Joanne Woodward

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Joanne Woodward
Joanne Woodward
Foto da atriz Joanne Woodward.
Nascimento 27 de fevereiro de 1930 (94 anos)
Thomasville, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos estadunidense
Ocupação Atriz
Atividade 1955 - presente
Cônjuge Paul Newman (1958-2008)
Oscares da Academia
Melhor Atriz
1958 - The Three Faces of Eve
Emmys
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
1978 - See How She Runs
1986 - Do You Remember Love
Globos de Ouro
Melhor Atriz em Cinema - Drama
1958 - The Three Faces of Eve
1969 - Rachel, Rachel
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
1995 - Breathing Lessons
Prémios Screen Actors Guild
Life Achievement
1985 - Pelo Conjunto da Obra
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
1995 - Breathing Lessons
Prémios BAFTA
Melhor Atriz
1975 - Summer Wishes, Winter Dreams
Festival de Cannes
Melhor Atriz
1974 - The Effect of Gamma Rays on Man-in-the-Moon Marigolds
Prémios National Board of Review
Melhor Atriz
1957 - No Down Payment / The Three Faces of Eve
Outros prêmios
Concha de Prata de Melhor Atriz no Festival de San Sebastián
1960 - The Fugitive Kind

Joanne Gignilliat Trimmier Woodward (Thomasville, 27 de fevereiro de 1930) é uma atriz estadunidense. Ela recebeu vários prêmios ao longo de sua carreira, incluindo um Oscar, três prêmios Emmy e três Globos de Ouro.

Woodward talvez seja mais conhecida por sua atuação em As Três Faces de Eva, que lhe rendeu um Oscar de melhor atriz[1] e um Globo de Ouro de melhor atriz em filme dramático. Após a morte de Olivia de Havilland em julho de 2020, ela se tornou a mais velha vencedora do Oscar de melhor atriz. Em uma carreira de mais de seis décadas, ela estrelou ou co-estrelou muitos filmes, recebendo quatro indicações ao Oscar (ganhando um), dez indicações ao Globo de Ouro (ganhando três), quatro indicações ao BAFTA Film Award[2] (ganhando um) e nove nomeações ao Prêmio Emmy (ganhando três).[3] Ela é a viúva do ator Paul Newman.[4]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Joanne Gignilliat Trimmier Woodward nasceu em 27 de fevereiro de 1930 em Thomasville, Geórgia, filha de Elinor Trimmier e de Wade Woodward Jr. O seu pai era vice-presidente da editora Charles Scribner's Sons.[5] Os nomes do meio de Joanne, "Gignilliat Trimmier", são de origem huguenote.[6] A paixão que a mãe de Joanne tinha por filmes influenciou a sua vontade de se tornar atriz e ela recebeu o seu nome em homenagem a Joan Crawford.[6] Joanne tem um irmão mais velho, Wade Jr.[7]

Joanne esteve na estreia do filme Gone With the Wind em Atlanta quando tinha nove anos de idade. Durante o evento, ela correu na direção do desfile com os atores do filme e sentou-se no colo de Laurence Olivier, o companheiro de Vivien Leigh. Joanne acabaria por trabalhar com Olivier em 1977 no telefilme Come Back, Little Sheba.[6]

Joanne viveu com a família em Thomasville antes de se mudarem para Marietta, também na Geórgia. Aí, ela frequentou o liceu Marietta High School. A atriz continua a apoiar a escola e o teatro Strand da cidade.[8]

A família voltou a mudar-se, desta vez para Greenville na Carolina do Sul, quando Joanne estava no 11.º ano, após o divórcio dos seus pais.[6] Ela frequentou e terminou o liceu no Greenville High School e participou em peças no Little Theater de Greenville.[9]

Joanne frequentou a Universidade do Estado da Luisiana, onde estudou Teatro e fez parte da república Chi Omega.[6] Depois de terminar o curso, mudou-se para Nova Iorque, onde começou a fazer teatro estudou no Actor's Studio e com Sanford Meisner na Neighborhood Playhouse School of the Theatre.[10]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Primeiros trabalhos[editar | editar código-fonte]

Em 1952, Joanne estreou-se na televisão no episódio "Penny" do programa Robert Montgomery Presents. Ela também trabalhava no teatro e conseguiu o papel de substituta da atriz principal na peça Picnic de William Inge. Foi durante esta peça que conheceu o seu futuro marido, Paul Newman, que era o substituto do ator principal. Os dois começaram a namorar quando Paul ainda estava casado com a sua primeira mulher, Jacqueline Witte.[6]

A jovem atriz foi primeiro para a televisão onde participou de várias séries a partir de 1952 até estrear no cinema em 1955 com o western Count Three and Pray. No ano seguinte, Joanne foi contratada a longo termo pelo estúdio 20th Century Fox e, alguns meses depois, fez parte do elenco do filme de mistério A Kiss Before Dying.

Estrela de cinema[editar | editar código-fonte]

Cartaz de The Three Faces of Eve (1957)

Joanne e Paul Newman voltariam a se encontrar em 1957 nas filmagens de The Long, Hot Summer do diretor Martin Ritt. Esta seria o primeiro de muitos trabalhos que Joanne e Martin fizeram juntos. Eles voltaram a trabalhar nos filmes No Down Payment e The Sound and the Fury quando Joanne já era uma atriz de sucesso, no entanto ambos os filmes tiveram pouco sucesso nas bilheteiras.

Ainda em 1957, estreou o filme que fez de Joanne uma estrela. Em The Three Faces of Eve, a atriz interpreta o papel de uma dona-de-casa portadora do transtorno de personalidade múltipla, com três personalidades diferentes. O seu desempenho foi bastante elogiado pela crítica e Joanne venceu o Óscar de Melhor Atriz no ano seguinte.[11]

Joanne voltou a trabalhar com Paul Newman em 1960 no filme From the Terrace, o seu primeiro sucesso desde que tinha conquistado o Óscar. A atriz disse mais tarde que tinha um grande afeto pelo filme "porque eu estava muito parecida com a Lana Turner".[12] O casal voltou a reunir-se no ecrã e com o realizador Martin Ritt no filme Paris Blues em 1961. Em 1963, Joanne protagonizou o filme The Stripper e teve aulas com a artista de burlesco, Gypsy Rose Lee, para aperfeiçoar a sua técnica.[13]

Joanne Woodward em Rachel, Rachel (1968)

Em 1966, a atriz interpretou o papel de Mary em A Big Hand for the Little Lady e contracenou com Sean Connery no filme A Fine Madness. Em Rachel, Rachel (1968), um filme realizado e produzido por Paul Newman, Joanne interpretou o papel de uma professora em busca do amor. O filme valeu-lhe a sua segunda nomeação para os Óscares na categoria de Melhor Atriz.[13]

Em 1972, Joanne protagonizou o filme The Effect of Gamma Rays on Man-in-the-Moon Marigolds. O seu desempenho como uma mãe afastada das suas filhas (sendo uma delas interpretada por uma das suas filhas na vida real, Neil) valeu-lhe o Prémio de Interpretação Feminina no Festival de Cinema de Cannes.[14] No ano seguinte, protagonizou o filme Summer Wishes, Winter Dreams, um drama sobre uma mulher com uma crise de meia-idade. O seu desempenho valeu-lhe a sua terceira nomeação para o Óscar de Melhor Atriz.[15]

Sucesso na televisão[editar | editar código-fonte]

Joanne contracenou com Burt Reynolds no filme The End em 1978, mas à medida que a década progredia, a atriz começou a trabalhar mais em televisão. Em 1977, trabalhou com Laurence Olivier em Come Back, Little Sheba e, no ano seguinte, ganhou o seu primeiro Emmy pelo seu desempenho no telefilme See How She Runs. Em 1979, foi a protagonista do telefilme A Christmas to Remember e terminou a década com outro telefilme: The Streets of L.A. Ainda em 1979, estreou-se na realização com um episódio da série Family. [16]

Ao longo dos anos 80, Joanne dividiu-se entre o cinema, a televisão e o teatro. Começou a década como protagonista do telefilme The Shadow Box, realizado por Paul Newman e, em 1981, protagonizou o telefilme Crisis at Central High. Alguns dos seus telefilmes mais conhecidos desta década incluem Harry & Son (1984), realizado por Paul Newman; Passions (1984) e Do You Remember Love (1985). Joanne também se dedicou à escrita de argumentos e à realização, tendo escrito e realizado a peça mais tarde transmitida na TV, Come Along With Me de 1982.

Últimos anos[editar | editar código-fonte]

Joanne Woodward em 2006

A carreira de Joanne teve uma longevidade excecional. Em 1990, ela voltou a contracenar com Paul Newman em Mr. and Mrs. Bridge, realizado por James Ivory. Joanne tinha lido os livros de Evan S. Connell nos quais o filme é baseado quando tinham sido publicados nos anos 50 e quis adaptá-los durante muitos anos. Originalmente, ela não tinha intenções de interpretar o papel de Mrs. Bridge por ser demasiado nova, mas quando finalmente conseguiu adaptá-los, já não era o caso.[17] Este foi um dos seus desempenhos mais elogiados e valeu-lhe a sua quarta nomeação para os Óscares e ainda o prémio de Melhor Atriz da Associação de Críticos de Nova Iorque.[18]

Em 1993, Joanne participou no filme Philadelphia com Tom Hanks e, no mesmo ano, narrou The Age of Innocence de Martin Scorsese. Ainda nesse ano, participou em dois telefilmes: Foreign Affairs e Blind Spot, tendo também produzido este último. Blind Spot é um drama sobre toxicodependência e valeu-lhe uma nomeação para os Emmy.[19] Em 1995, Joanne foi uma das protagonistas do telefilme Breathing Lessons e encenou as peças Golden Boy e Waiting for Lefty com a companhia de teatro Blue Light Theater Company em Nova Iorque.[20]

Nos anos seguintes, Joanne dedicou-se mais à produção e realização. Foi diretora artística da Westport Country Playhouse entre 2001 e 2005 e produtora executiva da transmissão televisiva da peça Our Town, com Paul Newman. Joanne e Paul voltaram a trabalhar juntos na minissérie Empire Falls da HBO em 2005. Depois desta minissérie, os trabalhos da atriz focaram-se maioritariamente na dobragem e narração, sendo o seu último trabalho a voz de Doris no filme Lucky Them em 2013.

Em 2022, o ator Ethan Hawke realizou uma série documental sobre Joanne Woodward e Paul Newman intitulada The Last Movie Stars.

Parceria com Paul Newman[editar | editar código-fonte]

Joanne Woodward e Paul Newman no filme The Long Hot Summer (1958)

Joanne conheceu Paul Newman durante a peça Picnic no início dos anos 50 e os dois casaram-se em 29 de janeiro de 1958, depois de Paul se divorciar da sua primeira mulher, Jacqueline Witte. No início do seu casamento, Joanne era a maior estrela do casal e ganhou o Óscar de Melhor Atriz em março desse ano por The Three Faces of Eve. Apesar de ter sido nomeado dez vezes para os Óscares, Newman só conseguiu vencer o prémio em 1986 pelo filme The Color of Money.

Os dois trabalharam juntos em vários filmes durante as décadas de 50 e 60. O seu primeiro filme juntos foi The Long Hot Summer em 1958, seguido de Rally 'Round the Flag no mesmo ano. Depois, trabalharam juntos em From the Terrace (1960) Paris Blues (1961) e A New Kind of Love (1963). Em 1964, regressaram à Broadway com a peça Baby Want a Kiss (1964), que teve mais de 100 espetáculos. Paul Newman também realizou vários filmes protagonizados por Joanne, sendo o primeiro Rachel, Rachel de 1968. Joanne e Paul também trabalharam juntos nos filmes Winning (1969) e WUSA (1970).

Apenas dois meses depois de se casarem, Joanne ganhou o seu primeiro Óscar. Paul Newman foi nomeado pela primeira vez no ano seguinte pelo seu desempenho em Cat On a Hot Tin Roof. Os dois chegaram ao auge das suas carreiras ao mesmo tempo e tornaram-se num dos casais mais famosos de Hollywood, aparecendo em inúmeras capas de revista e artigos nos 50 anos seguintes. Joanne afirmou que a sua vida familiar prejudicou a sua carreira no cinema:

No início, acho que tinha o sonho de ser uma verdadeira estrela do cinema. Isso desapareceu um pouco quando aos 30 e poucos anos quando percebi que não ia ser esse tipo de atriz. Foi doloroso. E também descorei a minha carreira por causa dos meus filhos. Bastante. Na altura, fiquei ressentida com isso, o que não era nada bom quando estava com as crianças. O Paul viajava muito em trabalho. Eu não podia por causa das crianças. Fiz isso uma vez e fiquei assoberbada com culpa.[21]

Paul Newman e Joanne Woodward trabalharam juntos pela última vez em 2005 na minissérie Empire Falls.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Houve rumores de que Joanne estaria noiva do escritor Gore Vidal antes de se casar com Paul Newman.[22] Porém, nunca houve nenhum noivado e Joanne afirma que ajudou Gore Vidal a esconder a sua bissexualidade.[23] Os dois partilharam casa em Los Angeles e ficaram amigos.[22]

Joanne conheceu Paul Newman no escritório do agente que partilhavam. Eles eram substitutos dos atores principais na peça Picnic em 1953. Na altura, Paul Newman era casado e os dois mantiveram um caso extraconjugal até este se divorciar em 1958. Joanne e Paul casaram-se em Las Vegas em 29 de janeiro de 1958. A união durou 50 anos, até Paul morrer de cancro do pulmão em 26 de setembro de 2008.[24] Joanne disse: "Ele é muito bonito e muito sexy e essas coisas todas, mas isso desaparece tudo e a única coisa que interessa é se ele é capaz de fazer uma pessoa rir... E ele faz-me rir muito."[25] Paul Newman atribuía o sucesso da sua relação a "uma mistura de luxúria, respeito e paciência. E determinação."[25]

Numa entrevista à revista Playboy, quando perguntaram a Paul Newman como conseguia manter-se fiel a Joanne, Paul disse: "Tenho bife em casa, para que é que vou sair para comer um hambúrguer?"[26]

Joanne teve três filhas com Newman: Elinor Teresa "Neil" (1959), Melissa Stewart (1961) e Claire Olivia "Clea" (1965).[27]

Joanne Woodward e Paul Newman foram mentores de vários atores, incluindo Allison Janney, que conheceram quando ela estava no primeiro ano da universidade e participou numa peça encenada por Paul. Allison agradeceu o apoio de Joanne no seu discurso quando venceu o Óscar de Melhor Atriz Secundária em 2018.[28]

Joanne e Paul eram apoiantes do Partido Democrata e apoiaram o senador Eugene McCarthy na sua campanha presidencial em 1968.[29] Documentos tornados públicos em 2017 mostram que a Agência de Segurança Nacional criou um ficheiro biográfico sobre Joanne Woodward como parte do seu programa para vigiar cidadãos proeminentes dos EUA.[30]

Em 1988, Paul e Joanne criaram o Hole in the Wall Gang Camp, um campo de férias de verão sem fins lucrativos e um centro de apoio cujo nome foi inspirado pelo filme Butch Cassidy and the Sundance Kid. O campo, localizado em Ashford, Connecticut oferece serviços gratuitos a 20 mil crianças com cancro e outras doenças graves e às suas famílias.[31] Em 2012, a filha do casal, Clea Newman, assumiu a responsabilidade da gestão da instituição.[27]

Em 1990, depois de 10 anos de estudos, Joanne conseguiu concluir a sua licenciatura na Sarah Lawrence College ao mesmo tempo que a sua filha, Clea. Paul Newman discursou na cerimónia de formatura.[32] Em 1992, o casal foi homenageado pelo Kennedy Center.[33]

Atualmente, Joanne vive em Westport, Connecticut, onde ela e Paul Newman criaram as filhas. Depois de ter apoiado várias causas relacionadas com o Alzheimer e de a sua mãe ter sofrido da doença, foi diagnosticada a mesma doença a Joanne em 2007, na mesma altura do diagnóstico de cancro do marido.[34]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas e título em português
1955 Count Three and Pray Lissy br: O Vale da Redenção

pt: A Chama do Pecado

1956 A Kiss Before Dying Dorothy "Dorie" Kingship br: Amor, Prelúdio de Morte

pt: Um Beijo ao Morrer

1957 The Three Faces of Eve Eve White / Eve Black / Jane br: As Três Máscaras de Eva

pt: As Três Faces de Eva

Óscar de Melhor Atriz

Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme Dramático

National Board of Review de Melhor Atriz

Nomeação – BAFTA de Melhor Atriz Estrangeira

No Down Payment Leola Boone br/pt: A Mulher do Próximo

National Board of Review de Melhor Atriz

Nomeação – BAFTA de Melhor Atriz Estrangeira

1958 The Long, Hot Summer Clara Varner br: O Mercador de Almas

pt: Paixões Que Escaldam

Rally Round the Flag, Boys! Grace Oglethorpe Bannerman br: A Delícia de um Dilema

pt: A Morena Ardente

Nomeação – Laurel Award de Melhor Interpretação Feminina de Comédia

1959 The Sound and the Fury Quentin Compson / Narradora br: A Fúria do Destino

pt: O Grito da Fúria

1960 The Fugitive Kind Carol Cutrere br: Vidas em Fuga

pt: O Homem na Pele da Serpente

Prémio Zulueta de Melhor Atriz do Festival Internacional de Cinema de San Sebastián

From the Terrace Mary St. John br: Paixões Desenfreadas

pt: Do Alto do Terraço

1961 Paris Blues Lillian Corning br: Paris Vive à Noite

pt: Noites de Paris

1963 The Stripper Lila Green br: Venus à Venda

pt: Segue o Teu Destino

Nomeação – Laurel Award de Melhor Interpretação Dramática Feminina

A New Kind of Love Samantha "Sam" Blake / Mimi br: Amor Daquele Jeito

pt: Um Novo Tipo de Amor

Nomeação – Globo de Ouro de melhor atriz em comédia ou musical

1964 Signpost to Murder Molly Thomas br: Marcado para o Crime

pt: A Marca do Crime

1966 A Big Hand for the Little Lady Mary br: Jogada Decisiva

pt: Todos contra um

Nomeação – Laurel Award de Melhor Interpretação Dramática Feminina

A Fine Madness Rhoda Shillitoe br: Sublime Loucura

pt: O Malandro Encantador

1968 Rachel, Rachel Rachel Cameron br: Rachel, Rachel

pt: Raquel, Raquel

Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme Dramático

Nomeação – Óscar de Melhor Atriz

Nomeação – BAFTA de Melhor Atriz

Nomeação – Laurel Award de Melhor Interpretação Dramática Feminina

1969 Winning Elora Capua br: 500 Milhas

pt: A Grande Competição

1970 WUSA Geraldine br: A Sala dos Espelhos

pt: Muro da Separação

1971 They Might Be Giants Dr. Mildred Watson br: Esse Louco Me Fascina

pt: Encontro Marcado

1972 The Effect of Gamma Rays on Man-in-the-Moon Marigolds Beatrice Hunsdorfer br: O Preço da Solidão

pt: A Influência dos Raios Gama no Comportamento das Margaridas

Prémio de Interpretação Feminina (Festival de Cannes)

Nomeação – Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme Dramático

1973 Summer Wishes, Winter Dreams Rita Walden br: Lembranças...

pt: Desejos de Verão, Sonhos de Inverno

BAFTA de Melhor AtrizNomeação – Óscar de Melhor Atriz

Nomeação – Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme Dramático

1975 The Drowning Pool Iris Devereaux br: A Piscina Mortal

pt: Sangue Frio em Água Quente

1978 The End Jessica Lawson br: Se Não Me Mato, Morro!

pt: O Fim

1984 Harry & Son Lilly br: Meu Pai, Eterno Amigo

pt: O Confronto

1987 The Glass Menagerie Amanda Wingfield br/pt: Algemas de Cristal

Nomeação – Prémio Independent Spirit de Melhor Atriz

1990 Mr. and Mrs. Bridge India Bridge br: Cenas de uma Família

pt: Mr. e Mrs. Bridge

Nomeação – Óscar de Melhor Atriz

Nomeação – Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme Dramático

Nomeação – Prémio Independent Spirit de Melhor Atriz

1993 The Age of Innocence Narradora br: A Época da Inocência

pt: A Idade da Inocência Voz

Philadelphia Sarah Beckett br/pt: Filadélfia
1996 Even If a Hundred Ogres... Narradora Voz
2010 Change in the Wind Margaret Mitchell Voz
2012 Gayby Jenn's Mother Voz
2013 Lucky Them Doris Voz e produtora executiva

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1952 Tales of Tomorrow Pat Episódio: "The Bitter Storm"
1952–1953 Omnibus Ann Rutledge Episódio: "Mr. Lincoln"
1953–1954 The Philco Television Playhouse Emily Episódio: "The Dancers"
1954 The Ford Television Theatre June Ledbetter Episódio: "Segment"
The Elgin Hour Nancy Episódio: "High Man"
Lux Video Theatre Jenny Townsend Episódio: "Five Star Final"
1952–1954 Robert Montgomery Presents Elsie / Penny 2 episódios
1955 The Star and the Story Jill Andrews Episódio: "Dark Stranger"
The 20th Century Fox Hour Eleanor Apley Episódio: "The Late George Apley"
The United States Steel Hour Rocky Episódio: "White Gloves"
1954–1956 Four Star Playhouse Ann Benton / Terry Thomas / Victoria Lee "Vicki" Hallock 3 episódios
1954–1956 Studio One Christiana / Daisy / Lisa 3 episódios
1956 Alfred Hitchcock Presents Beth Paine Episódio: "Momentum"
GE True Ann Rutledge Episódio: "Prologue to Glory"
The Alcoa Hour Margaret Spencer Episódio: "The Girl in Chapter One"
Climax! Katherine Episódio: "Savage Portrait"
1958 Playhouse 90 Louise Darling Episódio: "The 80 Yard Run"
1971 All the Way Home Mary Follet Telefilme
1976 The Carol Burnett Show Midge Gibson Episódio: "The Family: Friend from the Past"
Sybil Dr. Cornelia B. Wilbur Minissérie

Nomeação – Emmy do Primetime de melhor atriz em minissérie ou telefilme

1977 Come Back, Little Sheba Lola Delaney Telefilme
1978 See How She Runs Betty Quinn Telefilme

Emmy do Primetime de melhor atriz em minissérie ou telefilme

A Christmas to Remember Mildred McCloud Telefilme
1979 The Streets of L.A. Carol Schramm Telefilme
1980 The Shadow Box Beverly Telefilme
1981 Crisis at Central High Elizabeth Huckaby Telefilme

Nomeação – Emmy do Primetime de melhor atriz em minissérie ou telefilme

Nomeação – Globo de Ouro de melhor atriz em minissérie ou telefilme

1982 Candida Candida Telefilme
1984 Passions Catherine Kennerly Telefilme
1985 Do You Remember Love Barbara Wyatt-Hollis Telefilme

Emmy do Primetime de melhor atriz em minissérie ou telefilme

Nomeação – Globo de Ouro de melhor atriz em minissérie ou telefilme

1993 Foreign Affairs Vinnie Miner Telefilme
Blind Spot Nell Harrington Telefilme

Nomeação – Emmy do Primetime de melhor atriz em minissérie ou telefilme

Também foi coprodutora

The Roots of Woe Margaret Sanger Voz, Telefilme
1994 Breathing Lessons Maggie Moran Telefilme

Globo de Ouro de melhor atriz em minissérie ou telefilme

Prémio Screen Actors Guild para Melhor Atriz numa minissérie ou telefilme

Nomeação – Emmy do Primetime de melhor atriz em minissérie ou telefilme

2003 Our Town N/A Telefilme, produtora executiva
2005 Empire Falls Francine Whiting Minissérie

Nomeação – Prêmio Emmy do Primetime: Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Filme

Nomeação – Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante em televisão

Nomeação – Prémio Screen Actors Guild para Melhor Atriz numa minissérie ou telefilme

2022 The Last Movie Stars Ela própria (imagens de arquivo) Documentário

Referências

  1. Oscars. «Joanne Woodward Wins Best Actress: 1958 Oscars». YouTube.com. Consultado em 13 de março de 2021 
  2. «Joanne Woodward movies: 20 greatest films ranked from worst to best» (em inglês). Gold Derby. 3 de fevereiro de 2020. Consultado em 13 de março de 2021 
  3. Television Academy. «Joanne Woodward» (em inglês). Consultado em 13 de março de 2021 
  4. G1 (27 de setembro de 2008). «Morre o ator Paul Newman». Globo.com. Consultado em 13 de março de 2021 
  5. «WADE WOODWARD». The New York Times (em inglês). 18 de dezembro de 1976. ISSN 0362-4331. Consultado em 25 de março de 2023 
  6. a b c d e f Episode #9.15, Inside the Actors Studio, 11 de maio de 2003, consultado em 25 de março de 2023 
  7. «Woodward, Joanne (1930—) | Encyclopedia.com». www.encyclopedia.com. Consultado em 25 de março de 2023 
  8. «Joanne Woodward». New Georgia Encyclopedia (em inglês). Consultado em 25 de março de 2023 
  9. «Video Asset | Joanne Woodward - Actor, Part 1 | Profile | Knowitall.org». www.knowitall.org. Consultado em 25 de março de 2023 
  10. «Sanford Meisner». The New York Times (em inglês). 25 de janeiro de 1998. ISSN 0362-4331. Consultado em 25 de março de 2023 
  11. «The Three Faces of Eve | Larsen On Film» (em inglês). 18 de fevereiro de 2013. Consultado em 12 de abril de 2023 
  12. The Newmans: 2 Lives in the Movies By MEL GUSSOW. New York Times 28 de abril de 1975: 33.
  13. a b «Joanne Woodward». Biography (em inglês). 27 de agosto de 2019. Consultado em 12 de abril de 2023 
  14. «"The Effect of Gamma Rays on Man-in-the-moon Marigolds": retrato de uma mulher radioativa». À pala de Walsh. 27 de março de 2023. Consultado em 12 de abril de 2023 
  15. «FilmAffinity». FilmAffinity (em inglês). Consultado em 12 de abril de 2023 
  16. TV: Joanne Woodward, 40, 'Sweet' and Running By JOHN J. O'CONNOR. New York Times 1 de fevereiro de 1978: C23.
  17. Rohter, Larry (18 de novembro de 1990). «FILM; Crossing the Bridges With the Newmans». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 12 de abril de 2023 
  18. Mr. & Mrs. Bridge (1990) - James Ivory | Synopsis, Characteristics, Moods, Themes and Related | AllMovie (em inglês), consultado em 12 de abril de 2023 
  19. Woodward Finds Her Forum THE ACTRESS SEES TV FILMS AS A `TEACHING TOOL' FOR TIMELY ISSUES: [Home Edition] Granville, Kari. Los Angeles Times May 2, 1993: 6.
  20. «Joanne Woodward theatre profile». www.abouttheartists.com. Consultado em 12 de abril de 2023 
  21. JOANNE WOODWARD HAD 'A MOVIE-STAR DREAM' Lawson, Carol. New York Times September 17, 1981: C.19.
  22. a b Carnevale, Alex. «A First Draft of Gore Vidal's Illustrated Memoir». Gawker (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2023 
  23. Twitter (4 de janeiro de 2013). «Gore Vidal says nice things about women in the new Vanity Fair». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2023 
  24. «Remembering Paul Newman - LOVE AND MARRIAGE - Tributes, Paul Newman, Actor Class : People.com». web.archive.org. 13 de abril de 2016. Consultado em 13 de abril de 2023 
  25. a b «The Truth Behind Paul Newman and Joanne Woodward's Enviable Marriage». Country Living (em inglês). 22 de agosto de 2017. Consultado em 13 de abril de 2023 
  26. «Paul Newman's Rolex — with a telling message from his wife — fetches record $17.8 million». Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286. Consultado em 13 de abril de 2023 
  27. a b Pukas, Anna (6 de novembro de 2015). «Paul Newman's daughter Clea: 'Dad was so much more than a movie star'». Express.co.uk (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2023 
  28. Nast, Condé (5 de março de 2018). «Oscars 2018: Why Allison Janney Thanked Joanne Woodward». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2023 
  29. «Joanne Woodward during Political Benefit for Eugene McCarthy at...». Getty Images (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2023 
  30. «National Security Agency Tracking of U.S. Citizens – "Questionable Practices" from 1960s & 1970s | National Security Archive». nsarchive.gwu.edu. Consultado em 13 de abril de 2023 
  31. «Who We Are | The Hole in the Wall Gang Camp». www.holeinthewallgang.org. Consultado em 13 de abril de 2023 
  32. «For Paul Newman, Joanne Woodward and Daughter Clea, Graduation—even the Lemonade—is All in the Family : People.com». web.archive.org. 16 de janeiro de 2013. Consultado em 13 de abril de 2023 
  33. «Woodward, Joanne (1930—) | Encyclopedia.com». www.encyclopedia.com. Consultado em 13 de abril de 2023 
  34. Twitter; Instagram; Email; Facebook (22 de julho de 2022). «Paul Newman and Joanne Woodward were movie stars for 50 years. A new doc explains how». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Joanne Woodward
Ícone de esboço Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.