Joachim Peiper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Joachim Peiper
Nascimento 30 de janeiro de 1915
Berlim, Alemanha
Morte 14 de julho de 1976 (61 anos)
Taves, França
Nacionalidade Alemão
Serviço militar
Lealdade  Alemanha Nazista
Serviço Flag of the Schutzstaffel.svg Waffen-SS
Tempo de serviço 1933–45
Patente Standartenführer
Unidades Leibstandarte SS
Batalhas/Guerras Segunda Guerra Mundial

Joachim Peiper (30 de janeiro de 1915 – 14 de julho de 1976) foi um oficial alemão da Waffen-SS. Nascido em Berlim, numa família de classe média, ele se alistou na SS em outubro de 1933, aos 18 anos. Subiu rapidamente pelas patentes e em 1936 já era Untersturmführer (Sub-oficial). Em 1938, foi selecionado para a equipe do Reichsführer-SS Heinrich Himmler e foi seu ajudante pessoal entre novembro de 1940 e agosto de 1941.[1][2]

Durante a Segunda Guerra Mundial, Peiper lutou na Frente Oriental contra o Exército Vermelho e na Frente Ocidental contra os Aliados, e foi condecorado pelos nazistas com a medalha Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro por bravura e destreza em comando.[3]

Após a guerra, Peiper foi condenado por crimes de guerra cometidos na Bélgica, mais precisamente por seu envolvimento no Massacre de Malmedy (durante a Batalha das Ardenas, ao fim de 1944) e foi eventualmente condenado a morte, mas acabou sendo solto da cadeia após doze anos devido a uma revisão do inquérito do seu julgamento. Ele também foi processado por crimes contra a humanidade cometidos na Itália, mas cortes italianas e alemãs não o levaram a julgamento devido a falta de provas.[1][4]

Uma vez solto da cadeia, Peiper trabalhou para a Porsche e para a Volkswagen, antes de se mudar para a França, onde trabalhou com tradução de livros, do inglês para o alemão, sob o pseudônimo "Rainer Buschmann". Após ser descoberto pelos locais, passou a receber ameaças de morte (supostamente por comunistas franceses). Peiper foi assassinado em julho de 1976, aos 61 anos. Seu corpo foi levado a Alemanha por familiares e foi formalmente enterrado na cidade de Schondorf. Investigações posteriores não conseguiram encontrar o responsável por sua morte.[5]

Referências

  1. a b Parker, Danny S. (2014). Hitler's Warrior: The Life and Wars of SS Colonel Jochen Peiper. [S.l.]: Da Capo Press. ISBN 978-0306821547 
  2. Westemeier, Jens (2007). Joachim Peiper: A Biography of Himmler's SS Commander. [S.l.]: Schiffer Publications. ISBN 978-0-7643-2659-2 
  3. Bouwmeester, Han (2004). Beginning of the end: the leadership of SS Obersturmbannführer Jochen Peiper. Fort Leavenworth, KS: U.S. Army Command and General Staff College. OCLC 465211782 
  4. Weingartner, James J. (2004). Crossroads of Death: The story of the Malmédy Massacre and Trial. [S.l.]: University of California Press. ISBN 978-0-520-03623-9 
  5. Reynolds, Michael (16 de dezembro de 2014). «Lt. Col. Joachim Peiper's Grisly Death After the Battle of the Bulge». Warfare History Network. Consultado em 29 de julho de 2017 


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.