João de Pina Cabral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

João Paulo dos Santos Pina Cabral (Porto, 1954) é um antropólogo português.

Percurso académico[editar | editar código-fonte]

Nascido no Porto, João Pina Cabral viveu em Moçambique, onde o seu pai era missionário, e estudou na África do Sul (Ba with Honours na Universidade de Witwatersrand, Joanesburgo), tendo obtido o grau de doutor na Universidade de Oxford, em 1984, sob a supervisão de John Campbell e Rodney Needham[1], e o título académico de habilitação[2] na Universidade de Lisboa, em 2001[3] Actualmente (2017) é professor de antropologia social na universidade de Kent.

Percurso profissional[editar | editar código-fonte]

Pina Cabral foi professor do actual ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, e um dos fundadores do seu Departamento de Antropologia, em 1982[4][5], sendo actualmente (2011) investigador coordenador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e membro do seu conselho científico.

Obra[editar | editar código-fonte]

A sua obra como antropólogo percorre locais (Europa, África, Ásia e, mais recentemente, América Latina) e temas de investigação diversos. Os seus trabalhos têm incidido, entre outros temas, sobre as sociedades rurais, especialmente os camponeses do Alto Minho[6], a dinâmica das identidades em Macau[7] e em Moçambique e, mais recentemente, a relação entre a pessoa e os nomes na Bahia[5][8].

Associações e sociedades científicas[editar | editar código-fonte]

  • Associação Portuguesa de Antropologia: fundador e primeiro presidente.
  • Associação Europeia de Antropólogos Sociais: fundador, secretário (1995-1997) e presidente (2003-2005)[9][10]
  • Academia das Ciências de Lisboa: membro correspondente da 7.ª secção (Sociologia e Outras Ciências Sociais e Humanas)[11]
  • Real Academia de Ciencias Morales y Políticas de Madrid: membro correspondente[12]

Algumas obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • 'Sons of Adam, daughters of Eve: the peasant worldview of the Alto Minho (em inglês). Oxford: Clarendon Press. 1986 
Tradução portuguesa: Filhos de Adão, filhas de Eva: a visão do mundo camponesa do Alto Minho. Lisboa: D. Quixote. 1989 
  • Os contextos da antropologia. Lisboa: Difel. 1991 
  • Aromas de urze e de lama: viagem de um antropólogo ao Alto Minho. Lisboa: Fragmentos. 1992 [13]
  • Between China and Europe: person, culture and emotion in Macao (em inglês). Londres; Nova Iorque: Continuum. 2002 
  • O homem na família: cinco ensaios de antropologia. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais. 2003 
  • «Mães, pais e nomes no baixo sul (Bahia, Brasil)», em CABRAL, João de Pina Cabral; VIEGAS, Susana de Matos Viegas (orgs.), Simpósio Internacional Nomes: Género, Etnicidade e Família, Lisboa, 2006, Coimbra: Almedina, 2007, pp. 63-88

Alguns artigos publicados na revista Análise Social e disponíveis online[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Com uma tese intitulada A peasant worldview in its context: cultural uniformity and differentiation in northwestern Portugal e Brancaflor: a structuralist analysis of a portuguese folktale. Cf. ficha na base de dados de doutoramentos do Ministério da Educação e Ciência.
  2. Título correspondente ao título de agregado, nos termos do artigo 15.º do Decreto Lei n.º 239/2007, de 19 de Junho.
  3. Para os dados biográficos gerais cf. especialmente a ficha no site do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, e a entrevista feita pelo Centro de Pesquisa e de Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getúlio Vargas.
  4. Departamento de Antropologia do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.
  5. a b Entrevista de João Pina Cabral à Mana, vol.15 n.º 1, Rio de Janeiro, Abril de 2009.
  6. Cf., por exemplo, CABRAL, Pina. 1986 e 1992.
  7. Cf., por exemplo, CABRAL, Pina. 2002.
  8. Cf., também, o texto da Aula Inaugural] do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UNICAMP (Universidade de Campinas), São Paulo Brasil em Abril 2005, intitulado O limiar dos afectos: algumas considerações sobre nomeação e a constituição social de pessoas, em www.ceao.ufba.br/fabrica/txts/cabral/limiar.doc.
  9. European Association of Social Anthropologists. Cf. página
  10. Cf. página da European Association of Social Anthropologists.
  11. Cf. ficha académica.
  12. Cf. página da Real Academia.
  13. Sobre esta obra ver artigo no jornal online de ciência, tecnologia e empreendedorismo Ciência Hoje e artigo no site online do jornal Pravda.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.