Jet Airways

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Jat Airways.
Jet Airways
IATA 9W
ICAO JAI
Indicativo de chamada JET AIRWAYS
Fundada em 1 de abril de 1992
Encerrou atividades em 17 de abril de 2019 (3 anos) (Retornou as atividades em junho de 2022)
Principais centros
de operações
Aeroporto Internacional de Chhatrapati Shivaji
Outros centros
de operações
Aeroporto Internacional Indira Gandhi
Aeroporto Intternacional Netaji Subhash Chandra Bose
Aeroporto Internacional de Chennai
Aeroporto Internacional de Bangalore
Aeroporto de Bruxelas
Programa de milhagem JetPrivilege
Frota 9
Destinos 71 (nacional e internacional)
Sede Mumbai, Índia
Pessoas importantes Naresh Goyal (CEO)
Sítio oficial www.jetairways.com

A Jet Airways é uma companhia aérea indiana. Foi uma de duas grandes companhias aéreas do país com sede em Mumbai, tanto em termos de quota de mercado como de passageiros transportados, depois de IndiGo Airlines. Ela é uma empresa privada e sua base fica no Aeroporto Internacional de Chhatrapati Shivaji.

A Jet Airways foi fundada em 1 de abril de 1992 pelo bilionário Naresh Goyal.[1] As operações de voos iniciaram em 5 de maio 1993, com quatro Boeing 737-300. A empresa é de 80% detida pela empresa Tailwinds, os restantes 20% detidos por investidores privados e institucionais. A linha aérea de baixo custo JetKonnect foi integrada a outra filha JetLite em 2012.

Em meados de 2012, foi anunciado que a Jet Airways fez um pedido de aprovação da adesão à Star Alliance com o governo indiano. Jet Airways, no entanto, também está em negociações com as alianças Skyteam e Oneworld e não tomou ainda uma decisão final.

Voos da Jet Airways para 71 destinos abrangem todo o território da Índia e além, incluindo Nova York (JFK e Newark ), Toronto, Bruxelas, Londres (Heathrow), Hong Kong, Singapura, Kuala Lumpur, Colombo, Bangkok, Katmandu, Daca, Kuwait, Bahrein, Muscat, Doha e Abu Dhabi. A companhia aérea planeja ampliar suas operações internacionais para outras cidades da América do Norte, Europa, África e Ásia, em fases, com a introdução de aeronaves wide-body em sua frota.

Em 17 de abril de 2019, a Jet Airways havia encerrado suas atividades por dificuldades financeiras [1].

No entanto, em junho de 2022, a empresa retornou obtendo de novo o certificado de operador aéreo. [2]

Frota[editar | editar código-fonte]

Boeing 737-800 da Jet Airways.

Desde 18 de julho de 2022, a Jet Airways possui 9 aeronaves:[3][4]

Frota da Jet Airways
Aeronaves Em
serviço
Pedidos Assentos Notas
F J Y Total
Boeing 737-800 3 12 156 168 Mais de 30 adquiridos da SpiceJet e 9 adquiridos da Vistara após o aterramento.
Boeing 737-900 1 28 138 166
Boeing 777-300ER 5 8 30 308 346 Por corte de custos, a primeira classe foi descontinuada.[5]
Total 9 0

Frota histórica da companhia[editar | editar código-fonte]

Aeronaves Total da frota Adquirida Repassada ou vendida Notas
Airbus A320-200 1 1996 1996 Locada da Gulf Air
Airbus A330-200 12 2007 2019
Airbus A330-300 4 2012 2019
Airbus A340-300 3 2005 2007 Locada da South African Airways
ATR 72-500 23 1999 2019
ATR 72-600 3 2012 2019
Boeing 737-300 4 1993 1999
Boeing 737-400 16 1994 2009
Boeing 737-500 5 1998 2001
Boeing 737-700 25 1998 2019
Boeing 737-900ER 4 2012 2019
Boeing 737 MAX 8 8 2018 2021 Repassados para a GOL Linhas Aéreas após o processo de falência

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 10 de abril de 2014. Arquivado do original em 2 de fevereiro de 2015 
  2. https://simpleflying.com/jet-airways-job-ad-receives-massive-response/amp/
  3. http://www.ch-aviation.com/portal/airline/9W#al_profile_tab_fleet
  4. «Jet Airways Fleet Details and History». www.planespotters.net. Consultado em 17 de setembro de 2016 
  5. «Jet Airways plans to scrap first class in its Boeing 777 planes». The Economic Times. Consultado em 18 de julho de 2022