Jidá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Gidá Histórica, Porta para Meca *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Jeddah, Saudi Arabia locator map.png
Mapa da Arábia Saudita com Gidá
País Arábia Saudita
Tipo Cultural
Critérios ii, iv, vi
Referência 1361
Região** Ásia e Oceania
Coordenadas 21° 29' 2" N 39° 11' 15" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2014  (38ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

Gidá[1] [2] [3] [4] [5] (em árabe: جدة), por vezes grafada Djedda, Jeddah[6] [7] (transliteração inglesa), ou, por influência da forma inglesa, Jedá[8] [9] [10] , é a segunda maior cidade da Arábia Saudita e sede do maior porto do país, situada na costa do Mar Vermelho.

É o maior centro urbano no litoral do Reino saudita, e tem população inferior apenas à da capital Riade. Tem cerca de 3,4 milhões de habitantes. Foi também considerada a capital comercial da Arábia Saudita e a mais rica do Médio Oriente e da Ásia Ocidental.

Em Gidá está a ser construído aquele que virá a ser o maior edifício do mundo, a Torre do Reino, com mais de mil metros de altura.

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Gidá tem 23 cidades-irmãs:

Imagens[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Jidá

UNESCO[editar | editar código-fonte]

Gidá foi incluída na lista de patrimônio Mundial da UNESCO graças a "suas características de tradição arquitetônica distinta...em combinação com tradições com influências nas artes ao longo de suas rotas de comércio"[11]

Referências

  1. Gidá já era assim grafada n'Os Lusíadas de Camões, cantos IX (vide [1]) e X (vide [2])
  2. Grafia recomendada (e única aceita) pelo Vocabulário Onomástico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, com força de lei no Brasil
  3. Fernandes, Ivo Xavier. Topónimos e Gentílicos. Porto: Editora Educação Nacional, Lda., 1941. vol. I.
  4. Novo Dicionário da Língua Portuguesa, Candido de Figueiredo — 1913
  5. Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa de J. P. Machado
  6. Estado de S. Paulo - Manual de Redação.
  7. Diário Oficial da União (Brasil).
  8. Ministério das Relações Exteriores (Brasil).
  9. Folha de S. Paulo.
  10. Globo (Rio de Janeiro, Brasil).
  11. Jidá na UNESCO. Visitado em 28/11/2014.