Jean-Jacques Sempé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jean-Jacques Sempé
Jean-Jacques Sempé (2011).
Nascimento
Bordéus,  França
Movimento literário Pós-modernismo

Jean-Jacques Sempé (Bordéus, 17 de Agosto de 1932) é um muito conhecido ilustrador francês que se distinguiu principalmente pela ilustração da série o Le Petit Nicolas (no Brasil, O Pequeno Nicolas; em Portugal, O Pequeno Nicolau).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Desde cedo foi um aluno mal comportado, expulso por indisciplina do Colégio Moderno de Bordéus, lança-se na vida activa, foi um homem de vários ofícios tais como: empregado de um negociante de vinhos, monitor de colónias de férias (que mais tarde viria a influenciar nos seus desenhos)e paquete de escritório.

Aos 18 anos alista-se voluntariamente e vai para Paris e passa a pente fino a redacção, e em 1951 (aos 19 anos) vende o seu primeiro desenho ao “Sud-Ouest”. O encontro de Goscinny coincide com o início de uma grande carreira de «ilustrador de imprensa». Com o menino Nicolau cria um imenso leque de ilustrações de miúdos da escola primária com as suas características zaragatas. Paralelamente às aventuras do jovem aluno da escola primária, estreia-se no Paris Match, em 1956, e colabora com numerosas revistas. O seu primeiro álbum de desenho aparece em 1962: “Rien n’est simple” vão seguir-lhe muitos mais álbuns que traduzem a sua visão irónica dos nossos defeitos e dos defeitos do mundo.

Criador de Marcelino Calhau de Raoul Taburin, ou ainda de Monsieur Lambert, o seu talento de observador conjugado com um formidável sentido de humor fazem dele, desde há quarenta anos, um dos maiores desenhadores humorísticos franceses. Para além dos seus próprios álbuns ilustrou Catherine Certitude de Patrick Modiano e ainda “A história do senhor Sommer” de Patrick Süskind Sempé é um dos raros desenhadores franceses a ilustrar as capas do NewYorker e actualmente faz sorrir todas as semanas com as suas ilustrações no Paris Match, e no Le Figaro Littéraire.

Obras[editar | editar código-fonte]

Le Petit Nicolas[editar | editar código-fonte]

Desenho : René Goscinny

Grandes álbums Denoël[editar | editar código-fonte]

  • Rien n'est simple (1962)
  • Tout se complique (1963)
  • Sauve qui peut (1964)
  • Monsieur Lambert (1965)
  • La Grande Panique (1966)
  • Saint Tropez (1968)
  • L'Information consommation (1968)
  • Marcelin Caillou (1969)
  • Des hauts et des bas (1970)
  • Face à face (1972)
  • Bonjour bonsoir (1974)
  • L'Ascension sociale de Monsieur Lambert (1975)
  • Simple question d'équilibre (1977)
  • Un léger décalage (1977)
  • Les Musiciens (1979)
  • Comme par hasard (1981)
  • De bon matin (1983)
  • Vaguement compétitif (1985)
  • Luxe, calme et volupté (1987)
  • Par avion (1989)
  • Vacances (1990)
  • Âmes sœurs (1991)
  • Insondables mystères (1993)
  • Raoul Taburin (une bicyclette à propos de son père) (1995)
  • Grands rêves (1997)
  • Beau temps (1999)
  • Multiples intentions (2003)
  • Sentiments distingués (2007)


Fora de série - compilações[editar | editar código-fonte]

  • En avant, 1967, Pauvert
  • Quelques manifestants, 1983
  • Quelques enfants, 1983
  • Quelques jours de congé, 1984
  • Quelques artistes et gens de lettres, 1984
  • Sempé, livre de l'exposition rétrospective à Caen comprenant un récit autobiographique de l'auteur, tiré à 8000 exempaires, 160 pages, Diffusion Denoël, juin 1984
  • Quelques vices impunis, 1986
  • Quelques romantiques, 1986
  • Quelques représentations, 1987
  • Quelques concerts, 1987
  • Catherine Certitude (com Patrick Modiano), edições Gallimard, 1988 -
  • Quelques citadins, 1989
  • Quelques campagnards, 1989
  • Quelques sentiments de culpabilité, 1991
  • Quelques meneurs d'hommes, 1991
  • L'histoire de Monsieur Sommer, com Patrick Süskind, edições Gallimard, 1991 -
  • Quelques forces obscures, 1994
  • Quelques mystiques, edições Denoël, 1998
  • Sempé, tiragem limitada de 500 exemplares reproduzindo 51 desenhos inéditos ou covers de New Yorker, Paris, édition galerie Martine Gossieaux, 1998
  • Sempé, tiragem limitada de 500 exemplares reproduzindo 61 desenhos inéditos, Paris, edição galerie Martine Gossieaux, 2000
  • Le monde de Sempé, volume 1 e volume 2, 2001 e 2004, edições Denoël
  • Un peu de Paris, edições Gallimard, 2001
  • Quelques philosophes, 2002
  • Sempé : Enfances, sem texto, editado em tiragem limitada de 900 exemplares reproduzindo 40 desenhos em parte inéditos, Paris, édition galerie Martine Gossieaux, 2004
  • Un peu de la France, aguarelas sem texto, éditions Gallimard, 2005
  • Sempé à New York, edições Denoël e Martine Gossieaux, 2009
  • Saint-Tropez forever, edições Martine Gossieaux, 2010
  • Enfances, entrevista com Marc Lecarpentier, edições Denoël et Martine Gossieaux, 2011 Predefinição:Plume
  • Sempé, un peu de Paris et d'ailleurs[1], éditions Martine Gossieaux,
  • Bourrasques et accalmies, Edições Denoël et Martine Gossieaux, 2013
  • Sincères amitiés, Edições Denoël et Martine Gossieaux, 2015

Referências

  1. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Semp.C3.A9-expo