João Gualberto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

João Gualberto Vasconcelos (Itabaiana, 6 de julho de 1958) é um empresário e político brasileiro, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).[1]

É dono do Grupo Serrana e sobrinho dos irmãos Mamede Paes Mendonça e Pedro Paes Mendonça,[2] empresários fundadores do Grupo Paes Mendonça e Grupo Bompreço, respectivamente.

Ainda jovem, mudou-se de Itabaiana para Salvador. Depois foi para São Paulo, onde matriculou-se em Engenharia Química na Universidade Mackenzie, porém não concluiu o curso. De volta à Bahia, fundou uma rede de supermercados. Elegeu-se prefeito de Mata de São João em 2004 e foi reeleito em 2008. Em 2009, recebeu o título de cidadão honorário da Bahia.[3]

Apontado como pré-candidato do PSDB ao governo da Bahia nas eleições de 2014,[4] foi condenado a pagar multas por propaganda eleitoral antecipada devido à instalação de outdoors em Salvador antes do período permitido em lei, ainda em 2013.[5][6] No entanto, elegeu-se para a Câmara dos Deputados.[7] Após a eleição, a Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia entrou com ação acusando Gualberto pelo uso de veículos locados pela prefeitura de Mata de São João para propaganda eleitoral.[8][9]

Em agosto de 2017 votou a favor do processo em que se pedia abertura de investigação do então Presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «João Gualberto (11/PP) - Políticos do Brasil - UOL Notícias». Políticos do Brasil - UOL Notícias. Consultado em 3 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 16 de abril de 2017 
  2. «Salvador ganha nova bandeira» (PDF). Perdigão Hoje, n.º 44: p. 17. 2004. Consultado em 3 de outubro de 2017 
  3. João Gualberto Vasconcellos. Assembleia Legislativa do Estado da Bahia
  4. PSDB aposta em Imbassahy e João Gualberto para as eleições de 2014. Tribuna da Bahia, 6 de março de 2013
  5. «Ex-prefeito de Mata de São João, João Gualberto, deverá pagar 15 mil em multas por propaganda antecipada - Varela Notícias - Conectado aos Baianos». Varela Notícias. 24 de maio de 2013. Consultado em 3 de outubro de 2017 
  6. «JUSTIÇA MULTA PRÉ-CANDIDATO TUCANO AO GOVERNO DO ESTADO». Ihéus 24h. 25 de maio de 2013. Consultado em 3 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2016 
  7. APURAÇÃO DE VOTOS na BA. G1, 5 de outubro de 2014
  8. «PRE/BA representa contra prefeito de Mata de São João/BA por conduta vedada». MPF - BA. 15 de dezembro de 2014. Consultado em 3 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 30 de dezembro de 2014 
  9. «PRE pede cassação de João Gualberto por uso de veículos da prefeitura em campanha». Bahia Notícias. 15 de dezembro de 2014. Consultado em 3 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 21 de dezembro de 2014 
  10. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.