João Luiz Ferreira da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Preto
Informações pessoais
Nome completo João Luiz Ferreira da Silva
Data de nasc. 12 de junho de 1981 (38 anos)
Local de nasc. Novo Hamburgo (RS), Brasil Brasil
Altura 1,74 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Novo Hamburgo
Número 7
Posição Meia
Clubes de juventude
2000 Brasil SE Vila Nova
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20002001
20012002
20032004
20042005
2006
20062009
2010
2010
2011
2011
2012
2012
20122013
2014
2014
2015
2016
Alemanha TSV Schwieberdingen
Alemanha Stuttgarter Kickers
Polónia Zagłębie Lubin
Brasil Novo Hamburgo
Brasil São Caetano
Brasil Portuguesa
Brasil Novo Hamburgo
Brasil Guarani
Brasil Atlético Goianiense
Brasil Vitória
Brasil Novo Hamburgo
Brasil Vila Nova
Brasil Bragantino
Brasil Novo Hamburgo
Brasil Caxias
Brasil Ypiranga
Brasil Novo Hamburgo
00? 0000(?)
00? 0000(?)
00? 0000(?)
014 0000(1)
008 0000(0)
075 0000(1)
016 0000(2)
018 0000(0)
006 0000(0)
013 0000(0)
007 0000(0)
00? 0000(?)
049 0000(0)
017 0000(0)
002 0000(0)
015 0000(3)
039 0000(1)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 4 de janeiro de 2018.

João Luiz Ferreira da Silva, mais conhecido como Preto (Novo Hamburgo, 12 de Junho de 1981) é um futebolista brasileiro que atua no meio-de-campo. Atualmente joga pelo Novo Hamburgo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Preto, como é conhecido, passou por muitos e muitos clubes do Brasil, além de outros pelo mundo. Preto iniciou sua carreira no Futsal e logo sua habilidade e talento o levaram ao futebol de campo. Onde inicia sua carreira no Vila Nova, de Novo Hamburgo no Rio Grande do Sul.

Rapidamente, Preto recebe um convite de um empresário para jogar na Alemanha, pelo TSV Schwieberdingen, um pequeno time da 4ª Divisão do Campeonato Alemão. Depois se trasfere para o Stuttgarter Kickers, também na Alemanha. Preto permanece no clube por dois anos até se contudir e não renovarem seu contrato.

De volta ao Brasil, Preto conhece um empresário que o leva para fazer teste na Polônia no Zagłębie Lubin. Lamentavelmente, Preto se dá mal na Europa e não se adapta a Polônia. Volta ao Brasil e se afasta do futebol por um período, dedicando-se à antiga rotina de sapateiro junto ao seu pai, em Novo Hamburgo.

Em 2004, após passar por uma peneira, Preto retorna aos gramados Brasileiros pelo Novo Hamburgo, onde faz uma excelente campanha, sendo considerado revelação do Gauchão 2006. E conquistando dois títulos pelo Clube, a Copa Emídio Perondi de 2005 e a Copa Federação Gaúcha de Futebol 2005.

Ainda em 2006, tem um rápida passagem pelo São Caetano e é contratado pela Portuguesa com uma missão. Disputar a Série B de 2006 e salvar a equipe paulista do rebaixamento para a Série C.

No dia 26 de Novembro de 2006, Preto cumpre sua missão e cai nas graças da torcida lusitana. No jogo entre Sport e Portuguesa, na Ilha do Retiro, que ficou conhecido como Milagre na Ilha. Nesse jogo a Portuguesa precisava ganhar para continuar na Série B em 2007. E então brilha a estrela de Preto, com uma partida brilhante. Em que faz o primeiro gol da partida. E ainda dá o lançamento para Alex Alves, que sofre penalti e ele mesmo converte, decretando a vitória da Portuguesa, por 3 x 2. Que livra-se da Série C.

Em 2007, Preto participa do vitórioso time da Portuguesa. Se tornando o camisa 10, do time de Vágner Benazzi. Conquistando, o Paulistão - Série A2 e ainda o acesso para o Campeonato Brasileiro de Futebol de 2008.

Em 2008, Preto participa da Campanha fracassada da Portuguesa na Série A. Após a saída do técnico Vágner Benazzi, Preto começa a ter menos espaço no time titular.

Em 2009, já no Segundo Turno do Brasileirão - Série B:09, o técnico Benazzi retorna a Portuguesa e Preto volta a ter chances com a Camisa 10 da Portuguesa, cativando novamente a sua torcida. No dia 25 de Setembro de 2009, em jogo válido pelo Brasileirão - Série B:09, contra o Brasiliense. Preto completa 150 jogos com a camisa da Lusa. Em abril de 2010, é contratado pelo Guarani Futebol Clube para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Em agosto de 2011, saiu do Atlético Goianiense e acertou com o Vitória.

Em 2015 acertou com o Ypiranga, para a disputa do Campeonato Gáucho.

Novo Hamburgo[editar | editar código-fonte]

Em 2016 acertou com o Novo Hamburgo, para a disputa do Campeonato Gáucho. Em 2017 conquistou o Campeonato Gaúcho, sendo o capitão da equipe. Em maio de 2017 acertou sua permanência na equipe para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Novo Hamburgo
Portuguesa
Atlético-GO

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.