Joana d'Arc de Luc Besson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Joana d'Arc de Luc Besson
Jeanne d'Arc
Cartaz do filme
 França
1999 •  cor •  155 min 
Direção Luc Besson
Roteiro
Elenco Milla Jovovich
Dustin Hoffman
Faye Dunaway
John Malkovich
Género drama biográfico
Música Éric Serra
Idioma inglês

Joana d'Arc de Luc Besson[1][2][3][4] (em francês: Jeanne d'Arc) é um filme francês de 1999, do gênero drama biográfico, dirigido por Luc Besson.

O filme foi produzido pela Gaumont e distribuído pela Columbia Pictures e pela Sony Pictures Entertainment. Foi produzido por Patrice Ledoux e a trilha sonora é de Éric Serra.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em 1412, nasce em Domrémy, na França, uma menina chamada Joana. Ainda jovem, ela desenvolve uma tão intensa e fora do comum que fazia se confessar várias vezes por dia.

Eram tempos muito difíceis, pois a Guerra dos Cem Anos com a inimiga de sempre Inglaterra prolongava-se desde 1337. Em 1420, Henrique V e Carlos VI de França assinam o Tratado de Troyes, declarando que após a morte do rei, a França pertencerá a Inglaterra. Todavia, ambos os reis morrem e Henrique VI é o novo rei dos dois países rivais, mas tem poucos meses de idade e Carlos, o delfim de França, não deseja entregar de mãos beijadas o seu reino a uma criança.

Desta forma, os ingleses invadem o país e ocupam Compiègne, Reims e Paris, com o rio Loire conseguindo deter o avanço dos invasores. Carlos foge para Chinon, mas ele quer é ir para Reims, onde por tradição os soberanos franceses são coroados, mas como os ingleses dominam toda a região envolvente, isto torna-se um problema grave para ser contornado. Até que aparece Joana que, além de se autointitular a "Donzela de Lorraine" tinha uma determinação e fé inabalável e dizia que estava numa missão divina para libertar a França da opressão dos ingleses.

Desesperado por uma solução, o delfim aceita lhe dar um exército, com o qual ela consegue recuperar a cidade de Reims, onde o delfim é coroado rei. Mas se finalmente para ele os problemas tinham acabado, para Joana seria o início do fim.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Contexto histórico[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Guerra dos Cem Anos
Ver artigo principal: Joana d'Arc

Joana d'Arc é contemporânea da Guerra dos Cem Anos, longa disputa entre Inglaterra e França. Heroína dessa guerra, foi presa pelos borguinhões e condenada à fogueira por prática de bruxaria. Contudo, cinco séculos depois, o processo que a condenou foi invalidado e ela foi canonizada como santa pelo Papa Bento XV.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio César 2000 (França)

  • Venceu nas categorias de melhor figurino e melhor som.
  • Indicado nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor desenho de produção, melhor canção, melhor edição e melhor fotografia.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme francês é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.