John Hay

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
John Hay
37º Secretário de Estado dos Estados Unidos
Período 30 de setembro de 1898
a 1 de julho de 1905
Presidente William McKinley (1898–1901)
Theodore Roosevelt (1901–1905)
Antecessor(a) William R. Day
Sucessor(a) Elihu Root
12º Secretário de Estado Assistente
dos Estados Unidos
Período 1 de novembro de 1879
a 3 de maio de 1881
Secretário de Estado William M. Evarts (1879–1881)
James G. Blaine (1881)
Antecessor(a) Frederick W. Seward
Sucessor(a) Robert R. Hitt
Dados pessoais
Nome completo John Milton Hay
Nascimento 8 de outubro de 1838
Salem, Indiana,
Estados Unidos
Morte 1 de julho de 1905 (66 anos)
Newbury, Nova Hampshire,
Estados Unidos
Progenitores Mãe: Helen Leonard
Pai: Charles Hay
Alma mater Universidade Brown
Esposa Clara Louise Stone
Partido Republicano
Profissão Escritor
Jornalista
Serviço militar
Serviço/ramo Exército da União
Graduação Major
Conflitos Guerra de Secessão

John Milton Hay (8 de outubro de 18381 de julho de 1905) foi um estadista, diplomata, escritor e jornalista estadunidense, além de ter sido assistente e secretário particular de Abraham Lincoln.[1] Foi o 37º Secretário de Estado dos Estados Unidos.

Foi um estadista e oficial americano cuja carreira no governo se estendeu por quase meio século. Começando como secretário particular e assistente de Abraham Lincoln , o cargo mais alto de Hay foi Secretário de Estado dos Estados Unidos sob os presidentes William McKinley e Theodore Roosevelt. Hay também foi autor e biógrafo, e escreveu poesia e outras literaturas durante grande parte de sua vida.[2]

Nascido em Indiana em uma família antiescravista que se mudou para Illinois quando ele era jovem, Hay mostrou um grande potencial e sua família o mandou para a Brown University. Após a formatura em 1858, Hay atuou com direito no escritório de seu tio em Springfield, Illinois, adjacente ao de Lincoln. Hay trabalhou para a bem-sucedida campanha presidencial de Lincoln e se tornou um de seus secretários particulares na Casa Branca. Durante a Guerra Civil Americana, Hay esteve perto de Lincoln e ficou ao lado de seu leito de morte depois que o presidente foi baleado no Teatro Ford. Além de suas outras obras literárias, Hay foi coautor com John George Nicolay de uma biografia em vários volumes de Lincoln que ajudou a moldar a imagem histórica do presidente assassinado.[3]

Após a morte de Lincoln, Hay passou vários anos em cargos diplomáticos na Europa, depois trabalhou para o New-York Tribune sob Horace Greeley e Whitelaw Reid. Hay permaneceu ativo na política e de 1879 a 1881 atuou como Secretário de Estado Adjunto. Depois disso, ele permaneceu no setor privado, até que o presidente William McKinley, de quem ele havia sido um grande patrocinador, o fez embaixador no Reino Unido em 1897. Hay tornou-se secretário de Estado no ano seguinte.[3]

Hay foi por quase sete anos Secretário de Estado, sob o presidente McKinley, e depois do assassinato de McKinley, sob Theodore Roosevelt. Hay foi o responsável pela negociação da Política de Portas Abertas, que manteve a China aberta ao comércio com todos os países em igualdade de condições, com potências internacionais. Ao negociar o Tratado Hay-Pauncefote com o Reino Unido, o (em última análise não ratificado) Tratado Hay-Herrán com a Colômbia e, finalmente, o Tratado Hay-Bunau-Varilla com a recém-independente República do Panamá, Hay também abriu caminho para a construção de o Canal do Panamá.[3]

Está sepultado no Lake View Cemetery.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Abraham Lincoln: a History (com John G. Nicolay)
  • The Bread-winners
  • A Social Study
  • Castilian Days (1875)
  • Pike County Ballads and Other Poems (1871)
  • Poems
  • Abraham Lincoln: A History (nove volumes, 1890)

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Kushner, Howard I. (1977). John Milton Hay : the union of poetry and politics. Boston: Twayne Publishers. OCLC 2963534 
  2. «<italic>The Life and Letters of John Hay</italic>. By <sc>William Roscoe Thayer</sc>. In two volumes. (Boston and New York: Houghton Mifflin Company. 1915. Pp. x, 456; 448.)». The American Historical Review. Julho de 1916. ISSN 1937-5239. doi:10.1086/ahr/21.4.831. Consultado em 25 de setembro de 2020 
  3. a b c Taliaferro, John, 1952- (2013). All the great prizes : the life of John Hay, from Lincoln to Roosevelt 1st Simon & Schuster hardcover ed ed. New York: Simon & Schuster. OCLC 800024794 


Ligações externas[editar | editar código-fonte]