Joaquim de Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Joaquim de Almeida
Nome completo Joaquim António Portugal Baptista de Almeida
Nascimento 15 de março de 1957 (59 anos)
Lisboa,  Portugal
Ocupação Ator
Cônjuge Andrea Nemetz
Anne Rogoshan
Maria Cecilia Gonçalves
Outros prêmios
Globo de Ouro (1998, 2002)
IMDb: (inglês)

Joaquim de Almeida, nome profissional e artístico de Joaquim António Portugal Baptista de Almeida CvIH (Lisboa, 15 de Março de 1957), é um ator luso-americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Após o 25 de abril de 1974, e por causa do encerramento da Escola de Teatro do Conservatório Nacional (atual Escola Superior de Teatro e Cinema), que frequentava há dois anos, Joaquim de Almeida deixou Portugal para continuar os seus estudos na Áustria. Para se sustentar o maestro António Victorino D'Almeida arranja-lhe emprego como jardineiro na Embaixada do Zaire em Viena. A circunstância tem uma história por detrás: a namorada do aspirante a ator, hoje uma pianista clássica, Andrea Nemetz, era a secretária do embaixador e a empregada da Embaixada viria a casar com o maestro Vitorino[1] . A estadia será passageira e Joaquim de Almeida, apesar de casar com Andrea Nemetz em 1976, acaba por deixar a Áustria rumo aos Estados Unidos da América, nesse mesmo ano.

Em 1977 é admitido no prestigiado Lee Strasberg Theatre and Film Institute, uma escola frequentada por atores como Robert De Niro, Al Pacino ou Angelina Jolie[2] [3] [4] .

Para pagar esses estudos trabalha num bar, do qual haveria de ser gerente, o La Gamelle. Na descrição do ator esse era um espaço frequentado por mafiosos de Nova Iorque, numa época anterior à gestão de Rudolph Giuliani, quando a máfia italiana ainda controlava a cidade. E afirma que esse foi uma espécie de ensaio antropológico que depois lhe serviu para desempenhar vários papéis de mau da fita.

De facto, depois de achar daria um bom ator de comédia, Joaquim de Almeida ficaria definitivamente com o rótulo de vilão após participar em filmes como Desperado, de Robert Rodriguez, ou Blade Runner, de Ridley Scott. Mas a sua carreira no cinema é anterior. Começa em The Soldier, rodado em 1982, a que se segue o primeiro papel importante, com o filme rodado em 1983, The Honorary Consul, no qual contracena com Michael Caine, Richard Gere e Bob Hoskins. Good Morning, Babylon, um filme dirigido pelos Irmãos Taviani e que abriu o Festival de Cannes de 1987, tem um grande impacto na sua carreira.

Fluente em seis línguas, continuou a sua carreira atuando em diversos países, como Portugal, Inglaterra, Espanha, França, Itália, Brasil, Argentina e Alemanha, trabalhando em vários filmes.[3] [4] No ano seguinte, apareceu em vários filmes conhecidos como Clear and Present Danger com Harrison Ford e Willem Dafoe, Only You com Marisa Tomei e Robert Downey Jr., Desperado com Antonio Banderas e Salma Hayek e Behind Enemy Lines com Owen Wilson e Gene Hackman. Também desempenhou o premiado papel do sexy Michael, num filme independente La Cucina (filme). Em 2008 fez de Presidente René Barrientos em Che - Guerrilha, de Steven Soderbergh, onde contracena com Benicio del Toro, que desempenha o papel de Che Guevara, e em 2011 participou em Velocidade Furiosa 5: Assalto no Rio (Velozes & Furiosos 5 - Operação Rio, no Brasil), no papel de Hernan Reyes.

Apesar de sua naturalização como norte-americano, a 28 de Outubro de 2005, Joaquim de Almeida manteve sempre uma presença regular no cinema português. Entre elas o filme de Maria de Medeiros Capitães de Abril, Um Tiro no Escuro, Os Imortais (ao lado de Emmanuelle Seigner), Call Girl (filme) e Contraluz, de 2010, um filme de Fernando Fragata, que foi o primeiro realizado por um português em Hollywood. Ganhou três Globos de Ouro (Portugal), de Melhor Ator em Tentação (filme), Adão e Eva e A Samba de Sherlock (filme).

Trabalhou também em televisão, tendo-se iniciado com um papel em Miami Vice, onde fez de Roberto 'Nico' Arroyo no 9º episódio - "Bought and paid for" ("Comprado a pronto", em Portugal) -, da 2ª temporada. Posteriormente participou sobretudo em 24, onde jogou Ramon Salazar, em Crusoe, onde representou Santos Santana e teve uma pequena aparição em CSI: Miami. Fez ainda de Gabriel Porchetto, no episódio "My Bloody Valentine" da série O Mentalista (12º episódio, da 4ª temporada) e de Antoine Lussier (chefe da inteligência francesa), no 2º episódio da série Missing, de 2012, onde estrela Ashley Judd.

Também é muito solicitado para locução, devido à sua voz inconfundível, fazendo de vilão Bane no desenho animado Batman, em 2004, no videojogo Saints Row e no filme The Chronicles of Riddick: Escape from Butcher Bay. Trabalhou em várias produções de William Shakespeare, tais como Blood Wedding (jogo). Participou, ainda, no thriller Christopher Roth, dirigido por Max Sender.[5]

Condecorações[editar | editar código-fonte]

A 10 de Junho de 1992 foi feito Cavaleiro da Ordem do Infante D. Henrique.

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • 2016 - Queen of the South
  • 2015 - Santa Bárbara: no papel de Marcelo Vidal (participação especial)[6]
  • 2013 - Gaiola Dourada: no papel de José Ribeiro (imigrante português em França)
  • 2013 - Once Upon A Time: onde faz o King Xavier
  • 2013 - Bones: onde faz o inspetor Raphael Valenza
  • 2012 - Revenge: onde faz Salvador Grobet
  • 2012 - Missing: onde faz Antoine Lussier
  • 2012 - O Mentalista: onde faz Gabriel Porchetto
  • 2009 - Crusoe: onde faz Santos Santana
  • 2005 - Wanted: onde faz Capitão da L. A. Base Swat-tipe
  • 2004 - 24 (3ª temporada): onde faz Ramon Salazar
  • 2003 - Kingpin (mini-série): onde faz traficante colombiano de cocaína
  • 1985 - Miami Vice: onde faz Roberto 'Nico' Arroyo

Fez também dublagem no filme "Kung Fu Panda" como Tai Long.

Cinema[editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

Filho de João Baptista de Almeida e de sua mulher Maria Sara Alves Portugal (Belmonte, Inguias, Carvalhal Formoso, 1921 - 22 de Março de 2007), ambos licenciados em Farmácia e Diretores Técnicos da J.A.B.A. Laboratórios, neto paterno de José António Baptista de Almeida (Lagos, 1887 - Lisboa, 1950), também farmacêutico, diplomado pela Escola de Farmácia de Lisboa em 1909 e Fundador dos Laboratórios J.A.B.A., e neto materno de António Simão Portugal e de sua mulher Cândida Alves Leitão. Tem sete irmãos e irmãs: Isabel Maria, Ana Maria, Maria Margarida, Maria Sara, Jorge André Baptista de Almeida, João e José António. Casou primeira vez na Áustria em 1976 com a pianista clássica húngara Andrea Nemetz, de quem se divorciou, sem geração.

Casou segunda vez em Nova Iorque, Condado de Nova Iorque, Nova Iorque, em 1979 com a bailarina americana Anne Rogoshan, de quem se divorciou, sem geração.

Casou terceira vez em 1992 com a designer portuguesa Maria Cecília Gonçalves, de quem se divorciou, e tem um filho:

  • Lourenço Gonçalves Baptista de Almeida (25 de Janeiro de 1993)

De Maria do Carmo Gaivão de Tavares Risques Pereira, prima em 3.º grau de Pedro Miguel de Santana Lopes e meia-sobrinha-5.ª-neta do 2.º Barão de Brissos, com quem viveu, tem uma filha:

  • Ana de Tavares Risques Baptista de Almeida (29 de Agosto de 2002)

Referências

  1. UpMagzine TAP Air Portugal
  2. «Acting Classes». Lee Strasberg Theatre and Film Institute (em inglês). Strasberg.com. Consultado em 29 de novembro de 2010. 
  3. a b «Biography for Joaquim de Almeida». Internet Movie Database (em inglês). Imdb.com. Consultado em 29 de novembro de 2010. 
  4. a b «Biografia - Joaquim de Almeida». Sapo.pt. 27 de outubro de 2009. Consultado em 29 de novembro de 2010. 
  5. «Cheeky New Poster for Christopher Roth». Dreadcentral.com. 
  6. «CONHEÇA AS PERSONAGENS DE «SANTA BÁRBARA»». Consultado em 11 de setembro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]