John Fabian

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
John Fabian
Nome completo John McCreary Fabian
Nascimento 28 de janeiro de 1939 (80 anos)
Goose Creek, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Alma mater Universidade Estadual de Washington
Ocupação
Serviço militar
Serviço Força Aérea dos Estados Unidos
Anos de serviço 1962–1987
Patente coronel
Conflitos Guerra do Vietnã
Condecorações Legião do Mérito
Medalha do Ar (3)
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 13d 04h 02min
Seleção Grupo 8 da NASA 1978
Missões
Insígnia da missão Insígnia STS 7 Insígnia STS 51g
Aposentadoria 1º de janeiro de 1986

John McCreary Fabian (Goose Creek, 28 de janeiro de 1939) é um ex-astronauta norte-americano, veterano de duas missões do ônibus espacial.

Formado em engenharia mecânica e Engenharia aeroespacial, graduou-se como oficial da Força Aérea dos Estados Unidos e passou cinco anos como piloto de K-135, avião de reabastecimento aéreo. Durante a Guerra do Vietnã, participou de noventa missões de combate.[1]

Fabian foi qualificado como astronauta em 1979, após um ano de treinamento no quartel-general e centro de treinamento da NASA, em Houston, Texas. Durante seus primeiros anos na agência espacial, trabalhou um funções em Terra, incluindo o desenvolvimento do braço róbotico do futuro ônibus espacial. Sua primeira missão espacial foi como especialista de missão da STS-7 Challenger, em junho de 1983, a primeira com cinco tripulantes em um ônibus espacial. Nela, ele foi o primeiro astronauta a operar em órbita o Canadarm canadense, capturando no espaço um satélite para trazê-lo de volta à Terra para reparos.[1]

Sua segunda missão, a STS-51-G, foi uma missão de tripulação internacional lançada em junho de 1985, que teve entre seus integrantes um astronauta francês e o primeiro saudita a ir ao espaço. Nela, a tripulação colocou em órbita satélites da Liga Árabe, do México e dos Estados Unidos. Fabian esteve selecionado para uma terceira missão espacial, uma missão científica de pesquisas biológicas a ser realizada em maio de 1986. Entretanto, com o acidente da Challenger em janeiro deste ano, todas as missões espaciais norte-americanas foram suspensas por dois anos e ele deixou a NASA em início de 1986 para exercer funções de comando no quartel-general da Força Aérea.[1]

Após se desligar da Força Aérea em 1987, ele passou a integrar a direção de um instituto público de pesquisas aeroespaciais e segurança nacional sem intuito lucrativo, do qual se aposentou em 1998. Na última década, tem trabalho como consultor independente de aeroespaço e como porta-voz da NASA, participando de programas de interação com o público visitante do Centro Espacial John F. Kennedy, na Flórida.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «JOHN M. FABIAN» (PDF). NASA. Consultado em 20 maio 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]