João Silveira de Sousa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João Silveira de Sousa
Nascimento 4 de fevereiro de 1824
Desterro
Morte 11 de dezembro de 1906 (82 anos)
Cabo de Santo Agostinho
Ocupação Advogado

João Silveira de Sousa (Desterro, 4 de fevereiro de 1824Cabo de Santo Agostinho, 11 de dezembro de 1906) foi um advogado, jornalista, poeta e político brasileiro.

Vida[editar | editar código-fonte]

Filho de José Silveira de Sousa e de Ana Casemira de Azevedo Veiga. Casou com Eugênia Amorim do Vale, filha de Severo Amorim do Vale. Bacharel em direito pela Faculdade de Direito de São Paulo, em 1849.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi presidente das províncias do Ceará, de 27 de julho de 1857 a 1858, do Maranhão, nomeado por carta imperial de 4 de julho de 1859, de 26 de setembro de 1859 a 24 de março de 1861, de Pernambuco, de 2 de outubro de 1862 a 13 de janeiro de 1864, e do Pará, de 4 de agosto de 1884 a 16 de julho de 1885.

Foi deputado à Assembleia Geral do Império, pela província de Santa Catarina, na 12ª legislatura (1864 — 1866), na 13ª legislatura (1867 — 1868), na 17ª legislatura (1878 — 1881), e na 21ª legislatura (1889), que não se reuniu devido à proclamação da república.

Foi Ministro das Relações Exteriores no gabinete do conselheiro Zacarias de Góis, de 3 de agosto de 1866 a 16 de julho de 1868. Foi cavaleiro da Imperial Ordem de Cristo e professor da Faculdade de Direito do Recife.

Escreveu o livro de poemas Minhas Canções (1849).

Foi comendador da Imperial Ordem de Cristo.

É patrono da cadeira 18 da Academia Catarinense de Letras.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Piazza, Walter: O Poder Legislativo Catarinense. Das suas raízes aos nossos dias. 1834-1984. (Com a colaboração de Iaponan Soares). Florianópolis : Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984 (Sesquicentenário do Ato Adicional).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Joaquim Mendes da Cruz Guimarães
Presidente da província do Ceará
1857 — 1858
Sucedido por
Joaquim Mendes da Cruz Guimarães
Precedido por
José Maria Barreto Júnior
Presidente da província do Maranhão
1859 — 1861
Sucedido por
Pedro Leão Veloso
Precedido por
Manuel Francisco Correia
Presidente da província de Pernambuco
1862 — 1864
Sucedido por
Domingos de Sousa Leão
Precedido por
João Lustosa da Cunha Paranaguá
Ministro das Relações Exteriores do Brasil
1868
Sucedido por
José Maria da Silva Paranhos
Precedido por
José de Araújo Roso Danin
Presidente da província do Pará
1884 — 1885
Sucedido por
Carlos Augusto de Carvalho
Precedido por
Logo academia.gif ACL - patrono da cadeira 18
Sucedido por
Henrique Fontes
(fundador)


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.