Jean-Baptiste van Loo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Triunfo de Galatea
Retrato de Jean-Baptiste van Loo.

Jean-Baptiste van Loo (Aix-en-Provence, 14 de janeiro de 1684 - 19 de dezembro de 1745) foi um pintor retratista francês.

Nasceu numa família de artistas de origem neerlandesa. Com o seu pai Louis-Abraham van Loo realizou os seus primeiros trabalhos destinados principalmente à decoração pictórica de templos provençais.

O seu valor foi reconhecido muito cedo pelo Príncipe de Carignan, que o enviou para Roma para que avançasse nos estudos artísticos sob orientação de Benedetto Luti. Em Itália faria grandes obras, como os frescos de Santa Maria de Monticelli, ou quadros para a corte do Duque de Saboia em Turim. Depois iria para Paris, onde foi eleito membro da "Académie Royale de Peinture et de Sculpture". Na capital francesa executaria várias telas para retábulos e seria o encarregado de restaurar as obras de Francesco Primaticcio em Fontainebleau.

Em 1737 partiu para Inglaterra, onde desenvolveu definitivamente e com grande êxito a sua faceta de retratista. O seu repentino regresso a Paris por motivos de saúde em 1742 fez terminar a sua trajetória como pintor da aristocracia inglesa, falecendo en 1745.

Três dos seus filhos continuaram o ofício paterno com êxito: Louis-Michel van Loo (1707-1771), Charles-Amédée-Philippe van Loo (1719-1795) e François van Loo (1708–1732). Outra de suas discípulas seria Françoise Duparc, pintora de origem hispano-francesa que o teve como mestre durante a sua etapa inglesa.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jean-Baptiste van Loo


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.