Jogos Sul-Americanos de 2002

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
VII Jogos Sul-Americanos
Brasil 2002
Dados
Países participantes 14
País anfitrião  Brasil
Atletas 2 069
Eventos 24 esportes
Cerimônia de abertura 1 de agosto
28 de novembro
Cerimônia de encerramento 11 de agosto
1 de dezembro
Abertura oficial César Maia (Rio de Janeiro),Marta Suplicy (São Paulo),Almir Gabriel (Belém) e Cássio Taniguchi (Curitiba)
Tocha César Maia (Rio de Janeiro),José Ronaldo Nascimento de Souza (São Paulo), Dayse Silva(Belém) e Camila Comin (Curitiba)
◄◄ Cuenca 1998 Equador {{{evento}}} Argentina Buenos Aires 2006 ►►

Os Jogos Sul-Americanos de 2002 (em espanhol: Juegos Sudamericanos, em inglês: South American Games), decorridos entre 1 e 11 de agosto, foram realizados em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belém, no Brasil. Foi a primeira competição multiesportiva disputada no país desde os Jogos Pan-Americanos de São Paulo e a Universíade de Porto Alegre, ambos em 1963.

Esta edição reuniu quatorze nações, em um total de 2 069 atletas, que competiram em 24 esportes.

Aproveitando-se do fato de competir em casa, o Brasil terminou na liderança do quadro de medalhas pela primeira vez na história com 148 medalhas de ouro.

Os Jogos Sul-Americanos serviriam para testar a capacidade do país em realizar grandes eventos multiesportivos, especialmente os Jogos Pan-Americanos de 2007, no qual a cidade do Rio de Janeiro, na época, era candidata.[1]

Processo de escolha[editar | editar código-fonte]

A decisão de que o Brasil seria sede pela primeira vez dos Jogos Sul-Americanos foi tomada no dia 18 de abril de 2002, na reunião da Organização Desportiva Sul-Americana (ODESUR), em Assunção, no Paraguai. A candidatura do Brasil venceu o Chile por 11 votos a 3. Outros candidatos eram o Peru que havia retirado sua candidatura no dia anterior a eleição e o Suriname.[2] Inicialmente os Jogos deveriam ser disputados no perí­odo de 3 a 12 de maio em Córdoba, na Argentina. Por causa da crise econômica do país, a prefeitura da cidade acabou desistindo. Posteriormente, foi decidido que seriam realizados em Bogotá (6 a 16 de julho), mas devido à ameaça de alguns países boicotarem os jogos por falta de segurança,a Colômbia foi descartada e outra sede foi votada. Como forma de protesto, o governo colombiano decidiu boicotar essa edição.[2]

Tocha Sul-Americana[editar | editar código-fonte]

A Tocha do Fogo Sul-Americano chegou ao Brasil em 23 de junho de 2002, sendo recebida em uma cerimônia no Parque do Ibirapuera, em São Paulo.O fogo que veio de Tihuanaco, na Bolívia, foi carregada pelo tetra campeão paralímpico Antônio Tenório da Silva, do judô. Do Aeroporto de Congonhas, o Fogo Sul-Americano seguiu viagem para todas as outras sedes no mesmo dia. Ele foi levado pela ex-nadadora Patrícia Amorim para o Rio de Janeiro,aonde foi se acessa a pira no Aterro do Flamengo.

A ginasta Camila Comin foi responsável por levar o Fogo até o Jardim Botânico, em Curitiba. Em Belém, a recepção contou com a apresentação de danças da região. A campeã brasileira de boliche, Dayse Silva, carregou o Fogo até o Estádio Olímpico do Pará.

Países participantes[editar | editar código-fonte]

Ao todo, nesta edição, quatorze países participaram:

Esportes[editar | editar código-fonte]

Foram disputados 24 esportes nesta edição dos Jogos:

Sedes[editar | editar código-fonte]

Trecho da Rodovia Curitiba-Paranaguá (BR-277) onde ocorreram as provas de ciclismo de estrada.
O Sambódromo do Anhembi, na cidade de São Paulo, sediou provas de patinação.
O Ginásio Algodão no Complexo Esportivo Miécimo da Silva, na cidade do Rio de Janeiro, sediou os jogos de futsal.

Para escolher os locais em que os Jogos Sul-Americanos seriam realizados, o Comitê Olímpico Brasileiro, considerou a estrutura já existente para a realização das provas. Após refletir e estudar as melhores opções,foi proposta a descentralização dos jogos e se optou pela escolha de que quatro cidades dividissem os jogos, em vez de centralizar tudo em uma única cidade. Essa decisão foi fruto do pequeno tempo que o COB teria para organizar as competições.

Belém[editar | editar código-fonte]

Paraná[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Quadro de medalhas[editar | editar código-fonte]

 Ordem  País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Brasil 148 95 90 333
2  Venezuela 97 70 64 231
3  Argentina 76 89 80 245
4  Chile 24 41 46 111
5  Equador 23 32 37 92
6  Peru 6 28 30 64
7  Antilhas Holandesas 3 2 7 12
8  Uruguai 2 8 21 31
9  Panamá 1 5 6 12
10  Paraguai   1 8 9
11  Guiana   1 7 8
12  Aruba   1 2 3
13  Bolívia     9 9
TOTAL 380 373 407 1 160

Referências

  1. http://www.boliche.com.br/sul2002_apres.htm
  2. a b Estadão. «Brasil vai sediar Jogos Sul-americanos». Consultado em 12 de dezembro de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]