João de Melo, arcebispo de Évora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

João de Melo, filho Alcaide de Melgaço, ingressou cedo na carreira clerical e veio a doutorar-se em Cânones, na Universidade de Salamanca, em Espanha. D.João de Melo foi sempre muito estimado pelos prelados de Évora, nomeadamente os Cardeais Infantes D.Afonso e D.Henrique. Graças às suas intervenções, foi nomeado Bispo de Silves, em 1540. Em 1564, Uma vez obrigado a deixar a arquidiocese de Évora, por ter de assumir a regência em Lisboa (na menoridade do Rei D.Sebastião, seu sobrinho), o Cardeal D.Henrique escolheu D.João de Melo para lhe suceder no arcebispado. O Arcebispo D.João de Melo reuniu sínodos diocesanos em 1565 e 1569, essencialmente para aplicar à sua arquidiocese os trâmites do Concílio de Trento.


Precedido por
D.Manuel de Sousa
Brasão episcopal
Bispo de Silves

1549 - 1564
Sucedido por
D.Jerónimo Osório
Precedido por
Cardeal Infante D.Henrique
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo de Évora

1564 - 1574
Sucedido por
Cardeal Infante D.Henrique
Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.