Joel Mendes Rennó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Joel Mendes Rennó
28º Presidente da Petrobras
Período 18 de novembro de 1992
até 8 de março de 1999
Presidente Itamar Franco (até 1 de janeiro de 1995)
Fernando Henrique Cardoso
Antecessor(a) Benedicto Fonseca Moreira
Sucessor(a) José Coutinho Barbosa
Dados pessoais
Nascimento
Belo Horizonte, MG
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Universidade Federal de Itajubá
Profissão engenheiro

Joel Mendes Rennó (Belo Horizonte, Minas Gerais) é um empresário e engenheiro brasileiro.

Picture

Graduou-se em engenharia pela Universidade Federal de Itajubá onde foi condecorado com a Medalha do Mérito Theodomiro Santiago [1]. Concluiu pós-graduação nos Estados Unidos e alcançou título de mestre em Tóquio, Japão.

Foi Secretário-Geral e Vice-Ministro de Minas e Energia no governo do presidente Ernesto Geisel.

Ocupou o cargo de CEO e presidente do conselho de administração da Petrobras durante os dois anos do governo Itamar Franco e durante os mandatos do governo Fernando Henrique Cardoso. Foi a segunda mais longeva gestão da Petrobras, ficando atrás apenas da de José Sérgio Gabrielli.

Foi CEO e presidente do conselho de administração da Companhia Vale do Rio Doce (Vale)[1], tendo sido o único Brasileiro a ocupar a presidência tanto da Vale quanto da Petrobras. Foi eleito presidente do conselho de administração da Brasil Ecodiesel[2] e ainda da Mineração Buritirama S.A.

Atualmente é consultor de negócios na cidade do Rio de Janeiro, onde assessora empresas e participa do conselho de diversas companhias.

É casado com Magali Monzo Rennó e possui dois filhos, Joel Mendes Rennó Jr. e Juliana Rennó. Seu filho mais velho, Joel Mendes Rennó Jr, foi durante 10 anos sócio da holding EBX, pertencente à Eike Batista, tendo participado ativamente do que foi chamado à época de Império X. Foi sócio da Bozano Investimentos, Hotel Urbano S.A. e um dos responsáveis pelo lançamento da plataforma digital OLX no Brasil. Apesar da vida discreta, no campo pessoal teve uma série de affairs noticiados pela imprensa. Casou-se em festa[3] [4]para cerca de 1.400 convidados com Larissa Nuzman, filha única de Carlos Arthur Nuzman, ex Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro e ex membro titular do Comitê Olímpico Internacional.

A trajetória profissional de Joel Mendes Rennó foi marcada, curiosamente, por uma série de atritos com a imprensa local (especialmente após a morte do jornalista Paulo Francis).

Polêmica[editar | editar código-fonte]

No início de 1997, ano em que Rennó era presidente da Petrobras, o jornalista Paulo Francis, no programa de TV do qual participava, Manhattan Connection, transmitido pelo canal GNT, propôs a privatização da Petrobras e acusou os diretores da estatal de possuírem cinquenta milhões de dólares em contas na Suíça.[5] Durante sua gestão, a empresa se envolveu em casos de suborno com empresas de Cingapura.[6]

Como consequência das acusações levantadas pelo jornalista e membros do programa, Rennó iniciou uma ofensiva jurídica nas cortes de Manhattan, Estado de Nova York[7][8], culminando com sentença favorável a seu pleito de difamação, calunia e perdas e danos.

Filantropia[editar | editar código-fonte]

Rennó e sua esposa, Magali Monzo Rennó, foram durante 7 anos Provedores da Irmandade Imperial do Outeiro da Glória[9] , entidade secular responsável por obras sociais e ainda pela manutenção do Outeiro da Gloria na Cidade do Rio de Janeiro.

Referências

  1. «MEDALHA DO MÉRITO THEODOMIRO SANTIAGO – FTS». Consultado em 12 de setembro de 2022 
  2. «Brasil Ecodiesel forma grupo para avaliar incorporação da Vanguarda». www.biodieselbr.com. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  3. «Larissa Nuzman e Joel Rennó se casam em cerimônia espetacular no Pier Mauá». Ze Ronaldo. 23 de agosto de 2015. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  4. «Casamento Larissa Nuzman + Joel Rennó | Casamento, Vestido de noiva renda, Vestido casamento civil». Pinterest. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  5. «Paulo Francis tinha razão...». Jornal O Tempo. Consultado em 3 de junho de 2016 
  6. «Estaleiro diz que subornou Petrobras no governo FHC». Correio do Estado 
  7. Peixoto, Luis Fernando (14 de novembro de 2014). «Caro Francis, você tinha que estar aqui pra ver isso». Brazil Journal. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  8. «Folha de S.Paulo - Elio Gaspari: Doutor Joel Rennó, o senhor ganhou - 05/02/97». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 12 de setembro de 2022 
  9. «Outeiro da Glória – Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro» (em inglês). Consultado em 12 de setembro de 2022 


Precedido por
Benedicto Fonseca Moreira
Presidente da Petrobras
19921999
Sucedido por
José Coutinho Barbosa


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.