Johan Dalgas Frisch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde junho de 2017) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Johan Dalgas Frisch (São Paulo, 1930) é um engenheiro e ornitólogo brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Johan é filho dos imigrantes dinamarqueses Svend Frisch e Ellen Margareth Dalgas Frisch, que se mudaram para o Brasil em 1927. Johan foi registrado no Consulado da Dinamarca assim que nasceu. Seu bisavô, Enrico Mylius Dalgas, ganhou fama na Dinamarca por transformar a região desértica da Jutlândia em uma imensa área florestada. Seu pai, Svend Frisch, desenhou a maioria das espécies de aves brasileiras.

Em 1950, ingressou no curso de engenharia industrial da Universidade Presbiteriana Mackenzie, formando-se em 1955. Seu primeiro emprego foi na fábrica de Linhas Corrente. Em 1958, ele viajou para a Escócia, onde fez estágio na sede da empresa e aproveitou a oportunidade para conhecer ornitólogos europeus e coletâneas de cantos de aves gravadas na Europa.

Ornitologia[editar | editar código-fonte]

Ao retornar ao Brasil, Johan projetou uma megafone de papelão para gravar o canto das aves. Seu projeto inicial foi aperfeiçoado e Johan então criou uma parabólica para a mesma função. Em uma viagem ao Pantanal realizou diversas gravações de cantos de aves.

Em 1962 Johan gravou seu primeiro disco, Canto das Aves do Brasil, em LP de vinil, lançado simultaneamente no Brasil, em Londres e Nova Iorque. Este disco permaneceu dezoito semanas consecutivas em primeiro lugar na lista dos mais vendidos do Brasil.[1] No ano seguinte, lançou seu segundo álbum, intitulado Vozes da Amazônia, o qual contém o canto do uirapuru.

Em 1964, lançou o livro "Aves Brasileiras", em co-autoria com seu pai Svend.[2] Iniciou então sua luta para a criação do Parque do Tumucumaque (criado pelo decreto do então presidente Costa e Silva, em 1968, ampliado e transformado em Parque Nacional das Montanhas do Tumucumaque, em 2002[3]), na Amazônia brasileira. Neste mesmo ano, nasceu seu filho Christian Dalgas Frisch.

Em 1976 projetou e construiu a estação de tratamento de esgoto do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Cinco anos depois lançou a segunda edição do livro "Aves Brasileiras". Em 1992 recebeu o título de Cidadão Honorário do Texas, por ter salvado e repatriado um falcão-peregrino. ' Em 1974, lançou o compacto simples "Sinfonia do Natal" com as músicas Noite Feliz e Jingle Bells tocadas entre sons de aves.

Em 1994, lançou com seu filho Christian o livro "Jardim dos Beija-flores". Em 2001, lançou o livro "Os 12 Cantos do Brasil". Seu quarto livro foi lançado em 2002, intitulado "Cantos Harmoniosos da América".

Em 2005 foi lançada a terceira edição de "Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem". Muitos desenhos do livro foram feitos pelo pai de Johan, sendo os demais feitos por Tomas Sigrist.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]