John Broome

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
John Broome
Nascimento 1914
Morte 14 de março de 1999 (85 anos)
Chiang Mai, Tailândia
Nacionalidade Americano
Ocupação Escritor
Influenciados

John Broome (1914 - Chiang Mai, Tailândia, 14 de março de 1999), foi um escritor americano de histórias em quadrinhos e o criador do personagem Hal Jordan, cuja primeira história foi publicada em 1959 na revista Showcase #22, como parte da reformulação promovida pelo editor Julius Schwartz para recriar os personagens do Universo DC durante o período entre 1956 e 1970 que posteriormente convencionado por estudiosos como a "Era de Prata" dos quadrinhos.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Durante a juventude, Broome era um ávido leitor de ficção científica[3] e já na década de 1940 começou a trabalhar como escritor de revistas pulp e, quando Julius Schwartz, seu agente, foi contratado pela DC Comics (então "National Publications") para exercer o cargo de editor, Broome foi contratado para escrever histórias para a editora.[4][5]

Reformulação na Era de Prata[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Era de Prata dos Quadrinhos

Ainda no início da década de 1950, Broome criaria vários personagens para integrar o elenco do Universo DC, como o Capitão Cometa, cuja primeira aparição se deu na revista Strange Adventures #9, de 1951[6] e o Vingador Fantasma, que surgiu no ano seguinte. À época, uma política da empresa o impedia de assinar os diferentes roteiros que escrevia com o mesmo nome, fazendo com que adotasse as alcunhas "John Osgood" e "Edgar Ray Merritt"(esta última uma homenagens aos escritores Edgar Allan Poe, Ray Bradbury e Abraham Merritt.[3]

A partir da metade da década, começariam a ser publicados seus trabalhos mais significativos. As histórias com Hal Jordan e Barry Allen, respectivamente os novos "Lanterna Verde" e "Flash" da editora, estabeleceriam as versões mais conhecidas dos personagens, e a série The Atomic Knights, ao lado de Murphy Anderson.[2][3]

Saindo dos Estados Unidos e aposentadoria[editar | editar código-fonte]

No final da década de 1960, Broome e sua esposa, Peggy, se mudariam para a França e passariam a morar em Paris. Nos anos seguintes, ele continuaria trabalhando como roteirista para a editora até eventualmente decidir se aposentar para poder viajar pelo mundo, chegando a lecionar língua inglesa na França e no Japão[3][7] e só retornando aos Estados Unidos em 1998, ao ser convidado para participar da edição daquele ano da Comic-Con International.[4]

Em 14 de março de 1999, durante uma viagem de férias com sua esposa à Chiang Mai, na Tailândia, Broome falece, vitimado por um ataque cardíaco.[3]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

  • Alley Award de "Melhor História Curta" em 1964 por Doorway to the Unknown!, publicada em Flash #148 (com desenhos de Carmine Infantino).
  • Bill Finger Award póstumo de "Excelência em Roteiros de Quadrinhos" em 2009.[4]

Referências

  1. http://www.newsarama.com/comics/080716-VelocityCasey.html
  2. a b Jota Silvestre (Abril/Maio de 2010). «Dossiê Lanterna Verde. Hal Jordan: o maior dos Lanternas». Revista Mundo dos Super-Heróis (21): 30-31. ISSN 9771980523001  Verifique data em: |data= (ajuda);
  3. a b c d e Denis Gifford (27 de maio de 1999). «Obituary: John Broome». The Independent (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2011.. Cópia arquivada em 18 de junho de 2011 
  4. a b c "John Broome, Frank Jacobs to Receive 2009 Bill Finger Award", Comic-Con.org, 2009. WebCitation archive.
  5. http://www.newsarama.com/comics/060919-Finger2009.html
  6. http://goodcomics.comicbookresources.com/2010/04/25/a-year-of-cool-comics-day-115/
  7. Mark Waid. "Biographies: John Broome". Green Lantern Archives Volume 4 (DC Comics : New York City, 2002), p. 216

Ligações externas[editar | editar código-fonte]