Jidá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Gidá Histórica, Porta para Meca *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Jeddah, Saudi Arabia locator map.png
Mapa da Arábia Saudita com Gidá
País Arábia Saudita
Tipo Cultural
Critérios (ii)(iv)(vi)
Referência 1361
Região** Ásia e Oceania
Coordenadas 21° 29' 2" N 39° 11' 15" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2014  (38ª sessão)
Extensão 18 ha (180 000 ) - área protegida: 114 ha (1,14 km²)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.
Jidá em 2007.

Gidá [1][2][3][4][5][6](em árabe: جدة), por vezes grafada Djedda, Jeddah[7][8] (transliteração inglesa), ou, por influência da forma inglesa, Jedá[9][10].

Localizada no litoral, no Mar Vermelho, abriga o maior porto da Arábia Saudita. Com cerca de quatro milhões de habitantes[11], é o maior centro urbano da costa do país e a segunda maior cidade (a primeira é a capital Riade). É considerada a 'capital' comercial do país e a mais rica do Médio Oriente e da Ásia Ocidental.

Em Gidá está se construindo aquele que virá a ser o maior edifício do mundo, a Torre do Reino, com mais de mil metros de altura.

UNESCO[editar | editar código-fonte]

Em 2014 a área histórica da cidade, com suas edificações, em especial o monumento Porta para Meca, passou a constar da lista do Patrimônio Mundial da UNESCO, ressaltando que "a cidade, vem se construindo por centenas de anos, e transformou-se em uma das mais importantes rotas comerciais do Oceano Índico e porta de entrada dos peregrinos muçulmanos, que chegam por mar, rumo a Meca. Possui um conjunto arquitetônico multicultural singular, erguidos ao longo de séculos, devido, tanto por sua importância comercial, quanto a passagem dos peregrinos"[12].


Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Gidá tem 23 cidades-irmãs:

Referências

  1. Gidá já era assim grafada n'Os Lusíadas de Camões, cantos IX (vide [1]) e X (vide [2])
  2. Grafia recomendada (e única aceita) pelo Vocabulário Onomástico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, com força de lei no Brasil
  3. Fernandes, Ivo Xavier (1941). Topónimos e Gentílicos I (Porto: Editora Educação Nacional, Lda.). 
  4. Novo Dicionário da Língua Portuguesa, Candido de Figueiredo — 1913
  5. Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa de J. P. Machado
  6. «Ministério das Relações Exteriores (Brasil)». 
  7. «Estado de S. Paulo - Manual de Redação». 
  8. «Diário Oficial da União (Brasil)». 
  9. «Folha de S. Paulo». 
  10. «Globo (Rio de Janeiro, Brasil)». 
  11. Central Intelligence Agency (CIA) (: ). «The World Factbook» (em inglês). CIA. Consultado em 15 de janeiro de 2016. 
  12. UNESCO - WHC (em inglês). «Historic Jeddah, the Gate to Makkah - Arábia Saudita». Consultado em 3 de fevereiro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Jidá