Jerry Rawlings

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jerry Rawlings
Nascimento 22 de junho de 1947
Acra
Morte 12 de novembro de 2020 (73 anos)
Cidadania Gana
Alma mater Achimota School
Ocupação político, soldado
Prêmios Ordem da Jamaica, Ordem Nacional José Martí, Ordem de Playa Girón, Ordem do Volta
Causa da morte COVID-19

Jerry John Rawlings, nascido como Jeremiah Rawlings John (Acra, 22 de junho de 1947Acra, 12 de novembro de 2020),[1] foi um militar e político ganês. Foi presidente de Gana, de 1981 até 2001.[2] Após isso, Rawlings serviu como o enviado especial da União Africana para a Somália.[3]

Entrou na academia militar ganesa em Teshie, em 1968. No ano seguinte, tornou-se piloto da Força Aérea do Gana e foi promovido à categoria de tenente. A pobreza estava então a aumentar num país governado desde 1966 por um regime militar corrupto e repressivo. Jerry Rawlings liderou uma primeira tentativa de golpe de estado a 15 de Maio de 1979. A sua tentativa falhou. Ele foi preso. Três semanas depois, libertado por outros oficiais após ter sido condenado à morte, organizou outro golpe a 4 de Junho de 1979, que derrubou o regime de Fred Akuffo e o levou ao poder. Em 24 de Setembro de 1979, entregou o poder a um governo civil, liderado pelo Presidente Limann. Insatisfeito com o poder civil, que considerava corrupto, recuperou o controlo do país em 31 de Dezembro de 1981 com um novo golpe de Estado que derrubou o regime de Limann.

Tornou-se então presidente do Conselho Provisório de Defesa Nacional. Não alegou ser marxista ou capitalista, mas, confrontado com uma crise económica, a partir de 1983 aplicou uma política económica liberal de ajustamento estrutural, de acordo com os desejos do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial, que concedeu empréstimos em troca. Contudo, a fim de manter o papel central do Estado na vida económica do país, Jerry Rawlings tentou abrandar o desmantelamento do sector público e as privatizações. Os investimentos e empréstimos permitiram-lhe prosseguir uma política de modernização das zonas rurais e financiar programas sociais, limitando assim o impacto social negativo do "ajustamento estrutural" sobre as populações mais pobres. O Gana emergiu da recessão e registou uma taxa média de crescimento de 5% durante a década 1983-1993, enquanto a inflação caiu para 10%.[4]

Em questões de política externa, o Gana regressou às posições pan-africanas e do Terceiro Mundo do pai da independência do Gana, Kwame Nkrumah. Em oposição a todos os "exploradores de África", aproximou-se da Cuba de Fidel Castro e da Líbia de Muammar al-Gaddafi. Era também próximo do presidente do Burkina Faso, Thomas Sankara.

No Gana, pronunciou-se formalmente contra a excisão e outros tipos de práticas tradicionais prejudiciais.

Em 1992, Rawlings demitiu-se do exército, estabeleceu um sistema multipartidário, e fundou o Congresso Democrático Nacional. Envolveu o país num processo de democratização. A Quarta República do Gana foi proclamada. Foi eleito Presidente a 7 de Dezembro de 1992.

Como presidente da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, ele envolveu-se particularmente na resolução da crise liberiana. Enquanto o Gana é visto como um modelo de estabilidade na África Ocidental, Rawlings goza de grande prestígio no estrangeiro pelo seu papel de pacificador em crises regionais.[4]

Contudo, o país tem vindo a atravessar uma crise económica desde meados dos anos 90 e o governo enfrenta movimentos sociais provocados pela introdução, sob pressão do Banco Mundial, de um sistema de imposto sobre o valor acrescentado. Os preços sobem 60% e o nível de vida cai novamente.[4]

A popularidade de Jerry Rawlings, embora em declínio, permanece elevada nos classes baixas, enquanto a oposição e a imprensa estão a trabalhar para atacar a sua imagem.[4]

Rawlings morreu em 12 de novembro de 2020, aos 73 anos, no Korle-Bu Teaching Hospital, em Acra.[1]

Referências

  1. a b Frimpong Darfah, Enoch (12 de novembro de 2020). «Ghana's former President J.J. Rawlings is dead». Graphic Online (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2020 
  2. «JJ Rawlings» (em inglês). Britannica.com. Consultado em 8 de novembro de 2014 
  3. Pana (10 de Outubro de 2010). «Ex-Presidente ganense nomeado alto representante da UA na Somália» (em inglês). Panapress. Consultado em 8 de novembro de 2014 
  4. a b c d http://afriquepluriel.ruwenzori.net/ghana-d.htm
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.