João Anzanello Carrascoza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde novembro de 2016)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
João Anzanello Carrascoza
João Carrascoza em 2015
Nascimento
Cravinhos,  Brasil
Prémios Prémio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (2012)
Género literário Contos, crónica
Movimento literário Pós-modernismo

João Anzanello Carrascoza (Cravinhos, interior de São Paulo, 1962) é um escritor e professor universitário brasileiro.

Estreou-se com o livro Hotel Solidão (1994). Publicou vários livros de contos, como Duas tardes (2002), Espinhos e alfinetes (2010), Amores mínimos (2011), O volume do silêncio (2006, prêmio Jabuti) e Aquela água toda (2012, prêmio APCA).

Em seu primeiro romance, Aos 7 e aos 40 (Cosac Naify, 2013), Carrascoza escreveu que “o presente é feito de todas as ausências”. Em Caderno de um ausente (Cosac Naify, 2014), essa ideia se materializa de forma contundente, alçada por um lirismo poucas vezes visto na literatura brasileira.

Obras[editar | editar código-fonte]

Romance[editar | editar código-fonte]

  • 2013 - Aos 7 e aos 40, Cosac Naify
  • 2014 - Caderno de um ausente, Cosac Naify

Contos[editar | editar código-fonte]

  • 1994 - Hotel solidão, Scritta
  • 1998 - O vaso azul, Ática
  • 2002 - Duas tardes, Boitempo
  • 2004 - Meu amigo João, Melhoramentos
  • 2004 - Dias raros, Planeta
  • 2006 - O volume do silêncio, Cosac Naify
  • 2010 - Espinhos e Alfinetes, Record
  • 2011 - Amores mínimos, Record
  • 2012 - Aquela água toda, Cosac Naify

Infantojuvenil[editar | editar código-fonte]

  • 1991 - As flores do lado de baixo, Melhoramentos
  • 1992 - De papo com a noite, Scipione
  • 1995 - A lua do futuro, Ática
  • 1997 - Zoomágicos, Formato
  • 2000 - O jogo secreto dos alquimistas, Atual
  • 2002 - Quadradinha e redondela, Melhoramentos
  • 2002 - Histórias para sonhar acordado, Scipione
  • 2003 - Ladrões de histórias, Atual
  • 2003 - Aprendiz de inventor, Ática
  • 2004 - Elas/ co-autora: Ivana Arruda, Callis
  • 2005 - O menino que furou o céu, Scipione
  • 2007 - O homem que lia as pessoas, SM
  • 2008 - Meu avô espanhol, Panda Books
  • 2010 - Prendedor de sonhos, Scipione
  • 2010 - A terra do lá, Positivo
  • 2011- A vida naquela hora, Scipione
  • 2014- O vendedor de sustos, FTD

Adaptações de clássicos da literatura universal[editar | editar código-fonte]

  • 2002 - A ilha do tesouro (Robert Louis Stevenson), Scipione
  • 2003 - O médico e o monstro (Robert Louis Stevenson), Scipione
  • 2006 - Pollyanna (Eleanor Porter), Ática
  • 2009 - O livro da selva (Rudyard Kipling), Scipione

Não ficção - criação publicitária[editar | editar código-fonte]

  • 1999 - A evolução do texto publicitário: a associação de palavras como elemento de sedução na publicidade, Saraiva
  • 2002 - Redação publicitária: estudos sobre a retórica do consumo, Saraiva
  • 2005 - Razão e sensibilidade no texto publicitário: como são feitos os anúncios que contam histórias, Saraiva
  • 2008 - Do caos à criação publicitária: processo criativo, plágio e ready-made na publicidade, Saraiva
  • 2009 - Tramas publicitárias/ co-autora: Christiane Santarelli, Ática

Obras publicadas no exterior[editar | editar código-fonte]

  • A sept et à quarante ans, Editora Anacaona, França, 2015. Tradução: Paula Anacaona. ISBN: 978-2-918799-56-6
  • Le football au Brésil, (conto) Editora Anacaona, França, 2014. ISBN: 978-2-918799-48-1
  • Je suis favela, (conto) Editora Anacaona, França, 2011. ISBN: 978-2-918799-01-6

Referências

Ligações externas - resenhas, artigos e entrevistas[editar | editar código-fonte]