João Botelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de João botelho)
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
João Botelho
Nome completo João Manuel Relvas Leopoldo Botelho
Nascimento 11 de maio de 1949 (68 anos)
Lamego, Portugal
Nacionalidade português
Ocupação Cineasta
Globos de Ouro
2015 - Melhor Filme : Os Maias
Outros prémios
1981 - Prémio da Imprensa : Cinema : Revelação
Nomeações
2011 - Globo de Ouro Melhor Filme: Filme do Desassossego
2015 - Sophia Melhor Filme: Os Maias
2015 - Sophia Melhor Realizador
2017 - Sophia Melhor Documentário em Longa-Metragem: O Cinema, Manoel de Oliveira e Eu
IMDb: (inglês)

João Botelho ComIH (Lamego, 11 de Maio de 1949) é um cineasta português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

João Manuel Relvas Leopoldo Botelho nasceu em 11 de Maio de 1949, em Lamego (distrito de Viseu).[1]

Estudou Cinema, no Conservatório Nacional, e Engenharia Mecânica na Faculdade de Engenharia da Universidade de Coimbra.

Foi cineclubista, no Porto e em Coimbra, onde dirigiu o CITAC. Foi crítico de cinema na Gazeta da Semana e na revista M, de que foi fundador.

Iniciou-se como realizador em 1976.

Em 2005 João Botelho foi feito Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, a 9 de Junho.[2]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Ref.
1976 O Alto do Cobre [3][4]
1976 Um Projecto de Educação Popular (Documentário) [3][4]
1977 Os Bonecos de Santo Aleixo [4]
1978 Alexandre Rosa (Curta-metragem, com Jorge Alves da Silva) [3][4][5]
1981 Conversa Acabada [3][4]
1986 Um Adeus Português [3][4]
1988 Tempos Difíceis [3][4]
1992 No Dia dos Meus Anos [3][4]
1993 Aqui na Terra [3][4]
1994 Três Palmeiras [3][4]
1996 13 Filmes X 3’
1998 Tráfico [3][4]
1999 Se a Memória Existe (Curta-metragem) [3][4]
2001 Quem És Tu? [3][4]
2001 As Mãos e as Pedras
2003 A Mulher que Acreditava Ser Presidente dos EUA [3][4]
2005 A Luz na Ria Formosa [3][4]
2005 O Fatalista [3][4]
2006 A Baleia Branca, Uma Ideia de Deus (Documentário) [3][4]
2007 A Terra Antes do Céu (Documentário) [3][4]
2007 Corrupção (2007) (Filme não assinado) [3][4]
2008 A Corte do Norte [3][4]
2010 Filme do Desassossego [3][4]
2012 Anquanto la Lhéngua fur Cantada (Documentário) [3][4]
2014 Os Maias [3][4]
2014 Quatro [3][4]
2016 O Cinema, Manoel de Oliveira e Eu (Documentário) [3][4]
sem data Peregrinação (em gravação) [6]

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

No Festival de Veneza:

  • Nomeado para Leão de Ouro pelos filmes O Fatalista in 2005, Quem És Tu? in 2001 and Tráfico in 1998.
  • Vencedor do "Prémio da Fundação Mimmo Rotella" pelo filme Quem És Tu? em 2001 e uma "Menção Honorável - Prémio FIPRESCI" em 1988 por Tempos Difíceis.

Participações especiais em Festivais[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Universidade Digital / Gestão de Informação (2010). «Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto : João Botelho». Sigarra (Universidade do Porto). Consultado em 30 de setembro de 2010 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Análise do resultado da busca de "João Botelho". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 20 de dezembro de 2015 
  3. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x «João Botelho» (em inglês). Indica "Os Maias (2015)" para a minissérie televisiva. Internet Movie Database. Consultado em 22 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 22 de outubro de 2017 
  4. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y «Pessoa :João Botelho». Indica "O Alto do Cobre (1977)", "Conversa Acabada (1982)", "Um Adeus Português (1985)" e "Quatro (2016)". CinePT - Cinema Português (Universidade da Beira Interior). Consultado em 22 de outubro de 2017 
  5. «Alexandre Rosa» (em inglês). Internet Movie Database. Consultado em 22 de outubro de 2017 
  6. https://issuu.com/agendaculturaldelisboa/docs/novembro2017
  7. «Prémios Bordalo». Em 1981 denominado "Prémio da Imprensa". Sindicato dos Jornalistas. 22 de janeiro de 2002. Consultado em 22 de setembro de 2017 
  8. «Nomeados Globos de Ouro SIC 2011». Online24. 29 de maio de 2011. Consultado em 6 de julho de 2013. Arquivado do original em 19 de maio de 2011 
  9. André Pereira (24 de maio de 2015). «'XX Gala dos Globos de Ouro' – Os Vencedores». Espalha Factos. Consultado em 25 de maio de 2015 
  10. «Prémios Sophia 2015 – os melhores do cinema português». RTP. 4 de março de 2015. Consultado em 11 de abril de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  11. «E os nomeados para os Prémios Sophia 2017 são…Prémios Sophia 2015 – os melhores do cinema português». Lux. 24 de Fevereiro de 2017. Consultado em 22 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]