Jeffrey Shaw

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicione esta.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde junho de 2010).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Nascido em 1944, Jeffrey Shaw é conhecido como um dos principais atuantes na media arts, principalmente na área de interactive arts. Em diversas de suas obras, Shaw propõe novas formas de utilização de uma mídia já conhecida, como o cinema. Trazendo consigo novas e incríveis aplicações para o usuário através de sua própria influência sob o aparelho, trabalhando com instalações físicas expostas ao público que propõem a comunicação entre o ambiente virtual e o físico, através de uma interface instintiva e de fácil manuseio.

Biografia[editar | editar código-fonte]

A cidade natal de Jeffrey Shaw é Melbourne, localizado na Austrália. Formado em arquitetura e história da arte na Universidade de Melbourne. Shaw possui um longo histórico de influências acadêmicas como: Em 1966, participou do Projeto Sigma, em Amsterdã, Países Baixos. Foi Co-Fundador do Artist Placement Group (APG) em Londres e do Eventstructure Research Group (ERG) em Amsterdã.

Diretor fundador do Instituto de Media Visual na ZKM (Zentrum für Kunst und Medientechnologie, ou Centro de Artes e Mídias de Karlsruhe, na Alemanha). Se tornou professor de Mídias Artísticas na Universidade de Mídias Artísticas e Design de Karlsruhe. Co-diretor fundador do Centro para Pesquisa de Cinema Interativo (iCinema) na UNSW, Sydney. Desde 2009 é Reitor da Escola de Mídias Criativas da Cidade Universitária de Hong Kong.

O livro Packer, R. e Jordan, K. (2001) “Multimedia: From Wagner to Virtual Reality” contém um artigo de Jeffrey Shaw com o título "Modalities of Interactivity and Virtuality". Neste artigo o autor utiliza as suas instalações de arte, nomeadamente “The Narrative Landscape”, “Going to the Heart of the Center of The Garden of Delights”, “Inventer La Terre”, “The Legible City” para explicar as suas ideias. Descreve algumas características importantes da imagem digital, em particular aqueles aspetos que são capazes de constituir as modalidades de interatividade e virtualidade num trabalho de arte. Nestas instalações, o espectador não é apenas o consumidor, ao contrário, ele é viajante e descobridor num espaço latente de informações sensuais.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • www.jeffrey-shaw.net
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.