João Gualberto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde abril de 2018)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Nascido em 6 de julho de 1958, João Gualberto Vasconcelos é o décimo de treze filhos de uma família simples de agricultores do interior do estado de Sergipe, da cidade de Itabaiana, onde começou a trabalhar muito cedo junto com a família.

Aos 15 anos, chegou em Salvador para cursar o ensino médio no Colégio Central e depois foi para São Paulo onde cursou Engenharia Química na Universidade Mackenzie. Já no segundo ano do curso, estagiou na Indústria Bombril S.A. e, aos 21 anos, tornou-se empresário, montando a indústria de produtos de limpeza Atol. Era jovem, possuía algum conhecimento técnico, quase nenhum capital e nenhuma experiência empresarial.

Em apenas dois anos de funcionamento da ATOL, o pequeno negócio cresceu e uma filial da indústria foi aberta em Salvador, no Centro Industrial de Aratu, gerando cerca de 200 postos de trabalho. Em 1983, João Gualberto voltou em definitivo para a Bahia e, anos depois, ampliou os negócios, comprando a Uniplast - fábrica de embalagens – e, mais tarde, associou-se à tradicional fábrica de sabões Celeste e fez da Atol uma das maiores indústrias do segmento, com filiais em mais de 20 estados brasileiros.

Tal crescimento também pôde ser visto com a Frimasa - Frigorífico Matadouro Salvador S.A. -, que passou a ser administrado por ele em 1988 e, alguns anos depois, tornou-se o maior frigorífico matadouro do Nordeste. A visão de futuro fez João Gualberto diversificar seus investimentos e, em 1991, comprou oito das 12 lojas da marca Petipreço, iniciando a jornada no setor supermercadista. Oito anos depois, ele quase triplicou o seu patrimônio. Já possuía 20 lojas da marca Petipreço, com mais de 2.000 funcionários. Tornou-se um dos mais importantes empresários do ramo de supermercados na Bahia.

Em 1999, ele vende a rede Petipreço e HiperPeti e é impedido de atuar no ramo de varejo de supermercados no Nordeste por dois anos, como ficou estabelecido em contrato. Passado o prazo contratual, João Gualberto abre na Bahia a rede de supermercados Hiperideal que hoje tem 8 lojas. João Gualberto é também o proprietário da distribuidora de bebidas Tio Sam. O empresário bem-sucedido sempre teve uma ativa participação institucional através dos órgãos de classe relacionados aos seus empreendimentos decidiu dar a sua contribuição na gestão pública, motivado pela insatisfação do cenário político do país.

Gestor Público

A política começa a fazer parte da vida de João Gualberto em 2004, quando se candidatou a prefeito do município de Mata de São João. Com uma campanha bem modesta e bem perto do povo, foi eleito prefeito da cidade com 65% dos votos. Gualberto reestruturou o sistema de ensino público municipal,  construindo escolas modelos, regularizando o transporte escolar e a merenda, qualificando professores e implantando projetos para manter o estímulo e a frequência dos alunos. Com esse conjunto de medidas, o IDEB (índice de Desenvolvimento da Educação Básica) do município quase dobrou. Outros investimentos também foram feitos na saúde que teve toda a rede de postos requalificados, além da construção do hospital municipal que, em 3 anos de funcionamento, tornou-se referência na região. 

O trabalho realizado no primeiro mandato garantiu a sua reeleição em 2008 com 68%. Com planejamento, trabalho, comprometimento e "corrupção zero" transformou Mata de São João em um dos municípios mais promissores e bem desenvolvidos da Região Metropolitana de Salvador. Em 8 anos, colocou a cidade como referencia na RMS nas áreas de saúde e educação, atingindo o maior IDEB da RMS (na Educação) e o maior índice de cobertura de saúde da família – 100% de cobertura- (na saúde). Quadriplicou a receita própria do município, estimulou as ações sociais e de integração nas comunidades, investiu em saneamento básico e pavimentação, moradia e incentivo à cultura local.

Em 2012, o seu grupo conseguiu fazer o sucessor Marcelo Oliveira (PSDB), prefeito eleito de Mata de São João, com 64% dos votos e reeleito em 2016, dando continuidade ao trabalho sério e comprometido iniciado por João Gualberto.

Ao sair da prefeitura em 2012, Gualberto foi pré-candidato ao governo da Bahia. No ano seguinte disputou as eleições para o Legislativo Federal e se elegeu deputado federal pelo estado, sendo votado em 398 dos 417 municípios do estado. Na Câmara, ganhou popularidade com os seus severos posicionamentos contra a corrupção. Apoiou o impeachment de Dilma Roussef, foi um dos que pediram o impeachment d e Michel Temer e um dos agentes de combate a corrupção no Congresso.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.