John Birch Society

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A John Birch Society é um grupo de pressão política de direita,[1][2] que apoia o anti-comunismo, governo limitado e liberdade pessoal.[3]

Foi fundada em 1958 por Robert W. Welch Jr., em Indianápolis, Indiana, e foi nomeada em homenagem a John Birch, um oficial da inteligência militar dos Estados Unidos e missionário Batista na II Guerra Mundial, assassinado em 1945 pelos militantes do Partido Comunista da China.[4] Atualmente sediada em Grand Chute, Wisconsin,[5] a sociedade tem filiais locais em todos os 50 estados dos Estados Unidos. Possui a American Opinion Publishing, que publica a revista The New American.[6]

Referências

  1. Bernstein, Richard (21 de maio de 2007). «The JFK assassination and a '60s leftist prism Letter from America». International Herald Tribune. Paris. p. 2 
    JORDAN, IDA KAY (26 de agosto de 2001). «VOTERS ADMIRED N.C. SENATOR'S INDEPENDENT STREAK, SOUTHERN CHARM». Virginian — Pilot. Norfolk, Va. p. J.1 
    Brinkley, Douglas (10 de fevereiro de 1997). «The Right Choice for the C.I.A.». New York Times. p. A.15 
  2. Jonathan Karl, "Far-Right John Birch Society 2010", ABC News, February 19, 2010, accessed April 4, 2010.
  3. «The JBS Mission». The John Birch Society. Consultado em 18 de fevereiro de 2010 
  4. «John Birch: A Patriotic Exemplar». The John Birch Society. Consultado em 18 de julho de 2008 
  5. Dan Barry, "Holding Firm Against Plots by Evildoers", The New York Times, June 25, 2009, accessed April 4, 2010.
  6. The New American

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.