João Quirino da Rocha Werneck

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
João Quirino da Rocha Werneck
Conhecido(a) por Presidente da Câmara Municipal) de Paraíba do Sul
Nascimento 19 de setembro de 1846
Paty do Alferes
Morte 15 de setembro de 1926 (79 anos)
Vassouras
Parentesco Neto de Francisco Quirino da Rocha, primeiro barão com grandeza de Palmeiras. Irmão de José Quirino da Rocha Werneck, barão de Werneck. Genro de Peregrino José de Américo Pinheiro, visconde de Ipiabas.
Cônjuge Carolina Pinheiro de Sousa
Ocupação fazendeiro e político
Título Barão de Palmeiras, o segundo do nome , recebido em 19 de setembro de 1882
COA Baron of Palmeiras.svg

Armas com vieiras

João Quirino da Rocha Werneck, segundo barão de Palmeiras, (Paty do Alferes, 19 de setembro de 1846Vassouras, 15 de setembro de 1926) foi um fazendeiro e político brasileiro, tendo exercido diversos cargos políticos no município de Paraíba do Sul, mormente vereador e presidente da câmara municipal, além de deputado provincial pelo Rio de Janeiro.

Colaborou na fundação de Valença e no desenvolvimento de diversas obras públicas, em especial da Estrada de Ferro Melhoramentos do Brasil. Exerceu forte influência na região até fins da gestão Nilo Peçanha.

Era filho do coronel Luís Quirino da Rocha Werneck, fidalgo cavaleiro, e de Francisca das Chagas Werneck. Neto de Francisco Quirino da Rocha, primeiro barão com grandeza de Palmeiras, e irmão de José Quirino da Rocha Werneck, barão de Werneck. Casou-se com sua prima Carolina Pinheiro de Sousa, filha de Peregrino José de Américo Pinheiro, visconde de Ipiabas.

Foi elevado a barão por decreto de 19 de setembro de 1882.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.