Jogos Olímpicos de Verão de 2024

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jogos da XXXIII Olimpíada
Paris 2024
2024 Summer Olympics logo.svg
Dados
Países participantes 206 (estimado)
Slogan Jogos para todos
(em francês: Ouvrons grand les Jeux)
Sede Paris
País anfitrião  França
Atletas 10 500 (estimado)
(5 250 fem. e 5 250 masc.)
Eventos 329 em 32 esportes
Cerimônia de abertura 26 de julho
Cerimônia de encerramento 11 de agosto
Estádio principal Trocadéro
◄◄ Tóquio 2020 Olympic rings without rims.svg Los Angeles 2028 ►►

Jogos Olímpicos de 2024 (em francês: Les Jeux olympiques d'été de 2024) conhecidos oficialmente como os Jogos da XXXIII Olimpíada, comumente chamado Paris 2024, é um evento multiesportivo futuro a ser realizado no segundo semestre de 2024, na cidade de Paris (capital da França). Será a terceira vez em que a cidade será sede dos jogos (1900 e 1924). No total esta será a sexta edição dos Jogos Olímpicos realizados na França.O país ainda sediou os Jogos Olímpicos de Inverno de 1924 em Chamonix,os Jogos Olímpicos de Inverno de 1968 em Grenoble e mais recentemente os Jogos Olímpicos de Inverno de 1992 na Savóia.

Os Jogos de 2024, serão a primeira edição fora de um pais do Extremo Oriente em 6 anos e a primeira na União Europeia em 12 anos quando Londres sediou os Jogos Olímpicos de Verão de 2012, e seguindo os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 em Pyeongchang, Coreia do Sul, e posteriormente os Jogos Olímpicos de Verão de 2020, que serão realizados em Tóquio, capital do Japão e os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, que serão realizados em Pequim, capital da República Popular da China. Paris e Los Angeles foram as cidades candidatas.

Processo de candidatura[editar | editar código-fonte]

Cidades candidatas[editar | editar código-fonte]

As cidades candidatas foram anunciadas em setembro de 2015. Após um processo delicado com diversas possibilidades[1][2][3]

A cidade de Hamburgo, na Alemanha, tinha sido pré-aprovada como candidata à realização dos Jogos de 2024. Porém, em referendo, 51,6% dos eleitores da cidade votaram contra a candidatura. Com este resultado, a cidade acabou desistindo do processo.[4] A cidade de Roma se candidatou também para ser a cidade-sede dos Jogos de 2024, mas retirou sua candidatura através de uma decisão da prefeita de Roma, Virginia Raggi, de abandonar a disputa,sob a justificativa de de que a cidade não estava em um bom momento econômico e lembrando também que a cidade ainda arca com os custos dos Jogos de Verão de 1960. Em contrapartida,o CONI (Comitê Olímpico da Itália) tentou argumentar, dizendo que os jogos seriam bancados inteiramente por ele, por patrocinadores e pela Itália, mas a decisão da prefeita foi formalizada pelo Conselho Municipal de Roma, que vetou a candidatura de Roma por 30 votos a 12. No dia 11 de outubro de 2014 a decisão foi anunciada pelo CONI por meio de uma carta enviada ao Comitê Olímpico Internacional em que era anunciada a retirada da candidatura da cidade.

Outra capital europeia, Budapeste, chegou até ao último estágio da eleição de cidade-sede, mas acabou também desistindo. A decisão foi consequência de que um grupo de opositores à candidatura da cidade ter recolhido mais de 200.000 assinaturas a favor da realização de um referendo sobre a candidatura da cidade. Em uma reunião, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, o prefeito de Budapeste, István Tarlos, e o Comitê Olímpico Húngaro decidiram sobre abandonar os planos da candidatura em fevereiro de 2017.

As cidades de Toronto (no Canadá) e a capital azeri Baku também retiraram suas propostas nos últimos dias do prazo para a formalização das candidaturas, que terminou em 15 de setembro de 2015.[1]

Cronograma[editar | editar código-fonte]

O Comitê Olímpico Internacional (COI) definiu que as datas do processo de escolha da Cidade-Sede das Olimpíadas de 2024 e 2028 teriam o seguinte cronograma:

  • 15 de janeiro de 2015 — Começa a Fase de Convites
  • 15 de setembro de 2015 — Anúncio das cidades candidatas
  • 23 até 25 de setembro de 2015 — Primeiro encontro do Processo de Candidatura
  • 16 de outubro de 2015 — Pagamento da primeira parcela da Candidatura (US$ 50,000)
  • 16 de novembro de 2015 — Workshops individuais de cada candidatura na sede do COI em Lausanne
  • 17 de fevereiro de 2015 — Prazo para a entrega da primeira parte do livro de candidatura
  • 06/2016 — COI confirma as cidades que passam para a próxima fase
  • 06/2016 — Workshop individual de cada cidade e avaliação da primeira parte do livro de candidatura
  • 06/2016 — Pagamento da segunda parcela da candidatura (US$ 50,000)
  • 7 de outubro de 2016 — Prazo para a entrega da segunda parte do livro de candidatura: Governança, Legisla;'ao e Novas Instalações Olímpicas
  • 6 de dezembro de 2016 — COI confirma as cidades que passam para a próxima fase
  • 01/2017 — Pagamento da última Parcela da candidatura (US$ 150,000)
  • 3 de fevereiro de 2017 — Entrega da última parte do livro de candidatura: Entrega dos Jogos, Experiência e Legados Olímpicos
  • Fevereiro até Junho de 2017 — Avaliação do COI e visita a cada uma das cidades candidatas
  • 07/2017 — Publicação do relatório do COI sobre a candidatura de cada cidade. As cidades tinham o direito de resposta.
  • 11 de julho de 2017 — O COI anunciou que as duas cidades finalistas iriam sediar respectivamente as edições de 2024 e 2028,sendo que a ordem ainda seria estabelecida.
  • 13 de setembro de 2017 — Aconteceu a 130ª Sessao do COI em Lima (Peru). Nesta sessão, aconteceu a ratificação de que Paris iria sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 2024 e que Los Angeles nos Estados Unidos sediaria os Jogos Olimpicos de Verão de 2028.

Candidatura de Paris[editar | editar código-fonte]

A capital francesa foi a primeira cidade a anunciar que estava interessada em receber os Jogos Olímpicos de Verão de 2024, e anunciou a sua intenção em 23 de junho de 2015, a data em que é celebrado o Dia Olímpico. O ex-ministro francês, Jean-Francois Lamour, percebeu que 2024 seria um ano chave para encaixar com o centenário da última vez em que os Jogos foram realizados na cidade e também o centenário dos Jogos Olímpicos de Inverno franceses gostariam muito disso. O tricampeão olímpico de canoagem slalom Tony Estanguet que é um dos presidentes do Comitê Organizador disse em uma entrevista ao canal RTL que a cidade iria vencer de qualquer jeito.[5] A cidade deve investir por volta de 35 milhões de euros na construção de novos locais de competição.[6][7][8]

Em 8 de Novembro de 2014, a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, percebeu que os Jogos de 2024 seriam muito caros para a cidade, alegando que, "Nós não estamos em uma boa situação financeira e orçamental para garantir esta candidatura." e que a estava sendo avaliada uma potencial candidatura para os Jogos Olímpicos de Verão de 2028.[9]

Entretanto, cinco meses depois em Março de 2015, Hidalgo autorizou à candidatura. No dia 14 de abril do mesmo ano, os conselheiros da cidade de Paris aceitaram a proposta e a cidade assim se tornou a primeira cidade postulante aos Jogos de 2024.[10] Desde então, Hidalgo se posicionou como uma das principais apoiadoras da candidatura. Ela e o então presidente da França, François Hollande, fizeram parte da comitiva da cidade durante os Jogos Olímpicos de Verão de 2016 no Rio de Janeiro .[11]

Em 26 de junho de 2015,a Federação Francesa de Vela anunciou que iria realizar um processo de seleção para a sede do esporte.[12] Seis cidades?Le Havre (Seine-Maritime), La Rochelle, Brest, Hyères, Marselha,Bouches-du-Rhône e Quiberon manifestaram o seu interesse.[13] Em 7 de setembro de 2015, foi anunciado que Marselha foi escolhida com a subsede da vela.[14]

Em 9 de fevereiro de 2016, Paris revelou o logotipo de sua candidatura por meio de uma projeção no Arco do Triunfo, exatamente às 20:24, sendo o logotipo uma versão multicolorida da Torre Eifel com as inscrições Paris 2024, Cidade Candidata aos Jogos Olímpicos de Verão de 2024, e ao mesmo tempo ele foi revelado também na prefeitura de Marselha .[15]

Em 12 de novembro de 2016, Anne Hidalgo e o judoca multimedalhista Teddy Riner lideraram a delegação da cidade para uma apresentação de Paris para os membros de Comitê Olímpico Internacional e líderes desportivos durante a Feira SportAccord em Doha, Qatar.[16]

Em janeiro de 2017, o Comitê de Paris propôs reduzir as suas emissões de carbono em mais de metade em comparação com Londres e ao Rio de Janeiro e assim realizar os "Jogos mais sustentáveis da história "..[17] Para a apresentação da terceira e última parte do seu projeto, a Torre Eiffel foi adornada com as cores olímpicas em 3 de fevereiro de 2017. Essa iluminação especial foi feita para anunciar o slogan da candidatura da cidade: "Feita para compartilhar".[18]

Em fevereiro de 2017, lideradas por Denis Coderre, prefeito de Montreal, mais de 50 cidades anunciaram seu apoio à candidatura de Paris 2024, incluindo sedes anteriores como Sydney, Atenas, Cidade do México, Barcelona e Tóquio.[19]

No final de fevereiro, a prefeita Hidalgo foi a Tóquio para conhecer a governadora da regiao metropolitana, Yuriko Koike com base a um intercambio entre os stakeholders das duas cidades .[20]

Paris sediou anteriormente Jogos Olímpicos de Verão de 1900 e os Jogos Olímpicos de Verão de 1924. A cidade é segunda na história a receber os Jogos Olímpicos de Verão oficialmente três vezes (a primeira foi Londres em 1908, 1948 e 2012). O ano de 2024 também marca o centenário da última vez que a cidade tinha sediado os Jogos, e também o primeiro centenário dos Jogos Olímpicos de Inverno que foram disputados em Chamonix. Além disso, será a sexta vez que os Jogos serão disputados na França, sendo a terceira de verão. Os Jogos Olímpicos serão disputados de 26 de julho a 11 de agosto de 2024 e os Jogos Paralímpicos de 4 a 15 de setembro do mesmo ano.

Os jogos[editar | editar código-fonte]

Locais de competição[editar | editar código-fonte]

A maioria dos locais de competição estão ao redor na cidade de Paris e na sua Região Metropolitana e incluem as comunas de Saint-Denis, Le Bourget, Colombes que foi o epicentro dos Jogos Olímpicos de Verão de 1924, Vaires-sur-Marne, Versailles e além de Marselha (que será a subsede dos torneios de futebol e de vela), Lyon, Toulouse, Lille,Bordeaux e Nantes. Além disso, 9 locais serão temporários e apenas 3 serão construídos para o evento.

Em 24 de julho de 2021, o presidente Emmanuel Macron anunciou que as cerimônias deverão acontecer as margens do Rio Sena, com o objetivo de dar uma força visual, uma emoção e um ritmo muito diferente que nas edições anteriores. As questões técnicas estão sendo estudadas pelo comitê organizador, se tornando a terceira edição da história dos Jogos Olímpicos de Verão (e a primeira na versão adulta) a não ter a cerimônia inaugural no maior estádio do país, a exemplo dos Jogos Olímpicos de Verão da Juventude de 2018, quando a inauguração aconteceu no Obelisco de Buenos Aires e dos Jogos Olímpicos de Verão da Juventude de 2010, quando a inauguração aconteceu na Plataforma Flutuante da Marina Bay.[21]

Em 13 de dezembro de 2021, foi anunciado que a cerimônia de abertura contará com atletas sendo transportados de barco de Pont d'Austerlitz para Pont d'Iéna ao longo do rio Sena. A rota de 6 km (3,7 milhas) passará por pontos de referência como o Louvre, Notre-Dame de Paris e Place de la Concorde, e contará com apresentações culturais. O protocolo oficial acontecerá em um "mini-estádio" de 30.000 lugares no Trocadéro. Os organizadores afirmaram que a cerimônia seria a "cerimônia de abertura mais espetacular e acessível da história olímpica", com Estanguet afirmando que seria gratuito e estimando que poderia atrair até 600.000 espectadores. O Trocadéro também sediará as cerimônias de encerramento.[22][23]

Programa esportivo[editar | editar código-fonte]

Em 2007, o COI definiu o conceito das Olimpíadas incluindo 28 esportes: 25 esportes permanentes, com 3 esportes adicionais para cada Edição. Em 8 de setembro de 2013,o COI anunciou o retorno do wrestling como uma modalidade obrigatória no programa dos Jogos Olímpicos de Verao de 2024 e de 2028.[24] A United World Wrestling, reformulou as categorias de peso masculina, tanto para a luta livre como luta greco-romana, reduzindo para 6 o número de categorias, possibilitando a adição de mais categorias para as mulheres. Contudo, em agosto de 2016, o COI adicionou cinco esportes no programa de Tóquio 2020, com planos de avaliar separadamente os 28 esportes existentes. Não há indicações de como isso poderia afetar a quantidade de esportes em 2024.

Os organizadores dos jogos também estavam em discussões com o COI e várias organizações profissionais dos eSports para introduzir os esportes eletrônicos nos jogos, com possibilidade de medalhas olímpicas para os vencedores. Estanguet, afirmou que com a introducao dos esportes eletrônicos as Olimpíadas se tornariam mais relevantes para as gerações mais jovens: "Sim,a juventude, eles são interessados em esportes e nesse tipo de evento. Vamos de encontro a eles. Vamos tentar encontrar algumas pontes."[25] O anúncio da decisão final se os eSports estarão nos Jogos de 2024, será feito em 2020.[26]

Em 21 de fevereiro de 2019, o Comitê Organizador de Paris 2024 anunciou que havia escolhido o breakdancing como um de seus esportes opcionais junto do surfe, escalada desportiva e o skateboarding.Estes também serão esportes opcionais em Tóquio 2020.[27][28][29] Em Junho, breakdance foi aprovado.[30] Na 134ª Sessao do COI na nova sede da entidade em Lausane, Suíça,todos os membros da entidade aprovaram a adição destes esportes ao programa,a ratificação deverá ser feita em dezembro de 2020,durante a reunião do Quadro Executivo.[28][29] Em 7 de dezembro de 2020, o COI homologou breakdance surfe,skate e escalada esportiva e retirou Caratê, Softbol e Beisebol do programa olímpico.[31]

O programa dos Jogos Olímpicos de Verão de 2024 contará com 319 eventos em 28 esportes,embora seja provável que isso mude dependendo da aprovação do COI de eventos adicionais no programa.

Até o momento os seguintes esportes farão parte do programa dos Jogos Olímpicos de Verão de 2024.[32]

Calendário[editar | editar código-fonte]

O calendário contendo as competições foi divulgado para o público no dia 25 de julho de 2022. Conforme a tradição, o futebol irá abrir os jogos olímpicos a menos de dois dias da cerimônia de abertura, além do rugby sevens e do tiro com arco.[33]


Identidade visual[editar | editar código-fonte]

O emblema dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão de 2024 foi revelado em 21 de outubro de 2019 no Grand Rex. É uma representação de Marianne, a personificação nacional da França, com uma chama formada no espaço negativo por seus cabelos. O emblema também se assemelha a uma medalha de ouro, o mapa da cidade e os locais de competição,também lembra que a cidade foi a primeira na história em que mulheres puderam competir nos Jogos em 1900 .O presidente do PAOCOG, Tony Estanguet explicou que o simbolismo do emblema era para refletir os conceitos principais de "o poder e a magia dos Jogos",o esporte e ser "para as pessoas". Pela primeira vez, os Jogos Paralímpicos compartilharão o mesmo logotipo das Olimpíadas correspondentes sem diferença nas cores e no design. Esta decisão foi tomada para lembrar os três conceitos da Revolução Francesa (igualdade, liberdade e fraternidade), refletindo uma "ambição" compartilhada entre os dois eventos. Estanguet, também considerou que esta decisão foi tomada para que os dois eventos tenham um logotipo e aparência unificados, esta sob o embasamento de que "em termos de legado, acreditamos que neste país precisamos fortalecer o lugar do esporte na vida cotidiana das pessoas, e seja qual for a idade, independentemente da deficiência ou não, você tem um lugar e um papel a desempenhar no sucesso de Paris 2024 ".[34]

Mascote[editar | editar código-fonte]

Foi revelado em 14 de novembro de 2022, ás 11h30min do horário de Paris. As Phryges (pronuncia-se fri-jehs) são pequenos barretes (gorros) frígios, que representam um forte símbolo de liberdade, inclusão e a habilidade das pessoas de apoiarem causas grandes e significativas. Elas são bordadas nas cores vermelha, branca e azul, com o logo de Paris 2024 estampado na frente. Elas também têm um olho expressivo e desafiador feitos de uma ‘coroa da França’, um nó de laços que é o ornamento nacional francês. São uma referência comum para os franceses, inclusive no mundo da arte (como metáfora de liberdade) e como símbolo da República nas instituições francesas. Os barretes frígios podem ser vistos no topo da icônica figura Marianne em todos os prédios do governo e em moedas e selos franceses. Elas também são um símbolo internacional de liberdade usadas pelos escravos libertos dos tempos romanos e aparecendo em diferentes emblemas nas Américas. Também conhecido como gorro da liberdade, o barrete frígio se tornou um dos símbolos da República Francesa.[35][36]

Direitos de transmissão[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Observador (16 de setembro de 2015). «Jogos Olímpicos de 2024: as cidades candidatas são…». Consultado em 16 de setembro de 2015 
  2. Terra.com.br. «COI confirma 5 cidades como concorrentes pelos Jogos de 2024». 16 de setembro de 2015. Consultado em 16 de setembro de 2015 
  3. Observador (Portugal) (16 de maio de 2017). «Comité Olímpico Internacional diz que as duas candidaturas aos Jogos Olímpicos 2024 são "bastante fortes"». 16-5-2017. Consultado em 16 de maio de 2017 
  4. «Hamburgo vota "não" e rejeita candidatura à sede dos Jogos Olímpicos de 2024». Terra.com. 29 de novembro de 2015. Consultado em 18 de julho de 2016 
  5. «VIDÉO - JO 2024 : "La candidature de Paris est lancée, je veux gagner", dit Tony Estanguet». RTL.fr (em francês). Consultado em 18 de março de 2017 
  6. "Qui sera élue capitale européenne de la culture ?", Le Figaro. (em francês)
  7. «Voeux du CNOSF – Pas de candidature française aux JO avant 2024» 
  8. "Laporte promet 35 millions d'Euros en attendant les Jo 2024" (em francês)
  9. «Paris to decide on olympic bid in January». The Local/AFP. Cópia arquivada em 4 de março de 2016 
  10. (em francês) «JO 2024 – Le Conseil de Paris approuve la candidature de la ville pour les JO 2024». Lequipe.fr. 23 de junho de 2015. Consultado em 11 de setembro de 2015 
  11. «Senior Paris 2024 delegation to attend Rio 2016». Paris2024 (em inglês). Consultado em 18 de março de 2017 
  12. «JO 2024 : Paris à la recherche d'un site pour la voile». Sport & Société. 22 de junho de 2015. Consultado em 20 de julho de 2015 
  13. «JO 2024. Le Morbihan candidat pour les épreuves de voile». Ouest France. 12 de maio de 2015. Consultado em 20 de julho de 2015 
  14. «Paris fait le choix de Marseille pour les compétitions de voile». Sport & Société. 7 de setembro de 2015. Consultado em 15 de setembro de 2015 
  15. «Paris unveils 2024 Olympics logo on the Arc de Triomphe» (em inglês). 10 de fevereiro de 2016. Consultado em 18 de março de 2017 
  16. Agency, Qatar News. «ANOC 2016: Olympics 2024 Bidding Cities Present Proposals». www.qna.org.qa (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2017 [ligação inativa] 
  17. «Paris 2024 bid pledges 'most sustainable Olympics ever'». South China Morning Post (em inglês). Consultado em 18 de março de 2017 
  18. Livinec. «The Eiffel Tower in the colors of Paris 2024». www.toureiffel.paris (em inglês). Consultado em 18 de março de 2017 
  19. «More than 50 cities from all over the world support the Paris 2024 bid» (em francês). Consultado em 18 de março de 2017 
  20. «JO 2024 : Anne Hidalgo de nouveau au Japon pour s'inspirer du projet Tokyo 2020 - JO 2024 - Jeux Olympiques». Sport24 (em fr_FR). 24 de fevereiro de 2017. Consultado em 18 de março de 2017 
  21. «Cerimônia de abertura dos Jogos de Paris-2024 será no rio Sena». www.uol.com.br. Consultado em 25 de julho de 2021 
  22. «Paris 2024 Olympic organisers reveal audacious plans for opening ceremony». the Guardian (em inglês). 13 de dezembro de 2021. Consultado em 27 de julho de 2022 
  23. «Paris to hold 'most accessible' opening ceremony of 2024 Olympics on River Seine». France 24 (em inglês). 13 de dezembro de 2021. Consultado em 27 de julho de 2022 
  24. «Wrestling added to Olympic programme for 2020 and 2024 Games». International Olympic Committee (em inglês). 21 de julho de 2016 
  25. «Paris to consider esports joining 2024 Olympics». ESPN.com 
  26. «Video Games May Be a Part of the 2024 Olympics». Fortune (em inglês) 
  27. «Olympic Games: Paris organisers propose breakdancing to IOC as a new sport for 2024». BBC.com. 21 de fevereiro de 2019 
  28. a b «Olympic Games: Breakdancing takes step closer to Paris 2024 inclusion». BBC.com. 25 de junho de 2019 
  29. a b Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome itg20180719
  30. «Breakdancing is becoming an Olympic sport, for real». SBNation. 26 de junho de 2019 
  31. «COI define programa de Paris 2024 com igualdade de gêneros em participação e confirma breaking». ge. Consultado em 7 de dezembro de 2020 
  32. Olímpiada Todo Dia. «COI define programa olímpico de Paris-2024». Consultado em 3 de agosto de 2021 
  33. «PDF - Paris 2024 - Olympic Sport Events Schedule.pdf». press.paris2024.org (em inglês). Consultado em 28 de julho de 2022 
  34. «Paris 2024 unveil new shared Olympic and Paralympic Games emblem». insidethegames.biz. 21 de outubro de 2019. Consultado em 22 de outubro de 2019 
  35. «Revelados os mascotes das Olimpíadas de Paris 2024: os Frígios Olímpico e Paralímpico». Surto Olímpico. Consultado em 23 de novembro de 2022 
  36. «Comitê apresenta mascotes dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Paris 2024». MKT Esportivo. 16 de novembro de 2022. Consultado em 23 de novembro de 2022 
  37. «Wednesday's Daily Deal Round-Up: Olympics, soccer and more» (em inglês) 
  38. «Report: ARD and ZDF secure long-term Olympic deal» (em inglês) 
  39. «IOC reaches agreement for broadcast rights in Brazil with Grupo Globo through to 2032 - Olympic News». International Olympic Committee (em inglês). 24 de janeiro de 2017 
  40. «TSN, RDS to broadcast 2022 and 2024 Olympics - Article - TSN». TSN. 21 de outubro de 2015 
  41. «IOC awards 2018-2024 broadcast rights in China - Olympic News». International Olympic Committee (em inglês). 21 de julho de 2016 
  42. «Hungarian Public Television Agrees Deal To Broadcast Summer And Winter Olympics Until 2024 - Hungary Today». Hungary Today (em inglês) 
  43. «IOC awards 2018-2024 broadcast rights in Asia». International Olympic Committee (em inglês). 20 de agosto de 2016 
  44. «IOC awards all TV and multiplatform broadcast rights in Europe to Discovery and Eurosport for 2018-2024 Olympic Games». International Olympic Committee (em inglês). 21 de julho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Tóquio 2020
Jogos Olímpicos
de Paris

XXXIII Olimpíada (2024)
Sucedido por
Los Angeles 2028