John Atherton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Panfleto de autor anônimo (1641) — "O vergonhoso fim de John Atherton".

John Atherton (Somerset, Inglaterra, 1598Dublin, 5 de dezembro de 1640) foi um bispo anglicano da Igreja da Irlanda. Atherton foi condenado à forca, juntamente com o seu amante, sob a acusação de sodomia.

Dada a escassez de registros do seu julgamento[1] , a inocência de Atherton remanesce como objeto de estudo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Atherton nasceu em Somerset, Inglaterra. Estudou na Universidade de Oxford e juntou-se aos clérigos anglicanos. Recebeu o título de bispo de Waterford e Lismore no ano de de 1636, por recomendação de Thomas Wentworth, Conde de Strafford e Lorde-Tenente da Irlanda. Seis anos depois, Atherton foi condenado à forca pela prática de sodomia com John Childe, cobrador do dízimo.

Conspiração[editar | editar código-fonte]

Em 1710 surgiram rumores de que ele fora vítima uma conspiração. Enquanto bispo, Atherton reuniu um grande número de inimigos - católicos e protestantes - graças à sua campanha para recuperar as terras da Igreja[1] [2] .

À época de seu julgamento, Atherton negou a acusação de sodomia perante o tribunal, mas confessou-a ao padre que lhe visitou no cárcere[2] . A conspiração teria sido organizada por um advogado chamado Butler, envolvido nas disputas de terras na região de Waterford[2] .

Seu suposto amante, John Childe, foi enforcado em março de 1641. Em Londres, no mesmo ano, foi impresso um panfleto com o poema intitulado "The Life and Death of John Atherton" (A Vida e Morte de John Atherton), de autoria desconhecida, que descreve a vida e o julgamento do bispo, além de explorar a natureza hedionda dos seus crimes[3] .

Referências

  1. a b Crompton, Louis. "Homosexuality & Civilization". Harvard University Press, 2006. ISBN 9780674022331
  2. a b c Aldrich, Robert; Wotherspoon, Garry ."Who's Who in Gay and Lesbian History: From Antiquity to World War II". Routledge, 2002. ISBN 0415159830
  3. Carpenter, Andrew. Verse in English from Tudor and Stuart Ireland". Cork University Press, 2003. ISBN 9781859183731

Bibliografia adicional[editar | editar código-fonte]

  • Bray, Alan. Homosexuality in Renaissance England. Londres: Gay Men's Press, 1982. ISBN 0907040136
  • Parris, Matthew. The great unfrocked: two thousand years of church scandal. Londres: Robson Books, 1998. ISBN 1861051298.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]