Jean Verdier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jean Verdier
Cardeal da Santa Igreja Romana
Arcebispo de Paris
Cardinal Verdier.jpg
Atividade eclesiástica
Congregação Companhia dos Padres de São Sulpício
Diocese Arquidiocese de Paris
Nomeação 18 de novembro de 1929
Predecessor Dom Louis-Ernest Dubois
Sucessor Dom Emmanuel Célestin Suhard
Mandato 1929 - 1940
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 9 de abril de 1887
Nomeação episcopal 18 de novembro de 1929
Ordenação episcopal 29 de dezembro de 1929
por Papa Pio XI
Nomeado arcebispo 18 de novembro de 1929
Cardinalato
Criação 16 de dezembro de 1929
por Papa Pio XI
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santa Balbina
Brasão
Blason du cardinal Jean Verdier.svg
Lema Rete laxabo in Verbo Tuo
Dados pessoais
Nascimento Lacroix-Barrez
19 de fevereiro de 1864
Morte Paris
9 de abril de 1940 (76 anos)
Nacionalidade francês
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Jean Verdier, P.S.S. (19 de fevereiro de 1864 - 9 de abril de 1940) foi um cardeal francês da Igreja Católica Romana . Ele serviu como arcebispo de Paris de 1929 até sua morte, e foi elevado ao cardinalato em 1929.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jean Verdier nasceu de uma família modesta em Lacroix-Barrez , Aveyron , e estudou no seminário em Rodez, antes de entrar na Sociedade de Saint-Sulpice , em 1886. Ele foi ordenado sacerdote, em 9 de Abril 1887 e, em seguida, foi nomeado professor no seminário de Périgueux, até 1898, servindo como seu reitor de 1898 a 1912. De 1912 a 1920, Verdier atuou como professor e superior do Seminário "Des Carmes", em Paris . Ele foi criado cônego honorário da catedral metropolitana de Paris, em 1923, e serviu como Vice- Superior Geral (1926-1929) antes de ser eleito Superior Geral de sua sociedade, em 16 de julho de 1929. Durante o mesmo ano, ele foi nomeado Vigário-geral de Paris e Monsenhor Protonotário Apostólico .

Em 18 de novembro de 1929, Verdier foi nomeado arcebispo de Paris, pelo papa Pio XI, tendo recebido a consagração episcopal, em 29 de dezembro, do próprio Papa Pio, sendo consagrantes o arcebispo Alfred-Henri-Marie Baudrillart C.O. e o bispo Emmanuel-Anatole Chantal de Chanteloup, na Capela Sistina. No início de seu mandato como arcebispo, ele ordenou que todos os padres franceses realizassem uma "extensa pesquisa" sobre qualquer alcoolismo existente em suas paróquias . [1]

Pio XI criou-o Cardeal-presbítero de Santa Balbina, no consistório de 16 de dezembro de 1929; Verdier foi o primeiro sulpista a ser elevado ao Colégio dos Cardeais . [2] Ele serviu como Legado Especial para vários eventos, entre 1930 e 1939, e foi um dos cardeais que participou do conclave, de 1939 que elegeu o Papa Pio XII.

Um oponente do fascismo , [3] Verdier descreveu a Segunda Guerra Mundial como "uma cruzada ... Estamos lutando para preservar a liberdade das pessoas em todo o mundo, sejam elas grandes ou pequenas, e preservar suas posses e suas próprias vidas Nenhuma outra guerra teve objetivos mais espirituais, morais e, em suma, mais cristãos". [4] Além de seu francês nativo , ele era fluente em alemão e italiano, mas falava pouco inglês, para o qual ele precisava de um intérprete em visitas internacionais.

O Cardeal morreu em Paris, aos 76 anos de idade. Ele está enterrado na Catedral de Notre-Dame .

Link Externo[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. TIME Magazine. Cocktails, Confidence, Aberration 14 July 1930
  2. TIME Magazine. Verdier's Visit 22 August 1932
  3. TIME Magazine. Spanish Split July 4, 1938
  4. TIME Magazine. "Crusade" February 19, 1940