Jean Pierre Flourens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jean Pierre Flourens
Nome nativo Jean Pierre Flourens, Pierre Flourens
Nascimento 13 de abril de 1794
Maureilhan
Morte 6 de dezembro de 1867 (73 anos)
Montgeron
Residência Jardim das Plantas de Paris
Cidadania França
Alma mater Universidade de Montpellier
Ocupação político, neurocientista, professor, biólogo
Empregador Collège de France, Museu Nacional de História Natural

Jean Marie Pierre Flourens (Maureilhan, 13 de abril de 1794Montgeron, 6 de dezembro de 1867) foi um fisiologista francês, criador da ciência experimental cerebral e um dos pioneiros na anestesia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Maureilhan, perto de Béziers, departamento de Hérault França. Pai de Gustave Flourens.

Com quinze anos começou a estudar medicina em Montpellier, em 1823 recebe o grau de doutor.

No ano seguinte, foi para Paris, dedicando-se a investigação fisiológica, ocasionalmente, contribuía para publicações, em [[1821[[, em Athénée, ele deu um ciclo de palestras sobre a teoria das sensações fisiológicas, o que atraiu muita atenção entre os cientistas.

Em 1825 foi pioneiro na flouresencia experimental, método usado para localização de lesões no cérebro. Fez experiências em pombos e coelhos vivos, observando cuidadosamente os seus efeitos na motricidade, sensibilidade e comportamento. Sua intenção era a de investigar as diferentes partes do cérebro e respectivas funções.

Na revolução de 1848 retirou-se totalmente da vida política, e em 1855 aceitou a cátedra de história natural no Collège de France.

Trabalhos científicos publicados[editar | editar código-fonte]

  • Essai sur quelques points de la doctrine de la revulsion et de la derivation (Montpellier, 1813)
  • Experiences sur le système nerveux (Paris, 1825)
  • Cours sur la génération, l'ovologie, et l'einhryologie (1836)
  • Analyse raisonnée des travaux de G. Cuvier (1841)
  • Recherches sur le développement des os et des dents (1842)
  • Anatomie générale de la peau et des membranes muqueuses (1843)
  • Buffon, histoire de ses travaux et de ses idées (1844)
  • Fontenelle, ou de la philosophie moderne relativement aux sciences physiques (1847)
  • Théorie expérémentale de la formation des os (1847)
  • Œuvres complètes de Buffon (1853)
  • De la longévété humaine et de la quantité de vie sur le globe (1854), numerous editions
  • Histoire de la découverte de la circulation du sang (1854)
  • Cours de physiologie comparée (1856)
  • Recuesi des lloges historiques (1856)
  • De la vie et de l'intelligence (1858)
  • De la raison, du genie, et de la folie (1861)
  • Ontologie naturelle (1861)
  • Examen du livre du M. Darwin sur l'Origine des Espèces (1864).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]