João Afonso Telo, 6.º conde de Barcelos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas com o mesmo nome, veja João Afonso Teles de Meneses (desambiguação).
João Afonso Telo
6º conde de Barcelos
Antecessor(a) Afonso Telo de Meneses, 5.º conde de Barcelos
Sucessor(a) Nuno Álvares Pereira
Cônjuge Beatriz Afonso de Albuquerque
Casa Teles de Meneses
Morte 14 de agosto de 1385
  Batalha de Aljubarrota
Enterro Aljubarrota
Pai Martim Afonso Telo de Meneses
Mãe Aldonça Anes de Vasconcelos

João Afonso Telo o Moço (m. 14 de agosto de 1385 na batalha de Aljubarrota), foi alcaide-mor de Lisboa em 1372, almirante do reino desde 1375/76, e 6.º conde de Barcelos.[1][2]

Era o filho de Martim Afonso Telo de Menesesmordomo-mor da rainha consorte de Castela Maria de Portugal,[3] esposa do rei Afonso XI de Castela, assessinado em 1356 por ordem do rei Pedro I o Cruel—e de Aldonça Anes de Vasconcelos, filha de João Mendes de Vasconcelos,[3] alcaide-mor de Estremoz, e de Aldara Afonso Alcoforado. Teve vários irmãos, entre eles, a rainha Leonor Teles, a esposa do rei Fernando I de Portugal.[4]

Esboço biográfico[editar | editar código-fonte]

Dom João Afonso, durante a terceira guerra fernandina, comandou a frota portuguesa na batalha da ilha de Saltes travada em 17 de julho de 1381 contra a esquadra castelhana comandada por Fernando Sánchez de Tovar que infligiu uma derrota decisiva à frota portuguesa que resultou na destruição do poder ofensivo naval de Portugal e na afirmação da supremacia naval castelhana no oceano Atlântico.[5] Fernão Lopes na sua Chronica de el-rei D. Fernando "atribui-lhe a responsabilidade da derrota, pois fez desbaratar as galés portuguesas, por presunção e soberba".[6]

Participou no assasinio de João Fernandes Andeiro e esteve presente em 6 dezembro de 1383 quando o mestre de Avis entrou na câmara da rainha Leonor, sua irmã.[7]

Durante a crise dinástica portuguesa de 1383–1385, apoiou a causa do rei João I de Castela, quem lhe criou conde de Mayorga.[8]

Casou com Beatriz Afonso de Albuquerque, filha illegítima de João Afonso de Albuquerque o do Ataúde, 6º senhor de Albuquerque e chanceler-mor do rei Pedro I de Castela, e Maria Rodrigues Barba. A irmã de Beatriz foi a esposa de Gonçalo Teles de Meneses, o irmão de Afonso.[9][10] Teve filhos com Beatriz, mas não teve netos.[8]

Morto na batalha de Aljubarrota, o rei esteve tres días no campo na batalha e mando sepultar primeiro a João Afonso Telo, "o único dos inimigos a quem D. João mandou dar sepultura".[8][11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

A Batalha de Aljubarrota, ilustração de Jean d'Wavrin (Chronique d'Angleterre)

Referências

  1. Sotto Mayor Pizarro 1987, p. 205.
  2. Braamcamp Freire 1921, p. 109–110.
  3. a b Sotto Mayor Pizarro 1987, p. 203 e 241.
  4. Sotto Mayor Pizarro 1987, p. 24 e 242.
  5. Fernández Duro 1995, p. 144-145.
  6. Garcia de Pina 2008, p. 178.
  7. Garcia de Pina 2008, p. 194 e 200.
  8. a b c Braamcamp Freire 1921, p. 110.
  9. Sotto Mayor Pizarro 1987, p. 205 e 232.
  10. Fernandes 1972, p. 1462.
  11. Lopes 1644, p. 2ª parte, cap. 145.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]