Jean d'Arcet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jean d'Arcet
Jean d'Arcet
Nascimento 7 de setembro de 1724
Saintes, França
Morte 12 de fevereiro de 1801 (76 anos)
Paris, França
Nacionalidade francês
Ocupação químico francês

Jean d'Arcet ou Jean Darcet (07 de setembro de 1724 - 12 de fevereiro de 1801) foi um francês químico, e diretor do trabalho em Sèvres de porcelana. Ele também foi um dos primeiros a fabricar a porcelana na França[1].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Darcet nasceu provavelmente em Doazit, onde sua família morava, mas foi batizado em Audignon[1].

Em 1774 ele foi nomeado professor de química na Collège de France e em 1795 tornou-se membro da Instituição[1].

A comissão de Louis XVI[editar | editar código-fonte]

Participou da primeira comissão de Louis XVI contra o Magnetismo animal que ocorreu em 12 março de 1784, e foi composta por mais três médicos da “Faculté de Paris” (Faculdade de Paris): Michel Joseph Majault, Charles Louis Sallin e Joseph-Ignace Guillotin e cinco membros da “l'Académie des sciences” (Academia Real das Ciências): o químico Antoine Lavoisier , o físico Jean-Baptiste Le Roy , o oficial naval Gabriel Bory , o astrônomo Jean Sylvain Bailly e o embaixador dos Estados Unidos Benjamin Franklin.

Ele morreu em Paris no dia 12 de fevereiro de 1801.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Sur l'action d'un feu égal sur un grand nombre de terres (1766-1771)
  • Expériences sur plusieurs diamants et pierres précieuses (1772)
  • Rapport sur l'Electricité dans les maladies nerveuses (1783).

Referências

  1. a b c Wisniak, Jaime, "Jean Darcet" , Revista CENIC Ciências Químicas , Vol. 35, No. 2, 2004.