John Galliano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
John Galliano
John Galliano en 2010
Nascimento Juan Carlos Antonio Galliano-Guillén
28 de novembro de 1960 (60 anos)
Gibraltar
Residência Lyon
Cidadania Reino Unido
Alma mater
  • Central Saint Martins
  • Wilson's School
Ocupação figurino, modelista
Prêmios
  • Comandante da Ordem do Império Britânico (2001)
  • Ordem Nacional da Legião de Honra (2009, –2012)
  • Prêmios Globos de Cristal (2007)
  • Royal Designer para a Indústria (2002)
Empregador Givenchy, Christian Dior SE, Maison Martin Margiela
Página oficial
http://www.johngalliano.com

John Galliano, CBE (Gibraltar, 28 de novembro de 1960) é um estilista britânico de alta-costura.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido Juan Carlos Antonio Galliano Guillén, filho de pai gibraltino e de mãe espanhola, John Galliano e sua família mudaram para Londres em 1966. Em 1984, graduou-se em design de moda na prestigiada St. Martins College of Art & Design em Londres, onde foi escolhido como sendo o melhor aluno do seu ano.

John Galliano foi o primeiro britânico a assumir o controle criativo de uma casa de moda francesa. Em 1995, foi escolhido por Bernard Arnault, proprietário da LVMH, para ser o novo director criativo da Givenchy. Passado dois anos, Bernard Arnault pediu para que ele levasse sua excentricidade inglesa para a Christian Dior S.A., que na altura encontrava-se em decadência. Galliano também mantém a sua própria marca, com o seu nome.

Em 25 de fevereiro de 2011, a casa Dior anunciou que havia suspendido Galliano na sequência de uma detenção sobre uma alegada agressão antissemita num bar de Paris. Três dias depois, o tablóide britânico The Sun publicou um vídeo em seu website mostrando Galliano em outro incidente no mesmo bar, proferindo insultos antissemitas a um grupo de mulheres italianas.[1] Em consequência deste incidente, a 1 de março de 2011 a casa Dior anunciou que John Galliano teria sido suspenso da marca.[2]

Depois da sua saida da Dior, John Galliano passou a trabalhar para a Maison Martin Margiela.

Referências

  1. «Film of John Galliano's racist rant in bar | The Sun |News». thesun.co.uk. 2011. Consultado em 22 de juho de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «BBC News - John Galliano sacked by fashion house Dior». bbc.co.uk. 2011. Consultado em 22 de junho de 2011