Jet lag

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Passageiros no Aeroporto de Milão-Malpensa. Pessoas que viajam com frequência para outros países possuem maiores chances de desenvolver jetlag.[1]

O jet lag [pronúncia: /dʒɛt læg/ ], também referido como descompensação horária ou disritmia circadiana, é a alteração do ritmo biológico de 24 horas consecutivas que ocorre após mudanças do fuso horário em longas viagens de avião. Caracteriza-se por problemas físicos e psíquicos, especialmente do ciclo do sono, decorrentes de alterações dos níveis hormonais de hidrocortisona. [2]

Trata-se de uma condição fisiológica resultante de alterações no ritmo circadiano (distribuição dos períodos de sono-vigília em um ciclo de 24 horas) provocadas por uma viagem, geralmente de aviões a jato (daí o nome em inglês: jet, redução de jet plane, 'avião a jato'; e lag, 'atraso, retardamento'), atravessando vários fusos horários. Em consequência, após a viagem, o relógio interno (relógio biológico) não estará ajustado ao horário local.[3] Ocorre então um distúrbio do sono transitório.

Causa[editar | editar código-fonte]

Quando uma pessoa viaja entre vários fusos horários, o horário do seu relógio biológico não é igual ao do local de destino. Os períodos de vigília e de repouso, assim como a regulação hormonal, deixam de corresponder ao ciclo dia-noite do ambiente. Desde o momento da sua chegada ao destino até a adaptação ao horário local, a pessoa estará sofrendo um jet lag.

A rapidez em que o corpo se ajusta ao novo horário varia de pessoa para pessoa. Enquanto algumas pessoas demoram muitos dias para se adaptar ao novo horário, outras demoram poucas horas para fazê-lo. Não é considerado jet-lag viajar por apenas uma ou duas zonas de fuso horário.[carece de fontes?]

A condição não depende da duração do voo, mas da distância transmeridional (leste-oeste) viajada. Por exemplo, num voo entre Frankfurt e Joanesburgo, a rota está marcada na mesma zona de fuso horário e, portanto, a viagem não provoca jet lag, enquanto um voo de Nova Iorque a Los Angeles pode causá-lo. Da mesma forma, a Linha Internacional de Data não pode ser cogitada como causa do jet lag, uma vez que a maior diferença possível é de aproximadamente 12 horas. Logo, uma diferença horária de 20 horas causaria apenas quatro horas de jet lag. Porém, as paradas podem complicar esta aritmética.

O jet lag também pode ocorrer após o indivíduo passar várias noites acordado. Seu organismo, habituado a dormir a uma dada hora, pode demorar a recuperar as horas de sono perdidas e assim regressar ao ritmo normal, tal como ocorre aos viajantes transmeridionais.

Referências

  1. UOL - Descoberta científica pode curar jet lag de uma vez por todas
  2. Diconário Houaiss: "jet lag"
  3. Maksel, Rebecca (18 de junho de 2008). «When did the term "jet lag" come into use?» (em inglês). AirSpaceMag.com. Consultado em 03 de junho de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)


Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Fisiologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.