1984.

Recebeu duas indicações ao BAFTA na categoria de melhor ator coadjuvante por Todos os homens do presidente e por Julia.

Recebeu o prêmio de melhor ator no Festival de Cannes por Longa jornada noite adentro, de 1962.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]