João Gordo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
João Gordo
João Gordo em 2022.
Nome completo João Francisco Benedan
Conhecido(a) por Gordo
Nascimento 13 de março de 1964 (58 anos)
São Paulo, SP
Residência Vila Gustavo, São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Estatura 1,87m
Ocupação
Carreira musical
Período musical 1982—atualmente
Gênero(s)
Instrumento(s) Vocal
Gravadora(s)
Afiliações
Influências

João Gordo, nome artístico de João Francisco Benedan (São Paulo, 13 de março de 1964), é um músico, repórter e apresentador. É integrante da banda Ratos de Porão.

É considerado um dos pioneiros do Rock nacional. Foi também apresentador da MTV Brasil e da Rede Record.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Descendente de italianos e nordestinos,[3] João foi criado nos anos 1960 no Tucuruvi, na zona norte de São Paulo, filho de um sargento da Polícia Militar nascido em Piraju, casado com uma cabeleireira vinda de Lins. Chegou a se formar torneiro mecânico e quase foi aprovado para a Academia de Polícia Militar Barro Branco, sendo reprovado no teste físico.[4]Entrou para a banda Ratos de Porão em 1983. Seu primeiro show com o grupo foi na PUC de São Paulo em julho de 1983.

Após uma viagem a Salvador com o Ratos na qual ficou duas semanas a mais na cidade, perambulando, já que não o contratante não havia pago a passagem de volta, retornou para casa para ser expulso pelo pai.[4]

Em 1996, começou carreira de apresentador na MTV Brasil. Já comandou os programas Suor, Garganta e Torcicolo, Gordo Pop Show, Gordo on Ice (o qual ficou notabilizado por um episódio no qual a banda Los Hermanos foi expulsa do programa depois que o vocalista Marcelo Camelo declarou seu desapreço pela banda norte-americana Ramones), Gordo a Go-Go, Piores Clipes do Mundo, Gordo Freak Show, Gordo à Bolonhesa, Fundão MTV, Gordoshop e Gordo Visita.[5][6] Na Rede Record, apresentou um quadro no programa Legendários que falava sobre política e problemas sociais entre 2010 e 2012.[7] Em 2003, foi premiado com o Troféu APCA de melhor apresentador por seu programa Gordo a Go-Go.[8]

Em 31 de janeiro de 2000, João sofreu um derrame pleural e ficou 22 dias numa UTI.[9] Até então, fumava três maços de cigarro por dia; depois do incidente, abandonou o vício.

Em novembro de 2003, protagonizou o episódio mais famoso do programa Gordo a Go-Go, ao brigar com o cantor Dado Dolabella.[5]

Pouco mais de um ano depois, em 23 de dezembro, sofreu uma disritmia no coração e ficou cinco dias internado, também em UTI. Passou por uma cirurgia de redução do estômago e em 2004, casou-se com a jornalista argentina Viviana Torrico.[4] Em abril do mesmo ano, nasceu a sua primeira filha, Victoria. Tornou-se ovolactovegetariano.[10] Em setembro de 2005, Viviana deu à luz o segundo filho do apresentador, Pietro.[11]

Em 2007, participou do álbum Ritmo, Ritual e Responsa da banda Charlie Brown Jr., cantando ao lado do vocalista Chorão a música "Vida de Magnata".

Em 2011, João participou da faixa "Extinção em Massa" do álbum The Great Execution da banda brasileira de death metal Krisiun.

Em 2016, assinou contrato com o Canal Brasil e iniciou um programa de entrevistas Eletrogordo[12] em 29 de agosto de 2016, à meia-noite.[13] Também lançou uma biografia, Viva La Vida Tosca, escrita por André Barcinski.

Desde 2015, comanda um programa culinário no YouTube, o Panelaço[14] e apresentou o programa de rádio Tiki Nervioso, ao lado do músico Marinho (ex-Pavilhão 9) pela 89 FM A Rádio Rock.[15]

No segundo semestre de 2019, pegou uma pneumonia e passou por longa internação.[4]

Em 2020, iniciou uma parceria com banda Asteroides Trio, de Arujá, criando versões em rockabilly de canções da banda Ratos de Porão[4], em homenagem aos 40 anos da banda Ratos de Porão,[16] o tributo foi lançado em um vinil pela Neve Records em 2022. Outros projetos incluem a banda "LockDown", ao lado de Antonio Araújo[4], das bandas Korzus e Matanza Ritual, Rafael Yamada e Bruno Santin e o supergrupo "Revolta", parceira de Igor Cavalera e Moyses Kolesne.[17]

Em julho de 2021, teve seu perfil no Instagram cancelado após denúncias anônimas. Suspeita-se que seja devido ao fato de João Gordo ser um crítico do Governo Jair Bolsonaro. Após o cancelamento do seu perfil na rede social, ele criou outro.[18] A conta original foi reativada duas semanas depois após recurso judicial. Ainda em 2021, João Gordo e a esposa Viviana Torrico criaram o projeto Solidariedade Vegan que distribui marmitas veganas para pessoas em situação de rua em São Paulo.[4][19]

Em maio de 2022, lançou uma versão cover de Fuscão Preto, sucesso de Almir Rogério, o single faz parte do álbum Brutal Brega, previsto para ser lançado no segundo semestre de 2022 pelo selo Wikimetal Music.[20]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo Emissora
19961997 MTV no Ar Repórter MTV Brasil
19961997 Suor MTV Apresentador
1997 – 1998 Garganta e Torcicolo
19982000 Gordo Pop Show
2000 Gordo on Ice
20002005 Gordo a Go-Go
2002 Piores Clipes do Mundo
20042005 Gordo a Bolonhesa
20052006 Gordo Freak Show
20062009 Gordo Visita
2007 Gordo Viaja
2008 Caveirão do Gordo
Fundão MTV
Astros Jurado SBT
2009 Gordo Chic Show Apresentador MTV Brasil
Gordoshop
20102012 Legendários Repórter RecordTV
20122013 Ídolos Kids Jurado
20162019 Eletrogordo Apresentador Canal Brasil[13]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Referências
2005 Deu Zebra! Buzz (voz) [21]
2009 Matadores de Vampiras Lésbicas Fletch (James Corden) – voz

Internet[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo Plataforma
2014–presente Panelaço Apresentador YouTube

Referências

  1. «João Gordo assina com a Record por três anos». Folha da Região. 3 de dezembro de 2009. Consultado em 4 de dezembro de 2009 
  2. «Turbulenta história do Ratos de Porão vira filme em "Guidable"». Folha de S.Paulo. 3 de abril de 2009. Consultado em 12 de maio de 2009 
  3. Barcinski, André (2016). João Gordo: Viva la Vida Tosca. Rio de Janeiro: Darkside. 318 páginas. ISBN 9788594540140 
  4. a b c d e f g «Depressão, 4 UTIs, 20 kg a mais: João Gordo tenta pagar 'faturas da vida'». tab.uol.com.br. Consultado em 21 de agosto de 2022 
  5. a b João Gordo e Dado Dolabella "brigam" durante programa da MTV - Folha de S.Paulo, 25 de abril de 2003 (visitado em 6/4/2010).
  6. «Com novo programa, João Gordo se diz "Angélica do inferno"». Folha de S.Paulo. 19 de junho de 2006. Consultado em 12 de maio de 2009 
  7. Jimenez, Keila (22 de novembro de 2012). «João Gordo deixa "Legendários"». Outro Canal. Folha de S.Paulo. Consultado em 26 de janeiro de 2013 
  8. Agência Estado (17 de dezembro de 2003). «APCA elege os melhores de 2003». O Estado de S. Paulo. Consultado em 18 de junho de 2020 
  9. «João Gordo, do Ratos de Porão, submete-se a cirurgia». Whiplash.net. 1 de fevereiro de 2003. Consultado em 12 de maio de 2009 
  10. SP: Evento[ligação inativa] reúne João Gordo, Mari Moon, Patrícia Marx e muitos ativistas pelos animais.
  11. «O Gordo e a Vida». Fatto Olé. 2006. Consultado em 12 de maio de 2009. Arquivado do original em 19 de agosto de 2014 
  12. «De volta». F5. 2006. Consultado em 1 de abril de 2016 
  13. a b «Estreia dia 29 de agosto, à meia-noite». Canal Brasil. 22 de Julho de 2016. Consultado em 1 de Agosto de 2016 
  14. Carvalho, João Paulo. "Biografia revela infância traumática de João Gordo e expõe a sua intensa relação com as drogas", Estado de S. Paulo. 22 de novembro de 2016.
  15. «Tiki Nervioso com João Gordo e Marinho "Otra Vida"». www.radiorock.com.br. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  16. «João Gordo & Asteroides Trio: Assista a versão rockabilly animada de "Crucificados pelo Sistema"». ZonaPunk. 19 de novembro de 2020. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  17. «Conhecido por polêmicas, João Gordo diz: 'Hoje sou completamente careta'». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  18. «Após denúncias, Instagram derruba conta de João Gordo». Metrópoles. Consultado em 19 de julho de 2021 
  19. «João Gordo cria projeto para distribuir comida vegana a moradores de rua». Catraca Livre. 13 de abril de 2020. Consultado em 27 de maio de 2022 
  20. «João Gordo dirige 'Fuscão preto' na alta velocidade do punk em single que anuncia o álbum 'Brutal brega'». G1. Consultado em 26 de maio de 2022 
  21. «Deu Zebra!». Consultado em 8 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 8 de fevereiro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: João Gordo
Ícone de esboço Este artigo sobre um músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.