Jayme Paviani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jayme Paviani
Nascimento
Flores da Cunha

Jayme Paviani (Flores da Cunha, 4 de junho de 1940) é um crítico de arte, filósofo, poeta, escritor e professor brasileiro.

É filho de Raymundo Paviani, que foi prefeito da cidade, e Esmerilda Ferrarini. É casado com a professora Neires Maria Soldatelli Paviani, com que tem dois filhos.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciou seus estudos superiores em 1961, ingressando na Faculdade de Filosofia do Seminário Maior de Viamão. Graduou-se na Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) em 1964. Continuou seu aperfeiçoamento cursando Ciências Jurídicas e Sociais até 1969 na Faculdade de Direito da UCS.[1] Em seguida publicou seus primeiros poemas em Matrícula, uma coletânea organizada com colegas da faculdade.[2]

Ingressou na UCS como professor em 1965, e também se engajou em sua administração, desempenhando várias funções executivas e organizadoras, e chegando a atuar como Vice-Reitor. Em 1976 desenvolveu Mestrado em Letras, com a dissertação Fundamentos da Semântica, a questão epistemológica do significado. Doutorou-se em 1987 na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) com a tese Razão Sensível, a Racionalidade como Categoria Estética.[3][2]

Em 2000 completou seu pós-doutorado em Filosofia na Università degli Studi di Padova, Itália. Atualmente é professor do Centro de Filosofia e Educação, da Pós-Graduação em Filosofia e é coordenador do Mestrado em Educação da Universidade de Caxias do Sul.[4][5][6][7][8] É pesquisador permanente do Núcleo de Pesquisa em Filosofia da UCS,[9] e membro do Conselho Diretor da Fundação Universidade de Caxias do Sul.[10]

É palestrante, já participou de comitês científicos[1][11][12] do Conselho Editorial da Editora da UCS,[13] do Conselho Editorial da PUC-RS,[14] é membro do conselho editorial de quatro revistas, co-fundador e editor da revista Chronos da UCS,[1] considerada um marco na história e na historiografia da Universidade,[15] é colunista do jornal Pioneiro[16] e já publicou muitos artigos, ensaios e livros sobre suas áreas de interesse. Podem ser citados os seguintes livros:[17][18]

  • Platão e a República, Zahar.
  • O Professor, a Escola e a Educação, Editora da UCS.
  • Epistemologia Prática, Editora da UCS.
  • Interdisciplinaridade: Conceitos e Distinções, Editora da UCS. Co-organizador com E. A. Kuiava
  • Cultura, Humanismo & Globalização, Editora da UCS.
  • Homem, Natureza, Direito, Editora da UCS.
  • As Palavras e os Dias, Editora da UCS.
  • Redemoinho (poesia), Editora Modelo de Nuvem, 2011.[19]

Para o professor da PUC-RS Irmão Elvo Clemente, Paviani é o mestre por excelência na arte poética e nos ensaios, "pela clareza, pela sensibilidade e pela profundidade dos conceitos e das imagens".[2] Ao publicar seu livro de poesia Redemoinho, em 2011, Paviani falou um pouco sobre sua visão poética: "Poesia é emoção, sentimento e pensamento. Ela não trabalha conceitos, mas ideias. Não separa o pensar do sentir, articula ambos, como diz Fernando Pessoa".[19]

Distinções[editar | editar código-fonte]

Recebeu em 1986 o Troféu Caxias do Sul na categoria Cultura e, em 1999, o título de Cidadão Caxiense, conferido pela Câmara de Vereadores.[1] Foi homenageado com uma coletânea de ensaios publicada pela UCS, intitulada Filosofia: Diálogo de Horizontes: Festschrift em Homenagem a Jayme Paviani.[17] Também foi homenageado com o painel Ética e Educação, que marcou o lançamento em 2011 do livro Pensar Sensível: Homenagem a Jayme Paviani, organizado pelos professores Luiz Carlos Bombassaro, Claudio Almir Dalbosco e Evaldo Antonio Kuiava.[20] O livro comemora o seu 70º aniversário, reunindo ensaios que analisam sua produção científica e cultural, centrando nos três principais temas que estudou: Filosofia, Literatura e Educação. Segundo os organizadores, "Pensar Sensível oferece ao leitor não somente a oportunidade de conhecer mais de perto a vida intelectual do homenageado, mas também permite acompanhar o elevado nível da discussão filosófica atual sobre os temas que constituem sua experiência vivida, na qual emergem a sensibilidade associada à reflexão".[21][22]

No mesmo ano de 2011 o relevo de sua atuação na área da Filosofia no estado foi reconhecido na homenagem que recebeu na Semana Acadêmica da Universidade de Passo Fundo, quando o professor Gerson Trombetta disse sobre ele em seu discurso: "o que vemos nas suas publicações e ouvimos nas suas falas é que o que de mais importante devemos aprender na Filosofia não são os conteúdos específicos, mas os métodos. Dos mestres excelentes nós aprendemos métodos".[23]

Em 2013 foi escolhido patrono da 37ª Feira do Livro de Flores da Cunha, sua terra natal. Nas palavras da Diretora de Cultura da prefeitura, Lorete Maria Calza Paludo, a escolha se justifica porque "Jayme é mais que um professor, (é) um grande mestre que orgulha nossa cidade pela sua trajetória coroada de êxitos".[1]

Referências

  1. a b c d e f Otobelli, Danúbia. "Jayme Paviani é o patrono da Feira do Livro". O Florense, 15/02/2013
  2. a b c Clemente, Elvo. "A Literatura de Italianos e Descendentes no Rio Grande do Sul". In: Suliani, Antônio (org.). Etnias & carisma: poliantéia em homenagem a Rovílio Costa. EdiPUCRS, 2001, p. 411
  3. "A Docência como Realização". In: Atos & Fatos, ano 1; (8):4
  4. Fachin, Patricia. "Do professor ao filósofo: uma construção sólida". In: IUH Online, 2008, ano VIII; (261)
  5. "Jayme Paviani". UCS Virtual
  6. De Barba, Carol. "Projeto Cine Vagão promove debate com Jayme Paviani". O Caxiense, 21/02/2011
  7. "Palestra de José Arthur Giannotti no Centro de Filosofia e Educação, na quinta-feira, dia 9." UCS Notícias, 02/06/2011
  8. "Docentes". Curso de Filosofia, UCS
  9. "Pesquisadores". Núcleo de Pesquisa em Filosofia da UCS
  10. "Conselho Diretor da FUCS tem nova presidência." UCS Notícias, 28/03/2013
  11. "Comitê Científico". Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Caxias do Sul e o Fórum Sul de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação em Educação. IX Seminário ANPED SUL, Universidade de Caxias do Sul, de 29 de julho a 1º de agosto de 2012
  12. "Fórum Sul de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação em Educação". IX Seminário ANPED SUL, Universidade de Caxias do Sul, de 29 de julho a 1º de agosto de 2012
  13. "Conselho Editorial". Editora da UCS
  14. Clemente, Elvo. Folhas do Caminho. EdiPUCRS, 2003
  15. Xerri, Eliana Gasparini. "Revista Chronos: 'tempo cronista' da Universidade de Caxias do Sul". In: Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Caxias do Sul / Fórum Sul de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação em Educação. IX Seminário ANPED SUL, Universidade de Caxias do Sul, de 29 de julho a 1º de agosto de 2012
  16. "Nesta terça, tem curso de Filosofia e Literatura na UCS, em Caxias". Pioneiro, 21/06/2011
  17. a b "Jayme Paviani". Relativa.com
  18. "Jayme Paviani". Livraria da Travessa
  19. a b "Poemas ao tempo". Pioneiro, 06/07/2011
  20. "Painel sobre ética e educação marca lançamento do livro Pensar Sensível em homenagem ao professor Jayme Paviani". UCS Notícias
  21. "Painel sobre Ética e Educação marca lançamento do livro Pensar Sensível". Ponto Inicial, 20/06/2011
  22. "Editora da UCS: Difusora da produção científica e da diversidade do conhecimento.". UCS Notícias
  23. "Condição/natureza humana em debate no curso de Filosofia". Assessoria de Imprensa da Universidade de Passo Fundo, 22/09/2011

Ligações externas[editar | editar código-fonte]