John Eliot Gardiner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
John Eliot Gardiner
Nascimento John Eliot Gardiner
20 de abril de 1943 (79 anos)
Fontmell Magna
Cidadania Reino Unido
Alma mater
Ocupação maestro, diretor de coro, director musical, compositor
Prêmios
  • Comendador das Artes e das Letras
  • Cruz de Oficial da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha
  • Comandante da Ordem do Império Britânico
  • Merit Cross of the Lower Saxony Order of Merit (1st class)
  • Prêmio de Música Léonie Sonning (2005)
  • Cavaleiro da Legião de Honra
  • Prêmio Robert Schumann da cidade de Zwickau (2001)
  • Royal Academy of Music Bach Prize (2008)
  • Bach Medal (2005)
  • Prêmio Handel (2001)
  • honorary doctor of the Royal College of Music (2017)
  • Knight Bachelor
Título Knight Bachelor
John Eliot Gardiner durante ensaio

John Eliot Gardiner, Kt, CBE, FKC (Fontmell Magna, 20 de abril de 1943) é um maestro inglês. Fundador do Coro Monteverdi (1966), do English Baroque Soloists (1978) e da Orchestre Révolutionnaire et Romantique (1990), Gardiner gravou mais de 250 álbuns com estes e outros grupos musicais, a maior parte dos quais foram lançados pela Deutsche Grammophon e Philips Classics.

John Eliot Gardiner celebrizou-se por suas interpretações de música barroca em instrumentos de época, porém seu repertório e sua discografia não estão limitados à música antiga. Com a Orchestre Révolutionnaire et Romantique Gardiner executou muito da música do período clássico e romântica, incluindo diversas obras de Hector Berlioz e todas as sinfonias de Ludwig van Beethoven; devido às suas técnicas autênticas de execução, a gravação da terceira sinfonia de Beethoven foi utilizada numa dramatização feita pela BBC do episódio em que Beethoven compôs aquela sinfonia.[1] Gardiner é o principal condutor da Orquestra Sinfônica da Rádio Norte-Alemã, e aparece frequentemente como regente convidado com algumas das orquestras mais famosas do mundo, incluindo a Orquestra Philharmonia, a Orquestra Sinfônica de Boston, a Orquestra de Cleveland, a orquestra do Concertgebouw e a Filarmônica de Viena.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Ian Hart is Beethoven in unique drama of the first performance of the Eroica Symphony» 🔗. BBC. 15 de maio de 2003. Consultado em 17 de maio de 2007 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
sem antecessor
Diretor musical, Opéra National de Lyon
1983–1988
Sucedido por
Kent Nagano
Precedido por
Günter Wand
Maestro principal, Orquestra Sinfônica da NDR
1991–1994
Sucedido por
Herbert Blomstedt
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.