João Mário Grilo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de João mário grilo)
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde Fevereiro de 2008).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
João Mário Grilo
Nome completo João Mário Lourenço Bagão Grilo
Nascimento 8 de novembro de 1958 (59 anos)
Figueira da Foz, Portugal
Nacionalidade português
Ocupação cineasta

João Mário Lourenço Bagão Grilo (Figueira da Foz, 8 de Novembro de 1958) é um professor universitário, ensaísta e cineasta português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É licenciado em Sociologia (1983) e doutorado em Ciências da Comunicação (1987). É Professor Catedrático do Departamento de Ciências da Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Tem publicado artigos de crítica, história e teoria do cinema e da imagem. Foi autor de uma coluna intitulada Imagens, publicada na revista Visão. Realizador, sua primeira longa-metragem, A Estrangeira (1983), recebeu o Prémio Georges Sadoul no Festival de Veneza.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Livros & Artigos Relevantes[editar | editar código-fonte]

  • "Monologues du Cinéma (A 'Course in Treatment' de S.M. Eisenstein, 1949)", in Trafic, nr. 100 (Hiver 2016)
  • Cinema & Filosofia: Compêndio. Lisboa: Colibri, 2014
  • "Propositions for a Gestural Cinema", in H. Gustafsson e A. Gronstad (eds.), Cinema and Agamben. Ethics, Biopolitics, and the Moving Image. NY: Bloomsbury, 2014
  • O Livro das Imagens. Coimbra: Minerva, 2007
  • O Homem Imaginado: Cinema, Acção, Pensamento. Lisboa: Livros Horizonte, 2006
  • As Lições do Cinema. Manual de Filmologia. Lisboa: Colibri, 2006
  • O Cinema da Não-Ilusão: Histórias para o Cinema Português. Lisboa: Livros Horizonte, 2006
  • A Ordem no Cinema: Vozes e Palavras de Ordem no Estabelecimento do Cinema em Hollywood. Lisboa: Relógio d'Água, 1997

Ver também

Ligações externas