Jayme Campos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jayme Campos
Jayme Campos em 2019.
Senador por Mato Grosso
Período 1.º- 1º de fevereiro de 2007
a 1º de fevereiro de 2015
2.º- 1º de fevereiro de 2019
a atualidade
50.º Governador de Mato Grosso
Período 15 de março de 1991
a 1º de janeiro de 1995
Antecessor(a) Edison Freitas de Oliveira
Sucessor(a) Dante de Oliveira
15.º e 18.º Prefeito de Várzea Grande
Período 1.º- 1º de fevereiro de 1983
a 1º de janeiro de 1989
Antecessor(a) Gonçalo de Barros
Sucessor(a) Carlos Augusto de Arruda Gomes
Período 2.º- 1º de janeiro de 1997
a 1º de janeiro de 2005
(2 mandatos consecutivos)
Antecessor(a) Nereu Botelho de Campos
Sucessor(a) Murilo Domingos
Dados pessoais
Nascimento 13 de setembro de 1951 (70 anos)
Várzea Grande, MT
Nacionalidade brasileiro
Prêmio(s) Ordem do Mérito Militar[1]
Esposa Lucimar Campos
Parentesco
Partido PDS (1982–1986)
PFL (1986–2007)
DEM (2007–2022)
UNIÃO (2022–presente)
Profissão político

Jayme Veríssimo de Campos GOMM (Várzea Grande, 13 de setembro de 1951) é um político brasileiro filiado ao União Brasil (UNIÃO), atual senador por Mato Grosso há dois mandatos. Pelo mesmo estado, foi governador e prefeito de Várzea Grande durante três mandatos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de político, iniciou na política pela Arena ajudando o irmão Júlio Campos em suas campanhas eleitorais.

Em 1982 elege-se pela primeira vez prefeito de sua cidade natal, Várzea Grande, pelo então PDS. Em 1990, já pelo PFL, elege-se governador de Mato Grosso. Em 1993, como governador, Jayme foi admitido pelo presidente Itamar Franco à Ordem do Mérito Militar no grau de Grande-Oficial especial.[1]

Em 1996 é eleito novamente a prefeitura de Várzea Grande, reelegendo-se em 2000.

Foi senador da República, eleito em 2006 com 61% do votos válidos.

Entre 2011–2012 presidiu a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal.[2]

Em 2016, sob mandato de sua esposa Lucimar Sacre de Campos, foi nomeado a cargo de Secretário de Assuntos Estratégicos da Prefeitura de Várzea Grande.

Em junho de 2019, votou contra o Decreto das Armas do governo, que flexibilizava porte e posse para o cidadão.[3]

Referências

  1. a b BRASIL, Decreto de 2 de agosto de 1993.
  2. JusBrasil, 2/3/2011
  3. TEMPO, O. (18 de junho de 2019). «Veja como votou cada senador sobre decretos de porte e posse de armas». Politica. Consultado em 6 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

«Página Institucional do Senador Jayme Campos» 

Precedido por
Gonçalo Pedroso Branco de Barros
Prefeito de Várzea Grande
19831988
Sucedido por
Nereu Botelho de Campos
Precedido por
Edison Freitas de Oliveira
Governador de Mato Grosso
19911995
Sucedido por
Dante de Oliveira
Precedido por
Nereu Botelho de Campos
Prefeito de Várzea Grande
19972004
Sucedido por
Murilo Domingos