Joana Marques Vidal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joana Marques Vidal
23.ª Procuradora-Geral da República
Mandato 12 de outubro de 2012
até 12 de outubro de 2018
Nomeação Presidente Cavaco Silva
Antecessor Fernando Pinto Monteiro
Sucessor Lucília Gago
Vida
Nome completo Maria Joana Raposo Marques Vidal
Nascimento 31 de dezembro de 1955 (63 anos)
Santa Cruz, Coimbra, Portugal Portugal
Dados pessoais
Alma mater Universidade de Lisboa

Maria Joana Raposo Marques Vidal GCC (Coimbra, Santa Cruz, 31 de dezembro de 1955) é uma magistrada portuguesa, tendo sido Procuradora-Geral da República de 2012 a 2018.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mais velha de uma filha e quatro filhos de José Alberto de Almeida Marques Vidal (14 de outubro de 1930) e de sua primeira mulher Maria Joana Lobo Portugal Sanches de Moraes Ribeiro Raposo (Coimbra, 4 de janeiro de 1932), a qual é 5.ª neta dum francês, Barão de Châtillon, duas vezes sobrinha-8.ª neta do 6.º Senhor e 1.º Conde de Sarzedas e filha duma prima em 2.º grau do 1.º Visconde de Beirós e 1.º Conde de Beirós.

Magistratura[editar | editar código-fonte]

Magistrada do Ministério Público de carreira, iniciou funções em 1979.

Em 12 de outubro de 2012 foi nomeada pelo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva para o cargo de Procuradora-Geral da República, com um mandato de 6 anos. Cessou funções a 12 de outubro de 2018.

A 22 de outubro de 2018 foi agraciada com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.[2]

A 20 de novembro de 2018 iniciou funções no Gabinete do Ministério Público junto do Tribunal Constitucional, por onde passam, além dos processos de fiscalização da constitucionalidade, todos os processos de fiscalização dos financiamentos políticos, desde as contas anuais dos partidos até às contas das campanhas eleitorais, bem como as declarações de património e rendimentos dos políticos e altos cargos públicos e os processos de incompatibilidades e impedimentos de titulares de cargos políticos.[3]

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Procuradoria-Geral da República. «Currículo da Procuradora-Geral da República» 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Maria Joana Raposo Marques Vidal". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  3. Leonete Botelho (20 de novembro de 2018). «Fiscalização de partidos e políticos vai passar por Joana Marques Vidal». Público. Consultado em 21 de novembro de 2018