João da Silva Mendes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João da Silva Mendes
Nascimento 17 de abril de 1822
Viseu
Morte 20 de outubro de 1881 (59 anos)
Cidadania Portugal
Ocupação jornalista, escritor, agricultor

João da Silva Mendes (Viseu, 17 de Abril de 1822 - Viseu, 20 de Outubro de 1881) foi um empresário agrícola, jornalista e escritor português.

Família[editar | editar código-fonte]

Filho de Francisco António da Silva Mendes da Fonseca, filho da 1.ª Baronesa da Silva, e de sua mulher Margarida Amália da Costa e Almeida, irmã do 1.º Visconde de Tavira.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Órfão de pai, consagrou-se à sua educação e à de seus irmãos a sua avó paterna. O Rei João, como era conhecido pela imponência da sua figura e vida brilhante e prestigiosa, Representante do Título de Barão da Silva da sua avó paterna e Herdeiro de grande parte da Casa de seus maiores.[3]

Fidalgo Cavaleiro da Casa Real, etc., Jornalista (foi fundador dos jornais Liberal, em 1854 e Jornal de Viseu, em 1868)[4] e Escritor, foi dedicado amigo do 77.º Bispo de Viseu (1862-1882) D. António Alves Martins, de Alexandre Herculano e doutros grandes vultos da época.[1]

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Casou em Santa Comba Dão, São João de Areias, com sua prima em segundo grau Eugénia Cândida da Silva Mendes, filha única e Herdeira de José Cupertino Marques da Silva, Médico e grande Proprietário, e de sua mulher Felícia Cândida da Silva Mendes, e neta materna de Luís da Silva Mendes Furtado, tio e cunhado da 1.ª Baronesa da Silva.[1][5] Foram pais de:

Referências

  1. a b c d "Nobreza de Portugal e do Brasil", Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete, Editorial Enciclopédia, 2.ª Edição, Lisboa, 1989, Volume Terceiro, p. 385
  2. "Livro de Oiro da Nobreza", Domingos de Araújo Affonso e Ruy Dique Travassos Valdez, Lisboa: J.A. Telles da Sylva, 2.ª Edição, 1988, Volume Terceiro, p. 340
  3. "Livro de Oiro da Nobreza", Domingos de Araújo Affonso e Ruy Dique Travassos Valdez, Lisboa: J.A. Telles da Sylva, 2.ª Edição, 1988, Volume Terceiro, pp. 340 e 341
  4. Artur Valente da Cruz, 2001. A propósito do centenário da morte de… Augusta Cruz - cantora lírica viseense. Millenium - Revista do ISPV, nº 22
  5. a b "Livro de Oiro da Nobreza", Domingos de Araújo Affonso e Ruy Dique Travassos Valdez, Lisboa: J.A. Telles da Sylva, 2.ª Edição, 1988, Volume Terceiro, pp. 341 e 526
  6. "Livro de Oiro da Nobreza", Domingos de Araújo Affonso e Ruy Dique Travassos Valdez, Lisboa: J.A. Telles da Sylva, 2.ª Edição, 1988, Volume Terceiro, p. 341
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.