Jeffrey Williams

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jeffrey Williams

Astronauta da NASA
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Nascimento 18 de janeiro de 1958 (59 anos)
Winter, EUA
Tempo no espaço 534d 02h 48min
Seleção 1996
Missões STS-101, Soyuz TMA-8, Expedição 13, Soyuz TMA-16, Expedição 21, Expedição 22, Soyuz TMA-20M, Expedição 47, Expedição 48
Insígnia da missão Insígnia STS-101 Insígnia Soyuz TMA-8 Insígnia Expedição 13 Insígnia Soyuz-TMA-16 Insígnia Expedição 21 Insígnia Expedição 22 Soyuz-TMA-20M-Mission-Patch.png ISS Expedition 47 Patch.svg ISS Expedition 48 Patch.png

Jeffrey Nels Williams (Winter, 18 de janeiro de 1958) é um astronauta norte-americano, veterano de missões no ônibus espacial, nas naves Soyuz russas e na Estação Espacial Internacional. É o astronauta da NASA com mais tempo de permanência acumulada no espaço, num total de 534 dias em quatro missões espaciais.[1]

Coronel da aviação do Exército dos Estados Unidos, nasceu no estado de Wisconsin, é casado e tem dois filhos. Graduou-se em ciência aplicada e engenharia na Academia Militar dos Estados Unidos em 1980 e obteve graduação e mestrado em engenharia aeronáutica na Escola de Pós-graduação Naval em 1987. Também fez curso de piloto naval e é instrutor de paraquedismo. Em 1981 tornou-se aviador da Força Aérea do Exército, passando por diversas áreas ligadas à engenharia aérea. Tem acumuladas mais de 2.500 horas de voo em cinquenta diferentes tipos de aeronaves.[2]

Foi selecionado pela NASA em 1996, trabalhou em projetos dos ônibus espaciais e foi engenheiro de voo. Esteve na ISS pela primeira vez, levado pelo ônibus espacial Atlantis na terceira missão de construção da estação em 2000, a STS-101.

Em 2006 voltou ao espaço como tripulante da Soyuz TMA-8, junto com o cosmonauta brasileiro Marcos Pontes e ficou em órbita por 180 dias, integrando a Expedição 13 da ISS, com os cosmonautas Pavel Vinogradov da Rússia e Thomas Reiter da Alemanha.

Em 30 de setembro de 2009 voltou ao espaço a bordo da Soyuz TMA-16 para assumir as funções de engenheiro de voo da Expedição 21 na ISS. Em novembro assumiu o comando da Expedição 22, até retornar à Terra em março de 2010, com seu companheiro russo Maksim Surayev, pousando a TMA-16 nas estepes do Cazaquistão. Em 18 de março de 2015 retornou ao espaço para sua terceira missão de longa duração na ISS, lançado de Baikonur a bordo da espaçonave Soyuz TMA-20M, onde permaneceu por cerca de seis meses como integrante das Expedições 47 e 48, comandando esta última. [3] Sua quarta missão espacial encerrou-se após 172 dias, em 7 de setembro de 2016, quando a tripulação da TMA-20M encerrou seus trabalhos na Expedição 48, retornando à Terra e pousando nas estepes do Casaquistão às 07:13 hora local.[4]

Em suas quatro missões, Williams acumulou 31h55min fora da estação, num total de cinco caminhadas espaciais.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «NASA's Record-breaking Astronaut, Crewmates Safely Return to Earth». NASA. Consultado em 7 de setembro de 2016 
  2. «Bio» (PDF). NASA. Consultado em 18 de março de 2016 
  3. «New Crew Launches and Heads to Space Station». NASA. Consultado em 18 de março de 2016 
  4. «Soyuz Crew en-route to blazing Re-Entry & early Morning Landing after on-time Departure of ISS». spaceflight101.com/. Consultado em 7 de setembro de 2016 
  5. «Astronauts and Cosmonauts with EVA Experience». spacefacts. Consultado em 7 de setembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]