João Ducas (sebastocrator)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
João Ducas
Ιωάννης Δούκας
Nome de nascimento Iōannēs Doukas
Nascimento ca. 1126
Morte ca. 1200 (74 anos)
País Império Bizantino

João Ducas (em grego: Ιωάννης Δούκας; transl.: Iōannēs Doukas) era o filho mais velho de Constantino Ângelo com Teodora Comnena Angelina, a sétima filha do imperador bizantino Aleixo I Comneno e Irene Ducaina, de cuja família João Ducas herdou seu sobrenome.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ducas é mencionado pela primeira vez num documento imperial em 1166 e, dez anos depois, ele participou da Batalha de Miriocéfalo como um comandante militar. No dia seguinte, ele liderou um ataque contra os turcos seljúcidas, mas eles fugiram e ele não conseguiu dar-lhes combate[1] . Em 1185, ele apoiou seu sobrinho, Isaac II Ângelo em seu golpe contra Andrônico I Comneno e o novo imperador o recompensou com a alta dignidade cortesã de sebastocrator. Por um tempo, João Ducas foi o segundo homem mais importante do império e, em 1186, ele liderou uma das campanhas contra Pedro e Asen, que haviam se rebelado numa nova tentativa de estabelecer a independência da Bulgária. A despeito de sua idade avançada, João conseguiu atingir seu objetivo. Porém, o imperador, suspeitando de suas intenções, privou-o de seu comando e, em 1195, João apoiou um novo golpe por outro de seus sobrinhos, o irmão de Isaac, Aleixo III Ângelo.

Família[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro casamento (com uma esposa de nome desconhecido) produziu dois filhos:

  1. Isaac Ângelo, que se casou com a filha de Aleixo Branas
  2. Aleixo Ducas Comneno Ângelo

Seu segundo casamento foi com uma parente distante, Zoé Ducaina, uma neta de Isaac Comneno, filho do imperador João II Comneno através de seu filha Ana Comnena, esposa de Constantino Macroducas. Eles tiveram três filhos:

  1. Teodoro Comneno Ducas, que sucedeu ao seu meio-irmão Miguel como governante de Épiro.
  2. Manuel Comneno Ducas, que sucedeu a Teodoro como governante de Tessalônica.
  3. Constantino Comneno Ducas, que sucedeu a Teodoro como governante de Acarnânia.

João teve ainda três filhas, cujos nomes são todos incertos:

  1. Uma filha que se casou com Mateus, da família Orsini, conde de Cefalônia; o filho deles, Ricardo, também foi conde entre 1260 e 1304.
  2. Outra filha se casou com Miguel Cantacuzeno, que, com Teodoro Branas, João Petralifa e outros, conspirou para derrubar Isaac II e colocar Aleixo III Ângelo no trono em 1195.

Ele também teve um filho ilegítimo com uma amante de nome desconhecido:

  1. Miguel I Comneno Ducas, nascido em 1170, fundador e primeiro governante do Despotado de Épiro.

Referências

  1. Coniates, p. 106.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • CONIATES, Nicetas. Historia. Trad. inglês: Magoulias, H. (O City of Byzantium: Annals of Niketas Choniates). Detroit, 1984. ISBN 0-8143-1764-2 (em inglês)
  • D.I. Polemis, The Doukai, London, 1968. (em inglês)
  • K. Varzos, Ē genealogia tōn Komnēnōn (Thessalonica, 1984) vol. 1 pp. 641–9; vol. 2 pp. 540–689. (em inglês)