João de Deus Nascimento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Estátua de João de Deus do Nascimento.

João de Deus Nascimento (1771 - 1799) foi um alfaiate baiano e um dos líderes da Conjuração Baiana, também conhecida como Revolta dos Alfaiates.

Nascido em Salvador, é filho da mulata alforriada Francisca Maria e do português José de Araújo. Casou-se cedo, com Luiza Francisca de Araújo, tornando-se pai de cinco filhos.

Inconformado com a situação de miséria da colônia, em meados da década de 1790, começa a participar de reuniões secretas, juntamente com estudantes, comerciantes, proprietários, intelectuais, soldados, artesãos e funcionários. Toma conhecimento da Revolução Francesa, discute os ideais liberais e sua possível aplicação no Brasil.

É preso em 1798, após o aparecimento de folhetos clandestinos em Salvador anunciando a declaração da "República Baiense" e conclamando a população da cidade a defendê-la.

Acusado de ser um dos autores dos textos anônimos, finge demência nos dois primeiros interrogatórios. Examinado por médicos que constatam o embuste, decide negar seu envolvimento com os rebeldes. Mas, em 11 de setembro, segundo declaração registrada nos autos do processo, confessa "ter entrado no projeto, em que se tentava levantar uma revolução nesta cidade". Condenado à morte e enforcado, seu corpo é repartido em pedaços e exposto em praça pública, em 8 de setembro de 1799, aos 27 anos.