Johannes Fust

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Johannes Fust

Johannes Fust (Mogúncia, c. 1410Paris, 30 de outubro de 1466) foi um ourives e banqueiro alemão.[1]

Foi o primeiro colaborador de Gutenberg, tendo lhe emprestado dinheiro em 1450, impondo porém juros de 6% sobre o empréstimo, além de outras condições.[1]

Fust, entendendo a importância da impressão com cacteres móveis, favoreceu a entrada na sociedade a Peter Schoffer, copista e gravador que prestava a sua obra na Faculdade de Paris.[1]

Schoffer foi um jovem inteligente e rico de requisitos sugeriu a Jahannes Fust, para continuar a obra de Gutenberg, continuando os dois a impressão da Bíblia de 42 linhas o que realmente aconteceu mais tarde.[1]

Acabada a grande obra, Fust foi a Paris para vender seus livros, porém os boatos difundidos pelos copistas, com medo de concorrência, quase o levaram à morte na pira.[1]

Protagonista em obras de varios escritores, Joahannes Fust foi acusado nesses livros de ter vendido a alma ao diabo em troca de todo o poder e sabedoria do mundo.[1]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b c d e f Este artigo incorpora texto da Encyclopædia Britannica (11ª edição), publicação em domínio público.