Joan Benoit

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Joan Benoit
campeã olímpica
Benoit em 2008, aos 51 anos.
Atletismo
Modalidade maratona
Nascimento 16 de maio de 1957 (59 anos)
Cape Elizabeth, EUA
Nacionalidade Povo dos Estados Unidos norte-americana
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Los Angeles 1984 maratona
Jogos Pan-Americanos
Ouro Caracas 1983 3000 m

Joan Benoit Samuelson (Cape Elizabeth, 16 de maio de 1957) é uma ex-atleta norte-americana, primeira campeã olímpica da maratona nos Jogos Olímpicos de Los Angeles em 1984.

Benoit começou a correr longas distâncias como forma de recuperar-se de um acidente com esqui onde fraturou a perna. Na adolescência, iniciou na modalidade ainda no ginasial, em sua cidade natal, e quando começou a cursar o Bowdoin College, em Boston, foi campeã em vários torneios nacionais de cross-country.[1] Tornou-se conhecida em 1979 quando venceu a Maratona de Boston, a primeira maratona que disputou.[2] No início dos anos 1980 teve alguns problemas de lesão, tendo inclusive que operar o tendão de Aquiles. Já recuperada, venceu em 1982 a maratona de Eugene, no Oregon, com 2:26:11, melhor marca daquele ano. Disputando a Maratona de Boston de 1983, causou frisson ao quebrar o recorde mundial com um tempo de 2:22:43.[3] Ainda em 1983 participou dos Jogos Pan-americanos de Caracas, ganhando a [medalha de ouro]] nos 3000 metros.[4]

Em Los Angeles 1984, a maratona feminina foi incorporada ao programa pela primeira vez. Durante a prova, Benoit surpreendeu quando se desgarrou do primeiro pelotão desde o início, impondo um forte ritmo que muitos acreditaram parecer suicida devido ao forte calor e umidade. Porém ela superou as adversidades e venceu a prova com mais de um minuto de vantagem sobre a segunda colocada, a favorita norueguesa Grete Waitz, tornando-se um dos destaques dos Jogos.[2]

Em 1985 conseguiu a melhor marca de sua carreira, 2h 21min 21, na Maratona de Chicago, que só não se tornou recorde mundial porque pouco antes a norueguesa Ingrid Kristiansen tinha marcado 2h21min06s na Maratona de Londres.[3] Após 1985 as lesões atormentaram a vida de Benoit, mas isso não a impediu de seguir competindo: em 1991 foi quarta na Maratona de Boston, em 1992 ganhou a maratona de Columbus e em 1996 participou da prova de classificação para os Jogos Olímpicos de Atlanta.

Com o encerramento da carreira em nível internacional, escreveu alguns livros sobre atletismo, trabalhou como treinadora em provas de cross-country e de longa distância e como comentarista para alguns meios de comunicação. Atualmente vive com sua família em Freeport, no Maine, e continua a disputar maratonas em sua faixa etária, onde ao longo dos anos tem quebrado vários recordes.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Lucena, Rodolfo. «Campeã da primeira maratona olímpica feminina corre em busca de histórias». Folha de S Paulo. Consultado em 06/08/2014. 
  2. a b «THE GAMES OF THE XXIII OLYMPIAD: LOS ANGELES, 1984». marathonguide.com. Consultado em 25/03/2013. 
  3. a b «Marathon World Records (Men & Women) By The Numbers». sportspagefair.com. Consultado em 25/03/2013. 
  4. «PAN AMERICAN GAMES». gbrathletics.com. Consultado em 25/03/2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]